Search
Friday 30 October 2020
  • :
  • :

Após 21 anos, Sada Cruzeiro coloca o Brasil de novo na decisão do Mundial de Clubes

Foto: Divulgação/FIVB.

Equipe comandada por Marcelo Mendéz pode acabar com série vencedora do Trentino (e de equipes italianas) e fazer história como a primeira formação brasileira a ser campeã do mundo.

A espera foi longa, mas o Brasil terá novamente um representante na decisão do Campeonato Mundial de Clubes Masculino. Na tarde desta quinta-feira (18/10), em uma partida épica e de fortes emoções, o Sada Cruzeiro superou os poloneses do PGE Belchatow (vice-campeões em 2009 e 2010) por 3 sets a 2, parciais de 25-21, 23-25, 27-25, 23-25 e 15-9. A última vez que um clube verde-amarelo teve a chance de ganhar o ouro foi na edição de 1991, quando o Banespa perdeu em casa para os italianos de Ravenna. O Sesi-SP disputou a competição no ano passado, mas ficou na quarta colocação. O Trentino é o atual tricampeão do torneio.

E final contra os italianos, que para os cruzeirenses será uma revanche da última partida da fase de grupos, já será será nesta sexta-feira (19/10) a partir das 13h (horário de Brasília) com transmissão ao vivo do canal Band Sports.

Os 29 pontos do sérvio Aleksandar Atanasijevic, de apenas 21 anos e destaque absoluto da partida, não foram suficientes para impedir a derrota polonesa. Ele anotou 25 vezes em ataques (com um belo aproveitamento de 67%) e quatro em bloqueios. O ponteiro Michal Winiarski veio na sequência com 14, sendo 11 em ataques (44%) e três em bloqueios. Seu diagonal em quadra e capitão do time Mariusz Wlazly veio na sequência com 13.

Pelo Cruzeiro, destaque para os centrais Douglas Cordeiro e Acácio. Curiosamente, a dupla de centrais foi quem mais pontuou pela equipe num jogo masculino que foi para o quinto set, fato raríssimo de acontecer. Douglas Cordeiro marcou 15 vezes, sendo 13 em ataques (com o fantástico aproveitamento de 86%) e dois em bloqueios, e Acácio 11: sete em ataques (54%), dois em bloqueios e dois em saques. As entradas de Maurício e Yadier Sanchez no terceiro set também foram importantes para o astral cruzeirense em quadra e para a vitória naquela parcial. O ponteiro da seleção brasileira marcou dez pontos em dois sets e meio, enquanto o oposto cubano contribuiu com nove.


Experiente Michal Winiarski, titular da seleção polonesa campeã da Liga Mundial 2012, enfrenta bloqueio celeste.

Jogador de equilíbrio desta equipe e de confiança de Marcelo Mendez, Filipe Ferraz atuou durante toda a partida e marcou dez pontos, todos em ataques, com 47% de eficiência. No fundo de quadra foi muito bem, sendo o melhor passador em quadra com 75% de perfeição. O líbero Serginho também foi bem no passe, com 73% de aproveitamento.

Virada no quarto set assustou torcedores

A primeira parcial foi todada dominada pelo Sada Cruzeiro. Liderados por Leal e Wallace, a equipe de Minas Gerais teve vantagem nas duas paradas técnicas (8-6 e 16-13) e não encontrou dificuldades em fechar por 25 a 21 num erro de Winiarski. Já no segundo set quem dominou as ações foi a equipe polonesa (6-8). O Cruzeiro chegou a empatar (9-9), mas o time comandado pelo inspirado Atanasijevic abriu novamente no marcador (14-16) e chegou a ter três pontos à frente (19-22). No entanto, o Sada Cruzeiro reagiu e ficou a um ponto dos poloneses (23-24), mas em uma tarde inspirada, Atanasijevic decidiu mais uma vez e empatou o jogo.

No set seguinte as emoções começaram a ficar mais fortes em Doha. O jogo ficou igual durante toda a parcial (7-7, 15-15), com um leve domínio do time polonês, principalmente sobre as ações de Leal e Wallace, que começaram bem a partida. Foi aí que brilhou a estrela do técnico Marcelo Mendez em colocar em quadra Maurício e Sanchez, que incendiaram o jogo bom bons ataques e fortes saques e fizeram o time acordar em quadra. Com grande atuação de Douglas Cordeiro no ataque e finalizando a parcial com Maurício, o Cruzeiro pulou novamente na frente do placar: 27 a 25.

A quarta parcial foi (quase) toda azul. O Sada Cruzeiro iniciou arrasador (8-3) e dava pinta de que iria fechar o jogo por ali mesmo (16-13). Mas com alguns erros e uma sequência de três bloqueios poloneses, tudo ficou igual em 20. Com duas bolas pelo meio, o Belchatow fechou o set em 25 a 23 e levou a partida para o tie break. Mas a reação polonesa no jogo ficou no quarto set. Errando muito, o time europeu não se encontrou no início do set decisivo, mas o Cruzeiro não soube aproveitar as chances iniciais (7-7). De volta no fim da parcial anterior, Wallace marcou dois pontos consecutivos e o capitão William tirou dois aces da cartola para o time abrir três pontos no placar (10-7). Dois bloqueios no fim da parcial dos dois destaques da partida, Douglas Cordeiro e Acácio, deram números finais ao jogo: 15 a 9 e 3 sets a 2 Sada Cruzeiro.

Sada Cruzeiro: William (3), Wallace (9), Filipe Ferraz (10), Yoandry Leal (7), Douglas Cordeiro (15), Acácio (11) e Serginho (Líbero). Depois: Daniel, Maurício (10) e Yadier Sanchez (9). Técnico: Marcelo Mendez.

PGE Skra Belchatow: Pawel Woicki, Aleksandar Atanasijevic (29), Mariusz Wlazly (13), Michal Winiarski (14), Daniel Plinski (7), Karol Klos (1) e Pawel Zatorski (Líbero). Depois: Wytze Kooistra (3), Dejan Vincic e Michal Bakiewicz. Técnico: Jacek Nawrocki.

 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x