Search
Tuesday 11 August 2020
  • :
  • :

Após nova votação, chega ao fim o ranking da Superliga Feminina

Macris e Thaisa Daher estavam na lista das atletas com 7 pontos. (Foto: Orlando Bento/MTC)

Como já era esperado, a nova votação realizada pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) confirmou o fim do ranking das atletas de sete pontos a partir da Superliga Feminina 2020/2021, por 7 votos a 4. A reunião aconteceu nesta quinta-feira (19), por meio de videoconferência. Desta vez, além dos votos do Curitiba Vôlei e do São Paulo/Barueri, o Sesi Vôlei Bauru também seguiu a maioria, enquanto Sesc RJ, Flamengo, Fluminense e Pinheiros mantiveram os votos pela manutenção. Além dos 10 times mais bem colocados da atual liga, a comissão dos atletas também teve direito a voto.

Assim, a competição feminina passa a seguir o que já é adotado entre os homens há alguns anos. Antes, cada agremiação só poderia contar com até duas atletas de 7 pontos. Dani Lins, Fabiana Claudino, Fernanda Garay, Gabi Guimarães, Natália Zilio, Tandara Caixeta, Thaisa Daher, Tifanny, Macrís e Fabíola eram os nomes da lista.

Esta notícia será atualizada assim que for confirmado se o aumento de duas para três estrangeiras tiver sido barrado ou mantido.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
3 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Valdemircps
Valdemircps
19/03/2020 15:37

Antes tarde do que nunca!

Luciana. Pereira
Luciana. Pereira
19/03/2020 14:07

Até que enfim as mulheres foram ouvidas. Esses ranking beneficiava quem tinha interesses não as jogadoras ai falavam “ah tem que repatriar ” como se os patrocínios são difíceis e as jogadores valiam muito?Elas tem que ser respeitadas valem muito porque são talentosas e o ranking as punia por tanto talento.

Sinesio
Sinesio
19/03/2020 13:11

Só e bom para quem tem dinheiro vai fazer igual Flamengo fez no futebol

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x