Search
Monday 9 December 2019
  • :
  • :

Após virada, Bia pede mais atenção ao Osasco-Audax

Central foi a melhor na vitória sobre o Pinheiros. (Foto: João Pires/Fotojump)

O Vôlei Osasco-Audax tem duas vitórias em duas rodadas da Superliga 2019/20. O segundo triunfo veio na noite deste sábado (16), com bom público no José Liberatti. E foi de virada. Após perder o primeiro set, a equipe comandada pelo técnico Luizomar ganhou do Pinheiros por 3 sets a 1, com parciais de 21/25, 25/23, 25/18 e 25/14, em 1h45. Na próxima rodada, as osasquenses farão o primeiro jogo fora de casa neste temporada do campeonato nacional. Enfrentam o Curitiba Vôlei na próxima terça-feira (19), às 20h, na capital paranaense. Todos os detalhes dos jogos e bastidores podem ser conferidos no canal oficial do clube, a Osasco Vôlei TV (https://osascovoleitv.tvnsports.com.br/).

Com o troféu VivaVôlei nas mãos, de melhor em quadra, Bia analisou a partida. “A equipe sofreu um apagão no primeiro set e precisamos corrigir isso. Mas depois entramos em jogo e conseguimos a virada. Então, são dois pontos. O negativo é que uma equipe como a nossa não pode entrar tão desligada, especialmente jogando em casa. O positivo foi o poder de reação, a vontade de ganhar e lutar até o final. Osasco e Pinheiros é um clássico paulista e sabíamos que não seria fácil”, declarou a central.

Vanesa Janke, que entrou no final do segundo set e seguiu até o final, valorizou a força do grupo. “Hoje mostramos que é o grupo quem ganha jogo. Quem está na quadra desde o início, quem está no banco pronta para entrar, todas estamos juntas em um mesmo objetivo. E fico muito feliz por ter ajudado na vitória deste sábado”, disse a ponteira, que destacou o sistema defensivo. “Em uma noite em que não fomos tão bem técnica e taticamente, a disposição na defesa fez diferença”.

O jogo – A noite de sábado começou complicada para o Vôlei Osasco. O time da casa demorou para entrar na partida e sofreu com os saque adversário, que chegou a abrir nove pontos (11/2). Aos poucos e com dois pedidos de tempo do técnico Luizomar, a equipe foi se encontrando. Com dois pontos seguidos de saque de Roberta, diminuiu a desvantagem para cinco pontos (11/16). E seguiu lutando. Bia garantiu mais dois acertos – na bola e china e no bloqueio – e o Audax encostou no final do primeiro set (19/22). Mas, apesar do esforço e de bons bloqueio de Mara e Bjelica, o Pinheiros venceu por 25/21.

Osasco voltou diferente para o segundo set. Ligado e com fome de bola, comandou o placar desde o início. Isso não significa que foi uma parcial tranquila, mas que as comandadas de Luizomar mantiveram a concentração e souberam se impor nos momentos delicados. Jaque é um exemplo. A ponteira havia sido caçada pelo bloqueio do Pinheiros em três oportunidades. Na quarta tentativa, ela colocou a bola no chão, no fundo de quadra, e foi para o saque. Com ela no serviço, o Audax marcou três pontos seguidos, com direito a um ace. Bia, uma das mais regulares, também fez um ponto direto de saque (20/14) após ter marcado no ataque anterior. Mara, outra gigante pelo meio, fez no 22/19. E apesar de o adversário ter encostado no final, as donas da casa mantiveram a cabeça no lugar para fechar em 25/23.

Pri Heldes e Vanessa Janke, que entraram no segundo set, seguiram no time no terceiro. E depois de duas parciais complicadas, uma vitória tranquila. A defesa das osasquenses melhorou, assim como o aproveitamento nos contra-ataques. Com um bloqueio duplo de Mara e Vanessa, o Audax fez 18/13. Na sequência, a central ainda garantiu mais um ponto em jogada rápida pelo meio (29/13). Jaque e Camila Brait seguiram varrendo o fundo de quadra e Mara, na bola de xeque, garantiu o set point (24/17). A vitória por 25/18 veio com um erro do adversário em um longo rali, com direito a defesa de Jaque com o pé.

Osasco entrou de vez no modo embalos de sábado à noite no quarto set. Com a mesma disposição defensiva da parcial anterior, especialmente com Camila Brait e Jaque, as donas da casa foram abrindo vantagem. Chegou a sete pontos no 14/7. Quando Pinheiros ameaçou reagir, Bia marcou na largadinha (17/11). A central repetiu a dose na jogada seguinte (18/11). Sem perder a concentração, seguiu comandando o placar. Mara fez 23/14 e Pri Heldes aplicou um ace no set point. A vitória veio em mais um ace da levantadora: 25/14.

Vôlei Osasco-Audax jogou com Roberta (2), Casanova (16),Bjelica (3), Jaque (7), Bia (15), Mara (15) e a líbero Camila Brait. Técnico Luizomar de Moura. Entraram: Kika, Vanessa Janke (7), Pri Heldes (3).

Pinheiros jogou com Lyara (5), Clarisse (16), Karina (13), Camila Paracatu (9), Paquiardi (6), Saraelen (12) e a líbero Juliana. Técnico: Sérgio Negrão. Entraram: Priscila (1), Lorrayna (2), Erica.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »