Search
Tuesday 29 September 2020
  • :
  • :

Apostas de Bernardinho, jovens talentos da seleção comemoram oportunidade

Foto: Divulgação/CBV

Uma nova, talentosa e preparada geração mostra sua cara na seleção brasileira masculina de vôlei. A renovação vem se mostrando proveitosa através de nomes como o oposto Rafael Araújo, de 23 anos, e os ponteiros Lucas Lóh, 23, e Lucarelli, 22, todos do grupo campeão mundial Sub-23, em 2013, que dão continuidade ao trabalho de formação de atletas agora, na adulta. Nesta última semana de preparação do Brasil para a Fase Final da Liga Mundial, a equipe conta ainda com o ponteiro Douglas, de 18 anos, jogador da seleção juvenil e que está com a principal a convite do técnico Bernardinho.

O trabalho com os novos nomes é gradativo. Douglas, neste momento, ajuda nos treinos apenas nesta semana, mas já vem sendo observado e, aos poucos, inserido no trabalho com o time adulto. Rafael Araújo está permanentemente com o grupo, desde o início da temporada, e é um grande reforço no trabalho diário. Com a lesão do ponteiro Maurício Borges, Lucas Lóh integra os 12 atletas que ficam à disposição de Bernardinho nas partidas. Já o caso de Lucarelli é uma exceção. Ponteiro titular do Brasil, ele sabe que a função que ocupou na seleção Sub-23 foi importante para o seu crescimento.

“Tive experiências muito diferentes quando jogamos o Mundial Sub-23. Aqui na adulta eu tinha o papel totalmente contrário, de absorver o máximo possível, estar sempre escutando e aprendendo o máximo, e na Sub-23 tiver que exercer uma função um pouco diferente, de capitão. Claro que tinha que exercer uma liderança um pouco maior e já ser amigo de todos fora da quadra me ajudou bastante nisso. Sem dúvida, voltei de lá mais amadurecido e a responsabilidade que tive me fez chegar aqui mais bem preparado”, disse o mineiro de Contagem.

Outro ponteiro da nova geração, Lucas Lóh saiu de Toledo, no Paraná, para chegar ao time nacional. A chance foi dada e o atacante fez questão de segurá-la. “As oportunidades estão sendo dadas. Estamos tendo espaço e chance para mostrar o nosso trabalho durante os treinamentos. Estamos trabalhando duro para conquistar o espaço nessa renovação que está acontecendo. Hoje o trabalho é árduo para, lá na frente, agarrar essa chance. A convivência com todos os jogadores aqui é muito boa, recebemos uma ajuda que não tem valor”, contou Lucas Lóh.

Rafael Araújo está como sempre sonhou. Com dois dos seus maiores exemplos logo ao lado, os opostos Wallace e Leandro Vissotto, o atacante garante que esta é uma oportunidade de ouro. “Aqui, aprendo todo treino. É uma oportunidade única que estamos tendo em meio aos melhores jogadores do país. A seleção atravessa um momento de renovação, buscando novos caminhos, e nós temos que aproveitar para buscar nosso espaço da melhor forma possível. Estar com o Wallace e o Vissotto dentro e fora de quadra ajuda bastante o meu crescimento na carreira e são duas pessoas sensacionais. Já admirava muito os dois e estou muito feliz de estar aqui com eles”, garantiu Rafael, que é de Umuarama (PR).

Aos 18 anos, o ponteiro Douglas, nascido em Santa Bárbara d’Oeste (SP), vive dias mágicos. “Já havia treinado com eles em Saquarema (no Centro de Desenvolvimento do Voleibol), mas ter a oportunidade de compor o grupo agora, nessa semana importante de preparação para as finais da Liga Mundial, está sendo algo único na minha vida. Nada vai tirar tudo que estou aprendendo nesses dias aqui. Todos estão me ajudando muito, com algum detalhe que passa a ser fundamental para o meu crescimento”, disse Douglas.

Ser treinado por Bernardinho, então, vai além do que o jovem ponteiro poderia imaginar. “Eu sou perfeccionista, como o Bernardinho, e ele me ajuda bastante. Cada dica que ele dá vale ouro. Eu acho ele sensacional”, concluiu Douglas.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x