Search
Friday 25 September 2020
  • :
  • :

Atacando de comentarista para a França, Fronckowiak diz que situação do RJX está sob controle e time vem forte novamente

Foto: Régis Thiago / Melhor do Vôlei

O duelo deste sábado (29/06) entre França e Brasil pela Liga Mundial levou muitas personalidades do vôlei ao ginásio. Uma delas foi o técnico do atual campeão da Superliga Masculina, Marcelo Fronckowiak. Por ter treinado por vários anos na França, o técnico recebeu um convite da TV Francesa e esteve no jogo como comentarista. “Eu tenho grandes amizades, fiquei seis anos na França, conhecia as pessoas do canal Sport Plus, eles me fizeram o contato e eu tive a oportunidade de praticar a língua, rever amigos e foi muito prazeroso para mim”.

Em um pitaco como comentarista, Fronckowiak falou o que viu no jogo. “Vimos um excelente jogo, acho que o quarto set não foi tão bom, mas a França jogou muito bem e é merecedora do resultado. Acho que onde o Brasil pecou foi a relação bloqueio-defesa, que não funcionou tão bem. A França soube elevar seu nível, está num momento bom e é interessante como num jogo de Liga Mundial uma equipe assim jogar num nível muito interessante”.

Para ele, a França é um país que vive de ciclos e não tem a mesma capacidade de Polônia, Rússia ou Itália para se manter constantemente no topo das melhores seleções.

“A França já passou por ciclos. Houve um ciclo em 2002, quando foi terceiro no mundial. Depois teve vice-campeonatos europeus, um vice da Liga Mundial, quando perdeu para o Brasil em 2006, e hoje com a nova comissão técnica existe uma mentalidade muito positiva e uma qualidade de jogo também. Eles são uma nação que recebem muitos estrangeiros e produz um vôlei de boa qualidade, talvez não tão forte, pois o material humano não é tão bom, mas quando se trabalha corretamente, consegue fazer bons resultados”.

O treinador aproveitou e falou ao Melhor do Vôlei sobre dois temas atuais do vôlei nacional, na qual ele participa ativamente. Primeiro ele comentou sobre as mudanças na Superliga. Para ele, o balanço é superpositivo. “Superpositivo. Temos feito várias reuniões. Eu faço parte da comissão de treinadores e estou muito satisfeito o que temos feito. Existe um novo caminho aí com um novo calendário, com anuência e participação do Bernardinho, para que seleção e clube dividam melhor o tempo com os jogadores. Eu acho que é um caminho muito interessante e uma iniciativa muito boa e a gente tem que participar”.

O outro tema é o RJX. Com uma crise de patrocínios, o time atual campeão ainda não sabe com que força virá para a Superliga, porém, o treinador tratou de tranquilizar o torcedor e deu o recado.

“O projeto está em andamento, às definições mais específicas estão com a supervisão, mas o projeto vai ter continuidade, estamos preparando a nova temporada e é importante que as pessoas saibam que economicamente os patrocínios esportivos estão muito direcionados para a Copa do Mundo. Isso é uma tônica e o próprio Giovane que tem buscado patrocínios em São Paulo tem dito isso. Então, no momento em que decisões precisam ser tomadas, e uma organização precisa ser colocada em prática, estamos esperando alguns detalhes, mas está tudo sob controle e o RJX vem forte de novo. Estou muito contente com as coisas de bastidores que tem sido feitas”.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x