Search
Saturday 19 September 2020
  • :
  • :

Brasil conquista sete prêmios individuais no Circuito Mundial de vôlei de praia 2014

Mesmo após um ano sem jogar, Juliana foi o destaque do Brasil na temporada (Foto: Paulo Frank/CBV)

Mesmo após um ano sem jogar, Juliana foi o destaque do Brasil na temporada (Foto: Paulo Frank/CBV)

Além do título de campeão do Circuito Mundial feminino 2014, conquistado por Juliana e Maria Elisa, o Brasil conquistou mais sete prêmios na eleição de melhores da última temporada. A FIVB (Federação Internacional de Voleibol) divulgou na segunda-feira (25) a lista dos jogadores que se destacaram no giro e, entre os principais prêmios, Juliana e Emanuel foram eleitos esportistas do ano. Atletas, treinadores, árbitros e delegados votam na eleição.

No feminino, Juliana conquistou o título de atleta do ano pela segunda vez, já que ela também havia recebido o prêmio em 2011. A octacampeã do Circuito Mundial também foi eleita, ao lado de Maria Elisa, o melhor time da temporada.

“Estou muito realizada. Como fiquei um ano parada, sem disputar o Circuito Mundial, voltar e ter o reconhecimento dos atletas, dos meus adversários, é muito gratificante, motivo de honra. E ter sido campeã com a Maria Elisa foi muito especial, pois uma ajudou e levantou a outra. Dedico em especial aos meus familiares e ao meu pai. Eles estiveram sempre do meu lado, quando estou atuando fora do país sempre penso neles, então ofereço a ele”, comemorou a paulista.

A sul-mato-grossense Talita repetiu a conquista de 2013 e renovou a premiação de melhor atacante, tendo conquistado quatro medalhas de ouro e uma prata no tour. Fechando a lista entre as mulheres, Larissa venceu como melhor defensora e melhor levantadora, apesar de só ter voltado a jogar no meio do ano. Foi o oitavo prêmio da capixaba como levantadora e o terceiro como defensora, motivo de comemoração e agradecimentos.

“Fico muito feliz com o reconhecimento do trabalho. Essa retomada tem sido mais feliz ainda, depois de um tempo parada consigo ver com mais clareza como é difícil conquistar um título desses. Imagine vencer várias vezes. São tantas as pessoas pelo mundo que treinam, que se dedicam, levam uma vida regrada e querem vencer. Saber que estou entre elas é uma alegria grande”, afirmou Larissa, que também mencionou a parceira Talita e a comissão técnica.

“Tenho que agradecer. Não sei como seria se tivesse retornado ao vôlei de praia sem o Reis Castro (treinador) e o Francisco Oliveira (preparador físico). Eles sabem até onde meu corpo pode ir, como falar, a hora de cobrar. E dizer obrigado a Talita, que está me ajudando muito nisso. Além da minha família, dos fãs e da Lili (esposa). Ela foi fundamental na escolha do momento da minha volta, me apoiou em tudo. Antes de retornar ela disse ‘você sempre esteve entre as melhores, por que não estaria agora?’ Eles fazem parte de tudo isso”, destacou a atual líder do Circuito Banco do Brasileiro.

Títulos também no masculino

O Brasil também fez bonito no masculino, com Emanuel sendo eleito “Esportista do Ano” pela quinta vez. Já o brasiliense Bruno Schmidt conquistou o “bicampeonato” de melhor defensor. Atuando ao lado de Alison “Mamute”, o jogador terminou a temporada na terceira colocação do ranking geral e celebrou o resultado da eleição.

“Estou muito contente por ter sido lembrado. Claro que não é a prioridade e pensamos sempre no título do torneio, no coletivo, mas é uma forma de ver o resultado de um trabalho. A defesa é uma posição que treino todos os dias, repetindo inesgotavelmente, e ser considerado o melhor do mundo no fundamento é ótimo. Sempre fui baixo, então sabia que tinha que me superar, aprimorar naquela posição. A Shelda foi uma inspiração, um espelho, por também não ser uma jogadora muito alta e ser reconhecida pela competência defensiva. Além de outros nomes, como Roberto Lopes, por exemplo. Tomara que a atual temporada também seja positiva para nós brasileiros”, analisou Bruno Schmidt.

A temporada 2015 do Circuito Mundial 2015 começa em abril, com o Open de Fuzhou, na China. Serão 20 eventos, distribuídos entre Campeonato Mundial, Major Series, Grand Slams, Word Tour Finals e Opens.

Confira todos os prêmios do feminino:

Melhor jogadora – Kerri Walsh Jennings (EUA)
Melhor bloqueadora – Kerri Walsh Jennings (EUA)
Melhor atleta defensiva – Larissa França (Brasil)
Melhor atacante – Talita Antunes (Brasil)
Melhor atleta ofensiva – Kerri Walsh Jennings (EUA)
Melhor levantadora – Larissa França (Brasil)
Atleta que mais evoluiu – Tanja Huberli (Suíça)
Atleta mais inspiradora – Kerri Walsh Jennings (EUA)
Esportista do ano – Juliana Felisberta (Brasil)
Melhor saque – Karla Borger (Alemanha)
Melhor novata – Melissa Humana-Parades (Canadá)
Time do ano – Juliana e Maria Elisa – (Brasil)

Confira todos os prêmios do masculino:

Melhor jogador – Phil Dalhausser (EUA)
Melhor bloqueador – Phil Dalhausser (EUA)
Melhor atleta defensivo – Bruno Schmidt (Brasil)
Melhor atacante – Janis Smedins (Letônia)
Melhor atleta ofensivo – Paulo Nicolai (Itália)
Melhor levantador – Phil Dalhausser (EUA)
Atleta que mais evoluiu – Ryan Doherty (EUA)
Atleta mais inspirador – Jake Gibb (EUA)
Esportista do ano – Emanuel (Brasil)
Melhor saque – Phil Dalhausser (EUA)
Melhor novato – Tri Bourne (EUA)
Time do ano – Aleksandrs Samoilovs e Janis Smedins (Letônia)




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x