Search
Saturday 19 September 2020
  • :
  • :

Brasil dá mais um passo no campeonato Mundial Sub-21 contra a China

 

Equipe brasileira comemora a vitória sobre os chineses (Getty Image/FIVB)

 

Na segunda rodada do campeonato Mundial Sub-21 masculino, na República Tcheca, a seleção brasileira repetiu o bom desempenho e manteve a invencibilidade na competição. Na tarde deste sábado (24.06), o Brasil venceu a China por 3 sets a 0 (25/16, 25/21 e 25/16), em 1h11 de jogo na Budvar Arena, em Cescke Budejovice. O bom resultado manteve a equipe verde e amarela na liderança do grupo D, e garantiu a classificação à próxima fase.

 

O jogo contra a China, cabeça de chave e atual bronze mundial na categoria, era, na teoria, o mais complicado neste início de campeonato. No entanto o saque brasileiro fez a diferença no duelo contra os chineses, foram oito pontos do Brasil neste fundamento, contra apenas dois dos adversários. O ponteiro Victor Barigui foi a figura principal da partida, anotando 21 pontos. O oposto Roque, com 15, também se destacou.

 

“Nesse jogo de hoje fizemos uma estratégia de usar mais o saque flutuado para dificultar a ação do ataque chinês, e essa era a nossa prioridade hoje”, explicou o treinador da equipe do Brasil, Nery Tambeiro. O técnico contou que cada partida é encarada como a mais importante do campeonato. A estratégia é não deixar os jovens atletas perderem o foco na competição.

 

“Para nós, o jogo mais difícil é sempre o próximo. Amanhã o jogo contra o Japão também será complicado. Nossa linha de pensamento é essa, cada jogo seguinte é o mais difícil. Com isso a gente não perde o foco, estamos sempre ligados no que fazer. Sem dúvida foi uma vitória muito importante que nos deixa em primeiro do grupo. Contra os japoneses temos que continuar a concentração, com os pés no chão, pois sabemos que é a fase de classificação ainda. E depois, na fase seguinte, vamos continuar o nosso crescimento”, disse Nery.

 

O Brasil entrou em quadra com o levantador Matheus Brasília, o oposto Roque, os centrais Gabriel Bertolini e Daniel Mascarenhas, os ponteiros Birigui e Alexandre Elias, e o líbero Maique. Entraram Luís Rodrigues, Davy e Barreto. O próximo compromisso será contra o Japão, às 10h (hora de Brasília), deste domingo (25.06).

 

 

 

Já conferiu as promoções de camisas de vôlei na FutFanatics? Corre lá




Subscribe
Auto Notificar:
guest
3 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Spê

O Brasil pegou o grupo mais fácil. Esses jogos não servem de parâmetro. Na próxima fase é que são elas. Vão pegar Rússia e Argentina ou Irã. Lembrando que o grande favorito ao título é a Polônia. Argentina e Rússia com boas chances. Irã é zebra. O resto vai lutar por colocações intermediárias. A grande decepção do campeonato é a Itália, já eliminada precocemente. Já o Brasil, a baixa estatura dos jogadores compromete voos mais altos.

Filipe

Grupo mais facil??? China é a atual terceira colacada na categoria e a campã asiatica, superando o Irã. Caso o Brasil perdesse iria chover criticas. Mas quando ganha, dizem que o adversário não tem parametro

Poletaev

Essa geração chinesa nem se compara a de 2015, que era excelente e contava com um jogador excepcional, que acabou entrando para a seleção do campeonato, o central Zhejia Zhang. Essa que o Brasil ganhou hoje é fraca, fez um mundial infanto pífio. Não tem metade do talento da outra. Como esse Brasil é muito inferior ao de 2013 e 2015. E muito mais baixo também. Se ganhar de Rússia, Polonia e Argentina, será digna de nota. Caso contrário não.

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x