Search
Wednesday 25 November 2020
  • :
  • :

Brasil é superado pela Itália

 22/11/11 – Após vencer Egito e Estados Unidos, a seleção brasileira masculina de vôlei acabou superada pela Itália na terceira partida válida pela Copa do Mundo. No confronto realizado nesta terça-feira (22.11), o equilíbrio foi a palavra chave e, no final, melhor para os italianos que venceram por 3 sets a 2, parciais de 25-16, 20-25, 18-25, 25-21 e 22-20), em 2h09 de jogo realizado no Kagoshima Arena.

"); // -->

 
O meio de rede Sidão foi o maior pontuador do time brasileiro, com 17 acertos, enquanto o oposto italiano, Lasko, marcou 27. O oposto Leandro Vissotto e o ponteiro Giba também se destacaram, com 16 e 14 pontos, respectivamente. O líbero Giovi foi eleito o melhor do jogo.

O próximo passo do Brasil será buscar um resultado positivo sobre a Rússia, na quinta-feira(24.11), às 4h (horário de Brasília). Antes disso, a equipe comandada pelo técnico Bernardinho seguirá de Kasgoshima para a cidade de Kumamoto, onde jogará a segunda fase da Copa do Mundo.

O outro jogo do Brasil nesta etapa será contra a China na sexta-feira (25.11), também às 4h. As duas partidas terão transmissão da TV Globo e dos canais Sportv e Esporte Interativo.

O central Sidão destacou o grande equilíbrio apresentado pelas duas equipes no jogo desta terça-feira. “Voleibol é isso. Nós deixamos de sacar um pouco, eles sacaram muito bem no primeiro set e depois caíram um pouco. Acredito que tenha sido nesses momentos de altos e baixos que eles conseguiram fechar a partida”, comentou Sidão.

O meio de rede ainda fez questão de destacar que a equipe não pode se abater com o resultado negativo. “O campeonato é longo, ainda temos muitos jogos pela frente e, agora, é bola para frente. Ainda temos Rússia e vários outros times muito difíceis e vamos fazer de tudo para conseguir essa classificação”, afirmou Sidão.

O líbero Serginho ressalta que a derrota não tira o valor da atuação brasileira na partida contra a Itália. “O jogo foi bom. Foi um 3 a 2 bem jogado, que perdemos em detalhes, mas fizemos uma boa partida e o campeonato segue”, disse Serginho.

O técnico Bernardinho analisou a partida, dando ênfase para o saque do Brasil, que, na opinião do treinador, não funcionou tão bem quanto na véspera, na vitória por 3 sets a 1 sobre os Estados Unidos.

“O nosso saque foi menos eficiente em relação ao jogo de ontem e isso prejudica um pouco o trabalho do bloqueio. Além disso, não conseguimos controlar o oposto deles, que fez 27 pontos, e isso, certamente, foi um ponto decisivo a favor deles”, disse Bernardinho, que já direciona o foco para o próximo confronto.

“Hoje poderíamos ter sido mais eficientes. Apesar disso, tivemos chances de fechar o jogo e não conseguimos. Mas isso faz parte do voleibol de alto nível e agora é pensar para frente. Temos uma pedreira enorme daqui a 48h, contra a Rússia”, concluiu o treinador do Brasil.

O JOGO

Com ponto de ataque de Sidão, o Brasil abriu o placar do jogo. Os italianos fizeram 5/3 e foram para o primeiro tempo técnico em vantagem por 8/6. Com potência no saque, e três pontos seguidos de Zaytsev neste fundamento, a Itália fez 11/6. Quando a diferença aumentou para 14/7, Bernardinho pediu tempo. Mas os adversários fizeram mais dois pontos e foram para o segundo tempo técnico vencendo por 16/7. O Brasil reagiu e, enquanto a Itália marcou um ponto, o time verde e amarelo fez quatro, levando o placar para 17/11. Mas não foi suficiente e a Itália venceu o set por 25/16.

A segunda parcial começou melhor para os brasileiros, que fizeram 3/1 logo no início. A equipe verde e amarela manteve o bom rendimento e esteve à frente no primeiro tempo técnico (8/4). O Brasil se manteve melhor e no comando do marcador. No segundo tempo técnico, vantagem de três pontos: 16/13. A equipe comandada pór Bernardinho seguiu à frente até o final do set e venceu por 25/20.

De novo o Brasil começou melhor e, desta vez, abriu 2/0. Os italianos reagiram e foram para o primeiro tempo técnico vencendo por 8/6. Em seguida, foi a vez do time brasileiro mostrar superioridade e, com boa passagem de Giba no saque e bons ataques de Murilo, virou o placar para 11/8. Na segunda parada técnica, o Brasil vencia por 16/12. Giba soltou o braço na reta final do set e o Brasil venceu por 25/18.

Lucão abriu a parcial com ace, mas os italianos levaram a melhor no início do set e, quando fizeram 5/2, Bernardinho pediu tempo. Em grande passagem de Murilo pelo saque, o Brasil empatou em cinco pontos e um ace do ponteiro colocou o time verde e amarelo com um ponto de vantagem. Mas o jogo seguiu disputado e os italianos assumiram o comando do placar, fazendo 16/12. Com Sidão no saque, o Brasil empatou em 17/17 e o técnico italiano pediu tempo. O placar mostrou o equilíbrio do jogo e os italianos fizeram 21/19. No final, melhor para a Itália que venceu o set por 25/21.

Na parcial decisiva, o primeiro ponto foi de Murilo. Os dois times empataram em 4/4 e, com cartão amarelo para a Itália, o Brasil fez 5/4. Mais uma vez, o jogo apresentou grande equilíbrio e, na troca de quadra, os italianos venciam por 8/6. Novo empate em 10 pontos e, depois, com ace de Sidão, o Brasil assumiu o comando do placar em 12/11. A Itália não desistiu e, com ponto de bloqueio, deixou o jogo igual novamente em 12 pontos. Mais empates em 14, 16, 18 e 20 pontos. No final, melhor para a Itália, que fechou o set em 22/20 e venceu o jogo por 3 sets a 2.
Brasil – Marlon, Leandro Vissotto, Sidão, Lucas, Murilo e Giba. Líbero: Serginho. Entraram: Theo, Bruno e Rodrigão. Técnico – Bernardinho

Itália – Mastrangelo, Lasko, Zaytsev, Savani, Travica e Fei Líbero: Giovi. Entraram: Parodi, Sabbi e Maruotti. Técnico: Mauro Berruto



Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x