Search
Wednesday 23 September 2020
  • :
  • :

Brasil enfrenta a Tunísia na segunda rodada do Mundial

Foto: Divulgação/FIVB

O caminho é longo. Para chegar ao objetivo de conquistar o quarto título do Campeonato Mundial, a seleção brasileira masculina de vôlei tem que fazer 13 jogos. O primeiro já foi e bem. Depois da vitória por 3 sets a 0 sobre a Alemanha na estreia, a equipe dirigida pelo técnico Bernardinho volta à quadra nesta quarta-feira (03.09), às 15h25 (Horário de Brasília), na Spodek Arena, em Katowice, na Polônia, para o segundo compromisso na competição. Desta vez, o adversário será a Tunísia e o jogo terá transmissão ao vivo do canal SporTV.

Mais jovem da seleção brasileira e maior pontuador na partida de estreia, o ponteiro Lucarelli sabe que representar este país no Campeonato Mundial masculino de vôlei tem um peso grande, mas o atacante tem conseguido lidar bem com a situação.

“A responsabilidade de estar aqui é muito grande, mas acho que consegui contornar bem o nervosismo. Viemos de muitos anos vitoriosos, então chegamos nesse campeonato com a expectativa dos torcedores brasileiros para conquistarmos o tetra e acredito que essa parte da nova geração que está aqui tem tudo para chegar a mais um título para o vôlei brasileiro”, disse Lucarelli.

Apesar de ter apenas 22 anos, o ponteiro vem de títulos nas categorias de base do Brasil e é titular da seleção principal desde o ano passado. Já acumulou duas pratas na Liga Mundial e conquistas no Sul-Americano e na Copa dos Campeões. Companheiro de posição do experiente Murilo, de 33 anos, Lucarelli afirma aprender a cada dia na seleção brasileira.

“Tenho a sorte de ter jogadores experientes ao meu lado e todos me ajudam muito. O aprendizado de cada dia, de saber lidar com certas situações no jogo, tudo que eles me passam é muito importante. Hoje vamos estudar bastante a Tunísia. Infelizmente é um time que não enfrentamos muito, não conhecemos tanto os jogadores, mas vamos estudar bastante para não sermos surpreendidos no jogo de amanhã”, comentou Lucarelli.

O técnico Bernardinho avaliou o adversário desta quarta-feira e destacou a importância do time brasileiro manter o bom ritmo apresentado na vitória por 3 sets a 0 sobre a Alemanha. “É um time que tem poucos jogadores experientes, o treinador está renovando muito. Eles estiveram no Brasil no ano passado com a seleção B, fizeram jogos bons, e mostraram que jogam com velocidade. Não podemos, em uma competição como essa, diminuir o ritmo em momento nenhum porque todo resultado é muito importante. Temos 48h entre um jogo e outro para estudarmos e entrarmos focados contra a Tunísia, que é o próximo adversário”, disse Bernardinho.

Na sequência da competição, o Brasil ainda enfrentará Finlândia, Coreia do Sul e Cuba pela primeira fase do Grupo B. Esses serão os primeiros compromissos do Brasil para manter a boa sequência depois dos títulos de 2002, na Argentina, em 2006, no Japão e, em 2010, na Itália.

A seleção brasileira é formada neste Mundial pelos levantadores Bruninho e Raphael; os opostos Leandro Vissotto, Wallace e Renan; os centrais Lucão, Sidão e Éder; os ponteiros Murilo, Lucarelli, Lipe e Maurício Borges e os líberos Mário Jr. e Felipe.

 

TABELA – Primeira fase:

01.09 – Brasil 3 x 0 Alemanha (25/21, 25/19 e 25/17)

03.09 – 15h25 – Brasil x Tunísia

05.09 – 15h25 – Brasil x Finlândia

06.09 – 15h25 – Brasil x Coréia do Sul

07.09 – 15h25 – Brasil x Cuba




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x