Search
Tuesday 29 September 2020
  • :
  • :

Brasil está pronto para a estreia contra EUA na fase final

Foto: FIVB

A seleção brasileira feminina de vôlei terá um grande desafio na estreia da fase final do Grand Prix. Numa reedição da decisão dos últimos dois Jogos Olímpicos, o Brasil enfrentará os Estados Unidos às 3h30 (horário de Brasília) desta quarta-feira (28.08), no Hokkaido Prefectural Sports Center, em Sapporo, no Japão.

As duas equipes terminaram a fase de classificação com campanhas similares. O Brasil ficou em segundo lugar, com oito vitórias e uma derrota. As americanas ficaram na quarta colocação, com o mesmo retrospecto das brasileiras, mas com um pior saldo de sets. Na primeira semana do Grand Prix, as atuais campeãs olímpicas superaram os Estados Unidos por 3 sets a 1, em Campinas (SP). Também se classificaram para a etapa decisiva a China, a Sérvia, a Itália e o Japão.

Para o treinador José Roberto Guimarães, o Brasil terá um teste difícil na partida de estreia da etapa decisiva. “Os Estados Unidos têm uma das melhores equipes da atualidade. É uma das seleções mais organizadas no seu sistema de jogo tanto no ofensivo quanto no defensivo. As jogadoras são extremamente aplicadas e concentradas. Essa é a equipe que vamos enfrentar. Para fazermos um bom jogo contra os Estados Unidos temos que nos comportar da mesma maneira. É importante buscarmos um equilíbrio no nosso time na distribuição das funções”, disse o técnico tricampeão olímpico.

José Roberto Guimarães chamou a atenção para um fundamento especial no jogo contra as americanas. “Nós já jogamos uma vez nessa temporada. Os dois times se conhecem muito bem. Será um jogo de muito volume e o grupo que tiver um melhor posicionamento no sistema defensivo levará vantagem”, analisou o treinador.

A líbero Fabi, de 33 anos e que disputa sua 11ª edição do Grand Prix, acredita que o confronto será decisivo. Segundo a bicampeã olímpica, o jogo será importante para a evolução do grupo brasileiro.

“Essa será uma partida chave. É um adversário muito forte com um estilo de jogo que conhecemos. Um dos objetivos de estar na fase final é fazermos jogos como esse. Será uma estreia contra um adversário tradicional. Depois dos Estados Unidos, já temos o Japão que tem um estilo completamente diferente. Acredito que o time que se adaptar melhor aos adversários será o campeão. São cinco jogos em cinco dias. Precisamos estrear bem, ainda mais em um clássico como esse”, garantiu a líbero.

Se Fabi disputa o Grand Prix pela 11ª vez, a ponteira Gabi, de apenas 19 anos, vive a expectativa de fazer sua estreia na fase final. Para a jovem atacante, o jogo desta quarta-feira será diferente da partida disputada em Campinas. “O que muda é o fato dos times se conhecerem mais. Ambos os times se estudaram muito. Esse é o momento de ajustar os erros cometidos para fazer uma partida melhor do que a primeira”, finalizou a atacante.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x