Search
Saturday 24 August 2019
  • :
  • :

Brasil estreia no Mundial-Sub 21 nesta sexta-feira

Crédito: Marco Antônio Teixeira/MPIX

 

A Seleção Brasileira Sub-21 Masculina do Brasil já está na República Tcheca para a disputa do Mundial da categoria que começa nesta sexta-feira (23/06). A equipe brasileira está no grupo D, com sede em Ceske Budejovice, junto com o Japão, o Egito, campeão africano, e a seleção chinesa, campeã asiática e medalha de bronze na última edição, no México, em 2015.

 

O técnico do time verde e amarelo é Nery Tambeiro, que está no comando do selecionado desde o início desta temporada. Antes da chegada na sede do campeonato, o treinador esteve junto com a seleção em Lake Placid (EUA), para uma sequência de quatro jogos amistosos contra os donos da casa. Os brasileiros venceram dois jogos e perderam dois, na reta final de preparação para o Mundial.

 

“Foi muito bom termos feito o período de treinamento nos EUA, e jogar com a equipe local. A experiência nos proporcionou um bom teste, e pudemos avaliar alguns detalhes que ainda faltavam, e alguns experimentos. Vamos bem fisicamente e com uma boa preparação para a disputa do campeonato”, contou Nery.

 

A equipe brasileira contará com os levantadores Matheus Brasília (1,85m) e Luís Rodrigues (1,88m), os centrais Gabriel Bertolini (2,04m), Lucas Barreto (2,07m) e Daniel Mascarenhas (2,02m), os ponteiros Henrique Honorato (1,90m), Victor Cardoso (1,99m), Alexandre Elias (1,90) e Pablo Natan (1,94m), os opostos Davy Silva (1,99m) e Felipe Roque (2,05m), e o líbero Maique Nascimento (1,87m).

 

O Mundial Sub-21 masculino terá a participação de 16 equipes divididas em quatro grupos (A, B, C e D) com quatro seleções, que jogarão entre si. Os dois melhores de cada grupo passam para a fase seguinte, que reunirá os oito times restantes e dois grupos de quatro (E e F), com nova sequência de jogos entre os componentes de cada grupo. As semifinais serão entre os dois melhores de cada chave. O evento acontece entre 23 de junho e dois de julho nas cidades de Brno e Ceske Budejovice, na República Tcheca.

 

Criado em 1977, o Mundial Sub-21 masculino de voleibol chega à décima nona edição. A Rússia é a recordista de títulos com dez ouros (incluídas as conquistas da era da União Soviética). O Brasil tem 13 medalhas e é o segundo maior vencedor (quatro ouros, seis pratas e três bronzes).

 

MUNDIAL SUB-21 MASCULINO 2017

Grupo A – República Tcheca, Polônia, Marrocos e Canadá

Grupo B – Rússia, Cuba, Turquia e Estados Unidos

Grupo C – Argentina, Itália, Ucrânia e Irã

Grupo D – BRASIL, Egito, China e Japão

 

TABELA

23.06 (SEXTA-FEIRA) BRASIL x Egito – às 15h (horário de Brasília)

24.06 (SÁBADO) BRASIL x China – às 15h (horário de Brasília)

25.06 (DOMINGO) BRASIL x Japão – às 10h (horário de Brasília)

 

HISTÓRICO DO BRASIL NOS MUNDIAIS SUB-21 MASCULINOS

13 MEDALHAS (4 ouros/6 pratas/3 bronzes)

1977 (Brasil) – Bronze

1981 (EUA) – Prata

1989 (Grécia) – Bronze

1993 (Argentina) – Ouro

1995 (Malásia) – Prata

1997 (Malásia) – Prata

1999 (Tailândia) – Bronze

2001 (Polônia) – Ouro

2003 (Irã) – Prata

2005 (Índia) – Prata

2007 (Marrocos) – Ouro

2009 (Índia) – Ouro

2013 (Turquia) – Prata

 

Já conferiu as promoções de camisas de vôlei na FutFanatics? Corre lá




7
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
3 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
FlávioKimerovGalbraithAdilson MagagninPoletaev Recent comment authors
  Subscribe  
o mais novo mais velho mais votado
Auto Notificar:
Kimerov
Visitante
Kimerov

Parabéns ao site por estar sempre informando sobre os Mundiais das Seleções de Base que acontecem todos neste no de 2017. A Rússia irá participar de todos no Masculino.A Rússia é a herdeira incondicional de todos os títulos e legados da saudosa URSS. Lá em Moscow estão localizados Museus do Volei; Centro desportivos,Federação de Volei Nacional etc etc e mesmo o antigo Centro Olímpico. A Rússia ou URSS se perpetuaram no vôlei e detêm muitos títulos. São recordistas no Continente Europeu. Se bem treinados,os russos,no Masculino não perdem para ninguém. Há uma geração talentosa. Imagina a mescla da Russia Sub… Ler mais »

Flávio
Visitante
Flávio

O SPORTV ira transmitir esses jogos alguém sabe responder

Adilson Magagnin
Visitante
Adilson Magagnin

Poletaev se tiver habilidade, assim como giba ou Murilo a historia pode ser diferente e o Brasil vai longe!!!!

Poletaev
Visitante
Poletaev

Adilson, visto pelos últimos resultados, como perder de 3×0 a final do sul-americano para a Argentina, a vitória apertada de 3×1 sobre os fracos Canadá e Cuba no Pan-Americano, e as duas derrotas para o alto EUA, que não tem tradição no juvenil, os atletas baixos não tem a habilidade e a genialidade de um Giba ou um Murilo. Essa geração é fraca e não vai se sair bem no mundial. Uma pena

Poletaev
Visitante
Poletaev

Além de fraco tecnicamente, o time é muito baixo. Nenhum levantador chega a 1,90m. Central com menos de 2m. Nenhum ponteiro chega a 2m, sendo que dois são “anões” de 1,90m. Não vai muito longe. Para os padrões de hoje altura e potência de ataque são primordiais para fazer a diferença. Não tem chance nenhuma de chegar as semifinais.

Galbraith
Visitante
Galbraith

Alexandre Elias (1,90) é líbero. Vai ir como ponteiro para entrar e fazer fundo.

Maurício Borges, Lucarelli, Lipe Fonteles e Giba não tem mais de dois metros e nem por isso deixaram de fazer a diferença. Fizeram MUITA diferença isso sim. Ouros e pratas olímpicas e mundiais graças a eles.

RENAN
Visitante
RENAN

eu pegava esse 4 ‘-‘

Translate »