Search
Tuesday 27 October 2020
  • :
  • :

Brasil estreia no Mundial-Sub 21 nesta sexta-feira

Crédito: Marco Antônio Teixeira/MPIX

 

A Seleção Brasileira Sub-21 Masculina do Brasil já está na República Tcheca para a disputa do Mundial da categoria que começa nesta sexta-feira (23/06). A equipe brasileira está no grupo D, com sede em Ceske Budejovice, junto com o Japão, o Egito, campeão africano, e a seleção chinesa, campeã asiática e medalha de bronze na última edição, no México, em 2015.

 

O técnico do time verde e amarelo é Nery Tambeiro, que está no comando do selecionado desde o início desta temporada. Antes da chegada na sede do campeonato, o treinador esteve junto com a seleção em Lake Placid (EUA), para uma sequência de quatro jogos amistosos contra os donos da casa. Os brasileiros venceram dois jogos e perderam dois, na reta final de preparação para o Mundial.

 

“Foi muito bom termos feito o período de treinamento nos EUA, e jogar com a equipe local. A experiência nos proporcionou um bom teste, e pudemos avaliar alguns detalhes que ainda faltavam, e alguns experimentos. Vamos bem fisicamente e com uma boa preparação para a disputa do campeonato”, contou Nery.

 

A equipe brasileira contará com os levantadores Matheus Brasília (1,85m) e Luís Rodrigues (1,88m), os centrais Gabriel Bertolini (2,04m), Lucas Barreto (2,07m) e Daniel Mascarenhas (2,02m), os ponteiros Henrique Honorato (1,90m), Victor Cardoso (1,99m), Alexandre Elias (1,90) e Pablo Natan (1,94m), os opostos Davy Silva (1,99m) e Felipe Roque (2,05m), e o líbero Maique Nascimento (1,87m).

 

O Mundial Sub-21 masculino terá a participação de 16 equipes divididas em quatro grupos (A, B, C e D) com quatro seleções, que jogarão entre si. Os dois melhores de cada grupo passam para a fase seguinte, que reunirá os oito times restantes e dois grupos de quatro (E e F), com nova sequência de jogos entre os componentes de cada grupo. As semifinais serão entre os dois melhores de cada chave. O evento acontece entre 23 de junho e dois de julho nas cidades de Brno e Ceske Budejovice, na República Tcheca.

 

Criado em 1977, o Mundial Sub-21 masculino de voleibol chega à décima nona edição. A Rússia é a recordista de títulos com dez ouros (incluídas as conquistas da era da União Soviética). O Brasil tem 13 medalhas e é o segundo maior vencedor (quatro ouros, seis pratas e três bronzes).

 

MUNDIAL SUB-21 MASCULINO 2017

Grupo A – República Tcheca, Polônia, Marrocos e Canadá

Grupo B – Rússia, Cuba, Turquia e Estados Unidos

Grupo C – Argentina, Itália, Ucrânia e Irã

Grupo D – BRASIL, Egito, China e Japão

 

TABELA

23.06 (SEXTA-FEIRA) BRASIL x Egito – às 15h (horário de Brasília)

24.06 (SÁBADO) BRASIL x China – às 15h (horário de Brasília)

25.06 (DOMINGO) BRASIL x Japão – às 10h (horário de Brasília)

 

HISTÓRICO DO BRASIL NOS MUNDIAIS SUB-21 MASCULINOS

13 MEDALHAS (4 ouros/6 pratas/3 bronzes)

1977 (Brasil) – Bronze

1981 (EUA) – Prata

1989 (Grécia) – Bronze

1993 (Argentina) – Ouro

1995 (Malásia) – Prata

1997 (Malásia) – Prata

1999 (Tailândia) – Bronze

2001 (Polônia) – Ouro

2003 (Irã) – Prata

2005 (Índia) – Prata

2007 (Marrocos) – Ouro

2009 (Índia) – Ouro

2013 (Turquia) – Prata

 

Já conferiu as promoções de camisas de vôlei na FutFanatics? Corre lá




Subscribe
Auto Notificar:
guest
7 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Kimerov

Parabéns ao site por estar sempre informando sobre os Mundiais das Seleções de Base que acontecem todos neste no de 2017. A Rússia irá participar de todos no Masculino.A Rússia é a herdeira incondicional de todos os títulos e legados da saudosa URSS. Lá em Moscow estão localizados Museus do Volei; Centro desportivos,Federação de Volei Nacional etc etc e mesmo o antigo Centro Olímpico. A Rússia ou URSS se perpetuaram no vôlei e detêm muitos títulos. São recordistas no Continente Europeu. Se bem treinados,os russos,no Masculino não perdem para ninguém. Há uma geração talentosa. Imagina a mescla da Russia Sub… Ler mais »

Flávio

O SPORTV ira transmitir esses jogos alguém sabe responder

Adilson Magagnin

Poletaev se tiver habilidade, assim como giba ou Murilo a historia pode ser diferente e o Brasil vai longe!!!!

Poletaev

Adilson, visto pelos últimos resultados, como perder de 3×0 a final do sul-americano para a Argentina, a vitória apertada de 3×1 sobre os fracos Canadá e Cuba no Pan-Americano, e as duas derrotas para o alto EUA, que não tem tradição no juvenil, os atletas baixos não tem a habilidade e a genialidade de um Giba ou um Murilo. Essa geração é fraca e não vai se sair bem no mundial. Uma pena

Poletaev

Além de fraco tecnicamente, o time é muito baixo. Nenhum levantador chega a 1,90m. Central com menos de 2m. Nenhum ponteiro chega a 2m, sendo que dois são “anões” de 1,90m. Não vai muito longe. Para os padrões de hoje altura e potência de ataque são primordiais para fazer a diferença. Não tem chance nenhuma de chegar as semifinais.

Galbraith

Alexandre Elias (1,90) é líbero. Vai ir como ponteiro para entrar e fazer fundo.

Maurício Borges, Lucarelli, Lipe Fonteles e Giba não tem mais de dois metros e nem por isso deixaram de fazer a diferença. Fizeram MUITA diferença isso sim. Ouros e pratas olímpicas e mundiais graças a eles.

RENAN

eu pegava esse 4 ‘-‘

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x