Search
Tuesday 20 October 2020
  • :
  • :

Brasil mostra poder de reação, vence Japão e garante bi

Foto: FIVB

Bicampeão. Mesmo enfrentando a torcida e a equipe japonesa, o Brasil soube sair de uma desvantagem no primeiro set para vencer o jogo por 3 a 0 e garantir, neste domingo (17/11), a conquista da Copa dos Campeões.

 

Apesar do jogo ser decisivo, Zé Roberto em nada mudou a sua estratégia. Promovendo o rodízio, sacou Fabi e colocou Camila Brait como líbero. Quem também ficou de fora foi Walawska, dando a oportunidade para Carol Gattaz.

Bem na defesa, como de praxe, e sacando bem, o Japão dificultou o passe brasileiro no começo do jogo. Com dois erros de recepção de Natália, o Japão abriu 5-1, e foi para o primeiro tempo técnico com 8-4.

Em desvantagem no placar e com um tempo já pedido, Zé Roberto trocou Adenízia por Carol Gattaz para acertar o bloqueio, mas o Japão manteve seu ritmo e chegou com a mesma vantagem no segundo tempo técnico: 16-12.

Após gastar seu segundo tempo, o Brasil resolveu apostar na inversão, com as entradas de Monique e Claudinha. E como em outras partidas surtiu um bom efeito e a vantagem caiu para dois pontos, obrigando o Japão a pedir o tempo. Na volta, o Brasil seguiu sua recuperação e empatou em 18-18, obrigando o o adversário a queimar ser segundo tempo.

Depois de tanto remar para buscar o resultado, quase o Brasil colocou tudo a perder com dois erros de ataque, dando ao Japão dois set points. Mas com muito brio, o Brasil buscou e passou a ter o set point.  No final, Brasil 29, Japão 27 e meio caminho para o título andado.

 

Com Carol Gattaz titular, o Brasil começou o segundo set bem, com dois bloqueios da central e uma vantagem de quatro pontos.

 

Mais tranquilo, o Brasil começou a acertar quase tudo e o Japão, sentindo a tensão, passou a cometer mais erros. Com a vantagem chegandonhá seis pontos (12-6), o titulo ficava cada vez mais próximo.

 

Com Natália numa ótima sequencia de saques, o Brasil abriu 10 pontos. O Japâo fez de tudo para mudar a histório, mas não deu. 25-14 e bicampeonato garantido.

 

Como bom samaritano, o Brasil tratou de jogar para tentar ajudar os EUA a ficar com o vice.  Já o Japão veio com uma novidade. Ebata, então pouco utilizada no torneio, entrou como titular no terceiro set.

 

Em uma parcial equilibrada, o Brasil seguiu sempre a frente do marcador e em nenhum momento relaxou. Superior em todos os fundamentos, em especial no bloqueio, o time verde-amarelo coroou sua conquista com 25-18.

 

A MVP do jogo foi Sheilla. As pontuadoras brasileiras foram Fernanda Garay (16) Sheilla (14), Fabiana (10), Natalia (8), Carol Gattaz (5), Monique (2), Adenízia (2) e FabIola (3).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x