Search
Monday 30 November 2020
  • :
  • :

Brasil perde para EUA, em jogo de muitos erros

Apresentando os mesmos erros do primeiro jogo, a seleção Brasileira perdeu nesta segunda-feira, frente aos Estados Unidos, uma invencibilidade em Olimpíadas que vinha desde Pequim 2008. A última vez que o Brasil tinha sentido o sabor da derrota nos Jogos Olímpicos havia sido em Atenas 2004, na disputa do Bronze contra Cuba. O duelo que fez cair o tabu era a reedição da final Olímpica de 2008 contra os Estados Unidos, que confirmaram não só a vitória, como a fama de “carrasco” da seleção brasileira nos últimos anos.

 

A seleção brasileira iniciou a partida com a mesma formação do jogo anterior contra a Turquia, frustrando a expectativa de quem aguardava a entrada de Fernanda Garay. O vôlei exibido não foi o mesmo do primeiro set diante das europeias. A equipe americana treinada por Hugh McCutcheon mostrou ter feito bem a lição de casa, neutralizando as principais jogadas do Brasil e vencendo o primeiro set por 28 a 18.

 

Na segunda parcial, a equipe brasileira não conseguiu apresentar melhoras. Com Jaqueline e Paula abaixo da média, e com Hooker, mais uma vez, desequilibrando para as americanas, o segundo set terminou com o placar de 25 a 17 para as americanas. A reação brasileira no terceiro set teve inicio com a entrada de Dani Lins no lugar de Fernandinha, variando um pouco o jogo do Brasil que estava bem marcado pelas americanas. Com um novo ritmo, o Brasil abriu vantagem de cinco pontos no começo do set, mas novamente voltando a apresentar problemas de concentração, a equipe permitiu a reação das americanas. Com a entrada de Fernanda Garay no fim do set, a equipe voltou ao rumo e fechou por 25 a 22.

 

Quando se imaginava um Brasil mais forte para buscar o tie-break, as americanas voltaram melhor, liderando o placar apertado do começo ao fim e fechando o set em 25 a 21 e o jogo em 3 a 1.

 

A oposto Destinee Hooker, campeã da última edição da Superliga feminina pelo Sollys/Nestlé, foi a maior pontuadora da partida com 23 acertos. Pelo lado do Brasil, a oposto Sheilla marcou 15 pontos. A central Thaisa, com 11 acertos, também teve uma boa pontuação.

 

A ponteira Jaqueline elogiou a equipe americana. “Os Estados Unidos jogaram taticamente muito bem. Nós cometemos muitos erros, o que não pode acontecer contra elas. Ainda temos muito campeonato pela frente. Agora precisamos estudar o que fizemos de errado nesta partida”.

 

O treinador José Roberto Guimarães também fez uma análise do time brasileiro. “Não gostei da forma que jogamos no primeiro e no segundo sets. A partir do terceiro, atuamos melhor, mas ainda comentemos muitos erros, principalmente de saque. Contra os Estados Unidos não podemos ter um número tão grande de erros”, afirmou o treinador da equipe verde e amarela.

 

Pelo lado dos Estados Unidos, a ponteira americana Logan Tom, que anotou 12 pontos, aprovou a atuação da equipe. “Jogamos melhor do que contra a Coreia do Sul na estreia. Estamos mais ambientadas ao ginásio. Essa vitória foi importante para o nosso grupo”, disse Logan Tom.

 

O Brasil volta a quadra na próxima quarta-feira, as 18h, contra a Coréia do Sul e precisa da vitória para não ver a sua classificação para a segunda fase ameaçada. As americanas encaram na terceira rodada a China.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x