Search
Wednesday 2 December 2020
  • :
  • :

Brasil se recupera e derrota a Rússia

 24/11/11 –  A vitória sobre a Rússia era o objetivo da seleção brasileira masculina de vôlei nesta quinta-feira (24.11). E ela foi conquistada de maneira convincente, por 3 sets a 0, parciais de 25-16, 25-19 e 25-22, em 1h16 de jogo. O confronto repetiu a final da Liga Mundial, em julho deste ano, quando os russos levaram a melhor. Desta vez, na cidade de Kumamoto, pela Copa do Mundo, sucesso do time verde e amarelo.

Na segunda fase da competição, o Brasil ainda terá o confronto contra a China. Brasileiros e chineses se enfrentarão nesta sexta-feira (25.11), às 4h, quando a equipe comandada pelo técnico Bernardinho encerrará a participação em Kumamoto. A partida terá transmissão ao vivo da TV Globo e dos canais Sportv e Esporte Interativo.

 

"); // -->

 

Com a vitória sobre a Rússia, o Brasil soma 10 pontos na competição, com três vitórias, sobre Egito, Estados Unidos e Rússia, e apenas uma derrota, para a Itália.

Maior pontuador da seleção brasileira, com 12 acertos, o ponteiro Murilo destaca que a vitória foi importante, mas que outros adversários ainda podem incomodar a seleção brasileira.

“Estávamos preocupados porque sabemos do potencial da equipe da Rússia, mas também acreditávamos no nosso potencial. Entramos com tudo e estamos vivos na competição. Aqui na Copa do Mundo, é preciso ganhar de todos os times e temos fortes adversários pela frente. Polônia, Cuba, Argentina, Sérvia, enfim, todo jogo vai ser encarado como uma final. Vamos pensar em vitórias dia após dia”, disse Murilo.

Premiado como melhor jogador da partida, o líbero Serginho afirma que a vitória é importante na pontuação e, também, para o lado emocional da equipe.

“A grande virtude do nosso time é a humildade. Poderíamos ter vencido a Itália e, depois disso, sabíamos que era preciso uma boa preparação para enfrentar a Rússia e obter um resultado como esse. O campeonato é longo, mas fizemos a nossa parte hoje e um jogo como esse nos trás mais confiança”, comentou Serginho.

O técnico Bernardinho elogiou a equipe, mas também lembra que o campeonato é extenso e que o Brasil ainda terá outros sete adversários pela frente.

“Com esse resultado, damos um passo importante, mas ainda há um longo caminho a ser percorrido. Há sete passos a serem dados a partir de agora. Mas o fato é que, hoje, o time esteve muito consistente e a nossa segurança é o ataque. Rodamos bem, fomos seguros em contra-ataque e tivemos rendimento espetacular dos dois ponteiros”, disse o treinador, se referindo a Giba e Murilo.

Bernardinho ainda falou sobre o fundamento que tem feito a diferença não só nesta Copa do Mundo, como em qualquer competição de alto nível: o saque.

“Eles começaram sacando forte, erraram um pouco, mas isso é uma arma deles. Eles acreditavam que, contra o Brasil, era necessário jogar pesado no saque. Se essa arma não entrar totalmente, eles ficam sem opção. Nós jogamos sacando melhor, variando e isso, certamente, desestabilizou a equipe deles”, comentou Bernardinho.

O jogo

O Brasil começou melhor e abriu 4/1 sobre os russos. No primeiro tempo técnico, os brasileiros estiveram à frente em 8/4, mas a Rússia empatou em 10/10. A equipe verde e amarela conseguiu retomar a vantagem de três pontos, em 16/13. Os brasileiros continuaram melhores e fizeram 20/15 e, quando fizeram 22/16, o técnico russo pediu tempo. Na volta, ace de Lucas aumentou a vantagem. O Brasil fechou o set em 25/16.

O segundo set começou equilibrado, empatado até 7/7. O Brasil conseguiu abrir dois de vantagem em 11/9. Na segunda parada técnica, a equipe brasileira esteve três pontos à frente: 16/13. A vantagem aumentou para 19/15. Os russos ameaçaram reação e Bernardinho pediu tempo, mesmo com o placar favorável em 21/18. Os brasileiros seguiram bem e um bloqueio individual de Giba fechou o set em 25/19.

O terceiro set começou disputado. Logo no início, empate em 4/4. No primeiro tempo técnico, vantagem de apenas um ponto para os russos: 8/7. Um ace de Lucas colocou o Brasil no comando do placar em 10/9. A equipe verde e amarela abriu 13/11 e a Rússia parou o jogo. Com boa sequencia de Murilo no saque, a seleção brasileira fez 15/11. Com ace, os russos se aproximaram em 16/18 e Bernardinho pediu tempo. Com ataque de Giba, o Brasil fechou o set em 25/22 e o jogo por 3 sets a 0.

Brasil – Marlon, Leandro Vissotto, Sidão, Lucão, Murilo e Giba. Libero: Serginho. Entraram: Theo, Bruno e Wallace. Técnico – Bernardinho

Russia – Biryukov, Tetyukhin, Butko, Muserskiy, Mikhaylov e Volkov. Liberoo: Sokolov. Entraram: Apalikov, Kruglov, Makarov e Khtey. Técnico – Vladimir Alekno




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x