Search
Saturday 31 October 2020
  • :
  • :

Brasil vai disputar amistosos contra Rússia e Japão antes das Olimpíadas

A seleção brasileira feminina terá um teste daqueles antes da estreia nas Olimpíadas de Londres. No dia 26 de julho, segundo o Melhor do Vôlei apurou, o Brasil vai jogar contra a Rússia em um amistoso na capital da Grã-Bretanha. Será uma grande oportunidade para o técnico José Roberto Guimarães avaliar o grupo contra um grande adversário. O time ainda deve jogar outra partida amistosa antes do início dos Jogos contra o Japão, mas não tivemos acesso à data. Rússia e Japão compõe o grupo A da competição e são fortes candidatos a encontrar o Brasil nas quartas, nas semis ou em uma sonhada final olímpica.

A última vez que a seleção feminina brasileira enfrentou a Rússia foi na fase final do Grand Prix do ano passado. No dia 27 de agosto de 2011, o time de Zé Roberto superou as europeias por 3 sets a 0, parciais de 26-24, 25-17 e 25-23. À época, o Brasil jogou com Dani Lins, Sheilla, Natália, Fernanda Garay, Fabiana, Thaísa e Fabí. Entraram na partida Sassá, Fabíola e Tandara. No banco, Juciely e Adenízia não entraram.

A maior pontuadora brasileira foi Thaísa com 15 acertos, sendo dez em ataques, quatro em bloqueios e um ace. Fabiana e Sheilla vieram na sequência com 12: a central pontuou 11 vezes em ataques e uma vez em bloqueio, enquanto a oposto contribuiu com 11 em ações ofensivas e um de bloqueio.

A Rússia jogou com Startseva, Makhno, Gamova, Goncharova, Borodakova, Morozova e Kuzyakina. Makhno e Morozova não estarão em Londres e, em seus lugares, tem atuado Perepelkina e Artamonova. Sokolova não disputou o Grand Prix de 2011, mas está inscrita para Londres.

Gamova foi quem mais pontuou no jogo com 17 acertos, seguida de perto pela ponteira Goncharova, com 14. A terceira maior pontuadora da Rússia somou apenas quatro pontos. De lá pra cá, inclusive, a Rússia mudou seu comando: saiu Vladimir Kuzyutkin, e entrou Sergey Ovchinnikov.

E o treinador, assim como Zé Roberto, vive um drama: Tatiana Kosheleva, com uma grave lesão, chegou à Rússia apenas ontem depois de um longe período de tratamento na Alemanha. Mesmo sem jogar há muito tempo, assim como Natália, ela está confirmada nas Olimpíadas.

Já contra as japonesas, o último confronto foi na Copa dos Campeões, também no ano passado. No dia 13 de novembro, o Brasil perdeu para as orientais por 3 sets a 0, parciais de 24-26, 19-25 e 23-25. Na ocasião, Zé Roberto escalou para o jogo Fabíola, Sheilla, Paula Pequeno, Mari, Fabiana, Thaísa e Fabí. Sheilla marcou 13 vezes na partida, seguida de Paula e Mari, com 11 cada uma. O time utilizado pelo técnico japonês Manabe é muito parecido com o atual, que vai aos Jogos, e que tem as levantadoras Takeshita e Nakamichi, as opostos Yukiko EbataMaiko Kano, as ponteiras Saori Kimura, Mai Yamaguchi, Saori Sakoda e Risa Shinnabe, as centrais Erika Araki, Kaori Inoue e Ai Otomo, além da líbero Yuko Sano.

A seleção feminina embarca para as Olimpíadas de Londres neste sábado, dia 21 de julho, às 21h40 em voo da TAM partindo do aeroporto internacional de Guarulhos.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x