Search
Sunday 25 October 2020
  • :
  • :

Brasil vence a Rússia por 3 sets a 0 e está na final

Foto: FIVB

Se a Rússia era o adversário considerado mais preocupante para o torcedor brasileiro, depois deste sábado (12/10), a história pode mudar um pouco de figura. Apesar das parciais equilibradas, o Brasil bateu a equipe russa por 3 sets a 0 (21-16, 22-20 e 25-23), em 1h13 de jogo válido pela semifinal do Campeonato Mundial Sub-23 masculino de vôlei. Com a vitória, a seleção brasileira chega invicta para a grande decisão, que acontecerá neste domingo (13/10), às 17h30, no ginásio Sabiazinho, em Uberlândia (MG). O adversário será a Sérvia.

O Brasil teve bom desempenho nesta noite, especialmente no bloqueio. Foram 15 pontos neste fundamento em três sets. Sete deles, marcados pelo central Matheus. “Como sempre, estudamos bastante o adversário. Fomos dormir sonhando com o que eles fazem e como eles fazem, para, hoje, fazermos o nosso melhor sem dar chances para eles”, explicou Matheus.

A volta do capitão da seleção brasileira, Ricardo Lucarelli, embalou a equipe na busca pela vitória. Depois de três jogos fora por um desconforto na panturrilha, o ponteiro retornou, começou como titular e marcou 11 pontos – apenas um a menos do que o maior pontuador do jogo, o oposto Rafael. Feliz com a recuperação e com o resultado, Lucarelli foi um dos que mais comemorou após a partida.

“Infelizmente, não pude jogar algumas partidas, por causa de um incômodo na panturrilha e, agora, que já estou quase 100%, fico feliz de poder ajudar o time nesta vitória. Foi um jogo difícil, mas, no momento em que conseguimos acertar o saque, o jogo saiu. Acho que o saque foi nossa grande arma nessa partida”, comentou Lucarelli.

Bem no fundamento citado pelo capitão, o levantador Thiaguinho contribuiu bastante com o resultado positivo. “A minha função no saque é dar ritmo, ou seja, é mais tática do que para pontuar. Acho que fui bem hoje, errei pouco e consegui tirar algumas peças do ataque deles. Estamos de parabéns, jogamos muito bem e estamos na final”, comemorou o levantador do Brasil.

Satisfeito com a vitória na semifinal, mas preocupado com a decisão, o técnico Rubinho prefere não escolher qual adversário enfrentar neste domingo. “Acredito que a final será difícil como foi hoje. Entre Sérvia e Bulgária, espero só dificuldade. Hoje, tivemos que recuperar todos os sets, mas nos portamos bem taticamente. Em alguns momentos, facilitamos por cometermos erros não forçados, porém abrimos vantagem e conseguimos recuperar ao longo do jogo”, comentou o treinador do Brasil.

Rubinho ainda fez questão de elogiar a realização da primeira edição do Mundial Sub-23. “É muito interessante estarmos trabalhando com jogadores entre juvenil e adulto. É importante continuarmos jogando competições internacionais, já que, o fato de estar competindo, é muito mais importante. Hoje, até mesmo o sofrimento de alternância de placar força uma situação que contribui para o desenvolvimento deles e para uma possível entrada na seleção adulta”, finalizou o técnico da seleção brasileira.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x