Search
Sunday 24 January 2021
  • :
  • :

Brasileiras enfrentarão as japonesas em Nagoya, no Japão. “Essa partida é decisiva para nosso grupo na competição”, diz Carol

Brasil busca a segunda vitória na competição
(Divulgação/FIVB)

A seleção brasileira feminina de vôlei terá o terceiro desafio na Copa dos Campeões nesta sexta-feira (08.09). A equipe do treinador José Roberto Guimarães enfrentará o Japão, às 7h15 (horário de Brasília), em Nagoya, no Japão. O YouTube da Federação Internacional de Voleibol (FIVB) transmitirá ao vivo. As brasileiras estrearam com vitória sobre a Rússia por 3 sets a 1 e, na sequência, foram superadas pela China por 3 sets a 2.

 

Na classificação geral, o Brasil aparece em segundo lugar, com quatro pontos. A China lidera, com cinco, o Japão é o terceiro, com três, mas com um melhor saldo de pontos do que os Estados Unidos, quarto, também com três pontos.

 

Brasil e Japão se enfrentaram pela última vez pela fase de classificação do Grand Prix deste ano. Na ocasião, as japonesas levaram a melhor e venceram por 3 sets a 2.

 

A central Carol comentou sobre a expectativa para o duelo desta sexta-feira contra o Japão.

 

“O Japão tem como característica um jogo rápido, com muita velocidade e defesa. Estamos estudando bastante o time delas e sabemos que elas jogarão em casa e com o apoio da torcida. Essa partida é decisiva para nosso grupo na competição. Temos tudo para fazer uma boa partida e vamos em busca desse resultado positivo”, disse Carol.

 

A oposta Tandara pediu paciência para o grupo brasileiro no duelo contra o Japão.

 

“Vai ser um jogo difícil. É uma equipe que defende muito e joga com velocidade. Elas erram pouco e é fundamental termos paciência durante a partida. Vamos atacar e sabemos que muitas vezes a bola vai voltar para o nosso lado. Além disso, nós precisamos dessa vitória para seguirmos com chances na competição. Será mais uma partida decisiva para esse grupo nessa temporada”, explicou Tandara.

 

Nesta temporada, a equipe do treinador José Roberto Guimarães venceu as três competições que disputou, o Montreux Volley Masters, o Grand Prix e o Sul-Americano, que garantiu o Brasil no Mundial de 2018, no Japão.

 

Copa dos Campeões

Tóquio (Japão)

05.09 (terça-feira) – Brasil 3 x 1 Rússia (25/17, 23/25, 25/23 e 25/12)
06.09 (quarta-feira)– Brasil 2 x 3 China (20/25, 12/25, 25/20, 25/23 e 17/19)

Nagoya (Japão)

08.09 (sexta-feira) – Brasil x Japão, às 7h15 (Horário de Brasília)
09.09 (sábado) – Brasil x Coréia do Sul, às 3h40 (Horário de Brasília)
10.09 (domingo) – Brasil x Estados Unidos, às 2h40 (Horário de Brasília)




Subscribe
Auto Notificar:
guest
6 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Agatha Angel

chamem a Bruneca pra ser a levantadora titular e afunda de vez esse time como faz no masculino kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Carla Dias

aiaiaiia bibinha reluzente

Antônio Francisco

1 contra ataque Roberta não acionava as centrais.
2 Natália pipoqueira erra 5 acerta 1
3 Carol baixa e não sabe atacar na China (volta Thaisa e Adenizia)
4 Bia é um monstro joga de mais
5 Suelen péssima a gabi mil vezes melhor mesmo não sendo posição de origem
6 Fala sério Monique oposta reserva kkkkkk, e era pra ter levado a juma e não a Naiane.
7 Amanda e aquele saque não serve de nada.
8 Potencial e material humano a seleção tem.Mais convocar jogadoras só pq vai jogar no seu time aí não dá.

carlos alberto

Bom hoje podemos creditar esta derrota inteiramente na conta do Zé, meu Deus nem parece que o cara é tricampeão olímpico, mexeu errado no time o tempo todo, nas trocas que deram certo ele desfez, inacreditável, sem falar no nervosismo muito nervoso e afobado, passou intranquilidade ao time, que desafio foi aquele no segundo set, bola em jogo o japão iria devolver a bola com chance do brasil fazer o ponto sem necessidade de desafio, no final do ponto poderia pedir o desafio, parou o ponto e errou no desafio, errou em trocar as líberos Suelen muito lenta e não… Ler mais »

Loiisss

Esse papo de Macris novamente, troca o disco. Ela é jogadora de time pequeno de Superliga, nada mais do que isso. Não fez nenhuma diferença nas oportunidades que teve na seleção. Nem sequer consegue se firmar no time.

Nashiro

Perder no tie break para o Japão de (15×6) fica complicado. Sem contar que perdeu um set de (25×15). Placares elásticos para as asiáticas. Os tempos mudaram. Dessa vez não teve ajuda de time adversário e o Brasil passou longe do título. Quando o campeonato foi mais forte, paramos diante da nossa realidade. Brasil sem líbero e sem passe. Leia e Brait voltem por favor, acompanhadas de Garay, Thaiza e Lins. Temos que admirar a persistência do ZRG em busca de um título em Campeonato Mundial. Embora tenha perdido os títulos mundiais de 2006, 2010 e 2014,ele persevera em sua… Ler mais »

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x