Search
Wednesday 25 November 2020
  • :
  • :

Bruno Schmidt e Pedro Solberg chegam a Durban sonhando com título mundial

Foto: FIVB

O Circuito Mundial 2013 chega ao fim nesta semana com a etapa Open de Durban, na África do Sul. Se o Brasil já é campeão no feminino com Talita e Taiana, Bruno Schmidt e Pedro Solberg ainda lutam pelo título da edição. Mas a missão não é das mais fáceis. Eles são obrigados a tirar uma diferença de 250 pontos para os líderes, os letões Janis Smedins e Samoilovs.

No momento, a dupla da Letônia soma 6.990 pontos, enquanto os brasileiros têm 6.740. Desta forma, Bruno e Pedro precisam subir ao lugar mais alto do pódio nas areias sul-africanas e ainda torcer para seus adversários caírem nas oitavas de final. Com estes resultados, os dois times empatariam na liderança do ranking mundial, ambos com 7.240 pontos, mas o Brasil sairia campeão por somar um ouro a mais na temporada.

Bruno e Pedro foram campeões das etapas Grand Slam de Haia (HOL) e de São Paulo (BRA), enquanto Janis Smedins e Samoilovs conquistaram os títulos do Grand Slam de Corrientes (ARG) e de Moscou (RUS). Os letões, porém, tiraram proveito do novo ranking implantado pela FIVB, no qual as duplas podem pontuar em alguns outros torneios. Como o Campeonato Europeu, quando ficaram em segundo lugar e somaram mais 450 pontos.

“Deveríamos ser líderes do ranking do Circuito Mundial neste momento, mas houve essa mudança. Fico triste, mas passou a ser assim e vamos tentar fazer a nossa parte em Durban e ver o que acontece”, comentou Pedro Solberg, que volta a jogar com Bruno na seleção, após o anúncio do fim da parceria. “Vai ser interessante. Eu e o Bruno fizemos uma história legal. Uma pena, apenas, o torneio não estar só nas nossas mãos, mas vamos em busca do título.”

Letícia Pessoa, técnica da seleção brasileira masculina, que também escalou as duplas Alison/Vitor Felipe e Thiago/Oscar para a etapa, é outra que não joga a toalha. Segundo ela, “enquanto houver chances, o Brasil vai buscar mais esse título.”

“A situação é difícil, mas não impossível. Se não der, fica a alegria pelos bons resultados apresentados por Pedro e Bruno na temporada. Já esperava esse rendimento pelo bom Brasileiro que fizeram, que rendeu o título a eles. São profissionais, entendem o momento do vôlei de praia, valorizado pela chegada da seleção, e lutarão até o fim. Estão representando o Brasil e têm a consciência disso”, disse Letícia.

Open de Durban marca a estreia da jovem Duda no Circuito Mundial

 

Entre as mulheres, duas duplas representarão o país no Open de Durban, que começa nesta quinta-feira (12.12): Elize Maia/Fernanda Berti e Duda/Thaís. Duda, aliás, de apenas 15 anos, fará a sua estreia no Circuito Mundial, passando a ser a mais jovem atleta brasileira do vôlei de praia a disputar o torneio. Até então, as irmãs Maria Clara e Carol eram as mais novas a debutar na principal competição anual do mundo nas areias, ambas, coincidentemente, aos 17 anos.

“Vejo essa chance que o Marcos Miranda (técnico da seleção feminina adulta) está me dando como um prêmio pela temporada que eu fiz. É um momento que sempre esperei, mas não sabia que chegaria tão cedo. Vou encarar com a naturalidade que sempre jogo qualquer competição, seja na base ou no adulto. E, claro, buscar fazer o meu melhor ao lado da Thaís. Já nos conhecemos bem”, disse Duda.

Entre os inúmeros títulos que Duda conquistou em 2013, o mais importante foi o Mundial Sub-19, no Porto (POR), ao lado da também sergipana Tainá. No Mundial Sub-23, em Myslowice (POL), terminou como vice jogando com Thaís. Ainda jogou o Mundial Sub-21, em Umag (CRO), com Tainá, tornando-se a primeira atleta do mundo a disputar os três Mundiais de base no mesmo ano.

 

O Open de Durban será dedicado a Nelson Mandela, heroi nacional da África do Sul, que faleceu há menos de uma semana. E como o seu sepultamento acontecerá no domingo (15.12), a organização fez uma alteração na programação do evento, antecipando semifinais e finais para o sábado (14.12). A cidade sul-africana sediará uma etapa do Circuito Mundial pela segunda vez. Em 1996, porém, recebeu apenas o torneio masculino, que teve como campeões os brasileiros Guilherme e Pará.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x