Search
Sunday 16 June 2019
  • :
  • :

Camila Brait, após a eliminação do Vôlei Osasco: “A temporada ficou marcada pela superação”

Brait: “Saio hoje de cabeça erguida como toda a equipe” (Foto: João Pires / Fotojump)

 

O Vôlei Osasco-Audax se despede da edição 2018/2019 de cabeça erguida e com a sensação de missão cumprida. Em uma temporada que começou com incertezas geradas pela perda do patrocinador máster, o clube se reconstruiu e montou um time com tenacidade para honrar o peso da tradicional camisa osasquense e terminar em o terceiro lugar no campeonato nacional. Com a vitória por 3 sets a 1 (parciais de 25/15, 19/25, 27/25 e 25/19, em 2 horas), o Itambé Minas avança à decisão contra o Dentil/Praia Clube. Para quem lotou as arquibancadas do ginásio José Liberatti ou assistiu pela transmissão do Sportv 2, fica a certeza de que a equipe do técnico Luizomar voltará ainda mais forte para as próximas competições.

 

Claudinha deixou a quadra satisfeita com a entrega de suas companheiras ao longo da temporada. “Jogamos melhor que no primeiro jogo da semifinal e lutamos até o final, mas o resultado não veio nos detalhes. Mas nada apaga tudo o que fizemos de bom. Claro que queríamos a vitória, chegar a mais uma final, mas o time está de parabéns por tudo que fez na temporada. Isso sem falar na torcida, que é maravilhosa. Ficamos arrepiadas quando entramos em quadra. Nos apoiaram do primeiro ao último ponto. Só tenho que agradecer”, afirmou.

 

A levantadora completou. “Levo muita coisa positiva dessa temporada. Muita gente não acreditava. Tivemos problemas no primeiro turno, inclusive de contusões, e terminamos em oitavo. Fomos muito julgadas, mas crescemos ao longo da temporada. Esse grupo é sensacional. Sabe trabalhar, ouvir, falar. Aprendi demais. Eu nunca havia trabalhado com o Luizomar, um grande treinador, um cara bacana, que te deixa livre para fazer o seu melhor, que joga junto o tempo todo. Saímos mais fortalecidas e esse terceiro lugar é bem merecido.”

 

Camila Brait seguiu na mesma linha de raciocínio. “Foi um ano de reconstrução. Tivemos alguns momentos de altos e baixos, mas a temporada ficou marcada pela superação. Conseguimos ser um grupo unido e provamos isso nas quartas de final, quando vencemos os dois últimos jogos. Na série semifinal, sabíamos que seria muito difícil, porque o Minas foi montado para chegar à final. O time passa por um ótimo momento, mas mesmo assim, fizemos um bom jogo, sempre apoiados pela nossa torcida, que é a melhor do Brasil, única no mundo. Ela sempre nos ajuda, em todos os momentos. Sem contar o show que fazem aqui no Liberatti. Estão de parabéns, pois sempre fazem a diferença. Particularmente, estou muito feliz pela ótima temporada que disputei, sem contar que vim de uma gestação. Saio hoje de cabeça erguida como toda a equipe.”




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »