Search
Wednesday 30 September 2020
  • :
  • :

Campeãs do Grand Prix chegam ao Brasil com medalhas e sorrisos

Foto: Divulgação/CBV

A seleção brasileira feminina de vôlei chegou cansada. Afinal, foram 30 horas do Japão ao Brasil. Mas jogadoras e comissão técnica desembarcaram em São Paulo (SP), nesta terça-feira (03/09), felizes com a conquista do nono título do Grand Prix e os sorrisos prevaleceram sobre o cansaço durante todo o tempo em que deram entrevistas ou atenderam aos pedidos dos torcedores presentes ao Aeroporto Internacional de Guarulhos.

O título foi a principal conquista do grupo, mas a seleção brasileira também assegurou premiações individuais. Eleita a melhor jogadora da competição, a central Thaisa fez questão de destacar o valor de todas as companheiras de equipe nos seus prêmios. A atleta ainda foi eleita a melhor central.

“Sem dúvida, tenho que agradecer a todas as meninas da seleção. Eu estava bem abaixo do meu normal e contei com a ajuda de todas. Chegar ao fim e receber essas premiações me deixa feliz, não me preocupo muito com isso. Estou aqui para somar. Sabemos que temos muito o que melhorar, o time é novo e vamos continuar crescendo a cada competição”, disse Thaísa.

Melhor líbero do Grand Prix, Fabi também comemorou a conquista da seleção brasileira e o seu bom desempenho. “Claro que foi um grande resultado, mas temos que lembrar que a caminhada até a Olimpíada de 2016 ainda é longa. Estou feliz por ajudar a equipe. Estou cada vez mais experiente e brinco que a velhinha ainda está contribuindo”, se divertiu Fabi, de 33 anos.

A mais nova do grupo, a ponteira Gabi foi titular em todos os jogos do Brasil. Retornar ao Brasil com a medalha de ouro no pescoço é motivo de felicidade para a jogadora de 19 anos. “É a realização de um sonho. Eu sempre quis muito estar aqui e estou agarrando essa oportunidade de estar na seleção e de ganhar experiência com as jogadoras mais velhas. Estou ao lado das melhores jogadoras do mundo e isso é muito importante para o meu crescimento”, afirmou Gabi.

O técnico campeão, José Roberto Guimarães, também desembarcou feliz e chamou atenção para a boa atuação do Brasil diante de times com estilos diferentes de jogo.

“O importante foi como o time jogou, como encaramos a competição e, depois, a Fase Final, onde tivemos cinco jogos e cinco vitórias contra adversários e escolas diferentes. O fato de as jogadoras terem voltado antes do prazo ajudou para elas chegarem bem em Sapporo”, concluiu José Roberto Guimarães.

Após o Grand Prix, o time brasileiro não terá muito tempo para descansar, já que a próxima competição, o Campeonato Sul-Americano, será ainda este mês, de 16 a 22 de setembro, no Peru.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x