Search
Sunday 27 September 2020
  • :
  • :

Campeonato Italiano Masculino começa neste sábado com três brasileiros na disputa

Foto: Divulgação.

Macerata, que conquistou há uma semana a Supercoppa italiana (foto), também é o atual campeão nacional.

Uma das mais badaladas e tradicionais competições entre clubes do mundo vai começar neste sábado (06/10): é o Campeonato Italiano 2012/2013. Em sua 68º edição, o torneio vem neste ano com uma importante novidade. Após três temporadas decidindo seu vencedor em jogo único, o chamado V-day, a organização da competição decidiu retomar a antiga e tradicional fórmula, com a final sendo jogada em uma melhor de cinco partidas.

E ao contrário de anos anteriores, quando tivemos uma série de brasileiros disputando a competição, nesta temporada teremos apenas três representantes do nosso país: o levantador Raphael Vieira, do Trentino; o ponteiro verde-amarelo e naturalizado italiano Davidson Lampariello, do Macerata; e o também ponta que faz sua reestreia na Itália, Bruno Zanuto, que vai defender o Ravenna.

O primeiro jogo da competição será no sábado entre o San Giustino e o Macerata, atual campeão da competição. O jogo terá transmissão ao vivo do Bandsports a partir de 12h30 (horário de Brasília). As demais partidas acontecerão no domingo.

De volta à Itália e em processo de naturalização


Entre 2006 e 2008, o ponteiro Bruno Zanuto disputou o Campeonato Italiano e agora volta para um dos torneios mais prestigiados do mundo. O atleta defendeu na última temporada o Medley/Campinas e também passou por Montes Claros e Sada Cruzeiro nos últimos anos.

“Eu me apresentei à equipe em julho, pois precisava de um tempo para a readaptação da minha família na Itália. Já estava aqui desde o final da Superliga passada para finalizar meu processo de naturalização”, afirmou Zanuto ao MDV. “Fico muito feliz de poder fazer parte de um clube tradicional e histórico, que tem uma legião de torcedores apaixonados. O voleibol realmente faz parte da cultura desta cidade”.

O CMC Ravenna, equipe de Zanuto, não fez uma boa temporada em 2011/2012. Mas as pretensões da equipe – garante o jogador – são ambiciosas.

“Na temporada passada algumas lesões de jogadores importantes prejudicaram o rendimento da equipe. O Ravenna iniciou esta temporada com um projeto ambicioso visando o crescimento da equipe para os próximos anos. Eles fizeram algumas apostas em jovens promessas e boas contratações”, frisou.

Estreia dura


Para começar o Campeonato Italiano, o Ravenna terá pela frente a equipe de Piacenza, que se reforçou bastante para voltar às semifinais da competição. Nomes como Alessandro Fei, Luciano De Cecco, Philip Holt e Gabriele Maruotti foram contratados, além da permanência do experiente Samuele Papi e do líbero da seleção italiana Davide Marra. Mas o time não estará completo para esta partida.

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.


Bruno Zanuto na apresentação oficial da equipe. 

“Piacenza é uma das equipes que brigam pelo título do campeonato e certamente será uma estreia muito dura. Jogaremos em casa e eles não poderão contar com alguns de seus principais jogadores. Espero que possamos aproveitar essa oportunidade”, disse Zanuto.

No entanto, o Ravenna também tem seus problemas para a estreia na competição. Há alguns dias, o ponteiro Sean Rooney, um dos principais jogadores da seleção dos Estados Unidos, foi desligado da equipe devido a uma grande lesão e não disputará a temporada pela formação italiana.

“Fico triste pelo Rooney que tem uma lesão séria no ombro e retornou para os EUA para ser operado, era uma peça importante no nosso grupo e certamente foi uma grande perda. O time está no mercado e procura uma solução para este problema”, explicou o ponteiro brasileiro da equipe, que espera corresponder às expectativas para a temporada.

“O Ravenna chega com uma cara nova devido à reformulação da equipe, e durante essa fase de preparação demostrou ser uma equipe com grande potencial. A expectativa dos dirigentes é que o time esteja nos Playoffs e na Copa Itália”, concluiu.
 

Equipes do italiano e principais jogadores

Altotevere San Giustino: com plantel limitado, deve lutar por uma melhor posição no fim da tabela – assim como na temporada passada, quando escapou por pouco do rebaixamento. A experiência do levantador Paolo Torre mescla com a juventude da promessa italiana Giorgio de Togni.
 

Andreoli Latina: quer repetir o feito da temporada passada, quando como azarão chegou à semifinal. Seus principais jogadores são o polonês Jakub Jarosz (reserva da seleção de seu país campeã da Liga Mundial) e Alberto Cisolla, ex-seleção italiana.
 

BCC-NEP Castellana Grotte: recém promovido da A2. Conta com o búlgaro Viktor Yosifov (que fez parte da seleção sensação das Olimpíadas de Londres) e com a experiência de Cristian Casoli
 

Bre Banca Cuneo: sempre favorito. Vai tentar voltar à final como em 2010/2011, quando perdeu para o Trentino. Possui atletas experientes e prontos para alcançar esse objetivo, como Mastrangelo, Wijsmans, Grbic e Sokolov.
 

Foto: Rapha/Divulgação.

Foto: Rapha/Divulgação.

Casa Modena: teve problemas financeiros na transição da temporada e demorou a montar sua equipe. Perdeu atletas muito importantes, mas pelo menos conseguiu manter o holandês Dick Kooy e o meio de rede Andrea Sala. Vai apostar na juventude do levantador Michele Baranowicz, de 23 anos, que vem constantemente sendo chamado para as seleções.
 

CMC Ravenna: teve uma sensível perda na última semana com a lesão do seu principal jogador, Sean Rooney. O time terá em Bruno Zanuto e Sebastian Creus seus principais pontos de apoio.
 

Copra Piacenza: sempre favorito. Continua contando com a experiência de Samuele Papi (39 anos) e Hristo Zlatanov, além de boas contratações como Maruotti, De Cecco e Alessandro Fei, que deixou a Sisley Treviso após o time fechar as portas.
 


Cucine Macerata
: é o time a ser batido. Conquistou na uma semana a Supercoppa italiana com uma vitória sobre o Trentino por 3 sets a 2 – remake da final do italiano da última temporada. Conta com o trio de ponteiros da seleção italiana (Simone Parodi, Cristian Savani e Ivan Zaytsev) e o levantador Dragan Travica, além dos centrais titulares da Sérvia Stankovic e Podrascanin e o oposto Starovic.
 

Itas Trentino: multicampeão nos últimos anos, a equipe teve uma pequena queda de desempenho recentemente, mas não deixou de chegar nas decisões. Raphael é o grande maestro desta equipe, que continua com a força do búlgaro Matey Kaziyski e do cubano Juantorena na ponta. O oposto segue sendo o forte tcheco Jan Stork.
 

Marmi Lanza Verona: vai lutar para se classificar entre os oito. Após quase dez anos defendendo a equipe de Montichiari, Mauro Gavotto, um dos principais opostos do italiano, decidiu ir para Verona. E só. Além dele, serão referência no time o experiente levantador Marco Meoni e o central Michal Rak.
 

Sir Safety Perugia: recém promovido da A2. Vai contar com a força de Edgar Thomas (sensação da Austrália nas Olimpíadas) e a experiência de Goran Vujevic (39 anos), de Montenegro.
 

Tonno Vibo Valentia: tem como principais nomes Manuel Coscione, Kaliberda e Simone Buti. Assim como na temporada anterior, vai lutar por posição entre a zona de rebaixamento e a classificação.

Rodada de estreia

Sábado (06/10/2012)

San Giustino x Macerata – Transmissão ao vivo do Bandsports a partir do 12h30 (horário de Brasília)

Domingo (07/10/2012)


Castellana Grotte x Cuneo

Trentino x Vibo Valentia

Ravenna x Piacenza

Casa Modena x Verona

Latina x Perugia

 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x