Search
Saturday 19 September 2020
  • :
  • :

Canhões de seus times, Vini e Lucão são as armas no saque para semifinal da SL

Foto: Luis Ventura/Melhor do Vôlei

O saque é considerado de enorme importância para o time que quer vencer atualmente no vôlei. Essa é a opinião de grande parte dos envolvidos na modalidade, entre eles, dois craques no fundamento. Vini, central do Brasil Kirin (SP) e Lucão, central do Sesi-SP, são primeiro e quarto colocados na estatística de saque e são armas para suas equipes buscarem a vitória no próximo sábado (05.04), quando se enfrentarão na segunda partida da semifinal da Superliga masculina 13/14.

O time da Vila Leopoldina saiu na frente e venceu o primeiro jogo. Nesse ponto, Lucão leva vantagem sobre o adversário, mas o empenho na busca pela segunda vitória e, consequentemente, a classificação para a final, é o mesmo.

“Hoje em dia o saque facilita tudo. Acredito que pode equilibrar o jogo de uma equipe que pode ser considerada mais fraca, com uma mais forte. Sabemos que é um fundamento que pode destruir com um jogo, a favor ou contra. Cada vez mais, o saque vem decidindo partidas e até mesmo campeonatos”, disse Lucão, de 28 anos.

Eficaz no saque, o central do Sesi-SP já marcou 24 pontos através da primeira ação no vôlei. Mesmo já considerado um dos melhores do país no fundamento, Lucão busca se aperfeiçoar um pouco mais a cada dia.

“Me dedico muito e é um fundamento que sempre treino a mais. É o único que depende somente de você. O vôlei é um esporte coletivo e passa pela mão de vários jogadores para conseguirmos o ponto, mas, na hora do saque, é só você com você mesmo. Neste momento, sabemos quanto precisamos treinar”, explicou Lucão.

Vini já marcou 34 vezes no saque nesta Superliga. O central do Brasil Kirin sabe da responsabilidade que carrega ao ser o líder da estatística neste fundamento, mas lida bem com a situação.

“Sou um central baixo para o padrão atual do vôlei e sempre foi uma necessidade trabalhar muito bem em algum fundamento. Busquei melhorar no saque e, com o tempo, consegui desenvolver uma técnica que me levou a conseguir um saque consistente. Depois disso, sei que há uma certa cobrança, mas fico feliz em ter conseguido corresponder a expectativa que a equipe coloca sobre mim”, comentou Vini.

O experiente central, de 31 anos, destaca a importância da ação no vôlei. “Vejo o saque como a primeira arma no jogo de vôlei. Tento me esforçar ao máximo para ajudar a minha equipe, colaborando bem neste fundamento, especialmente em um momento importante como esse”, disse Vini.

E o momento é decisivo. Caso o Sesi-SP vença no próximo sábado, estará na final para enfrentar o Sada Cruzeiro (MG), já classificado após a vitória por 2 jogos a 0 sobre o Vivo/Minas (MG). Em caso de resultado favorável ao Brasil Kirin, a série será definida no terceiro e último jogo.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x