Search
Tuesday 22 September 2020
  • :
  • :

Capitã da seleção de vôlei, Fabiana relata ter sido alvo de racismo em jogo da Superliga

Fabiana: "Jamais poderia me omitir. Não cabe mais tolerarmos preconceitos em pleno século XXI" (Foto: Divulgação/Sesi)

Fabiana: “Jamais poderia me omitir. Não cabe mais tolerarmos preconceitos em pleno século XXI” (Foto: Divulgação/Sesi)

Bicampeã olímpica, três medalhas em Mundiais, seis ouros em Grand Prix e o posto de capitã da seleção brasileira feminina de vôlei. Nem todo esse currículo inibiu um racista de atacar Fabiana Claudino. Através de suas redes sociais, a jogadora relatou ter sido alvo de ofensas durante a partida entre seu time, o Sesi, e o Minas, na noite dessa terça (27), válida pela Superliga feminina.

“Vivenciar isso é difícil e duro! Vivenciar isso na minha terra, torna tudo pior! Ontem durante o jogo contra o Minas, um senhor disparava uma metralhadora de insultos racistas em minha direção. Era macaca quer banana, macaca joga banana, entre outras ofensas. Esse tipo de ignorância me atingiu especialmente, porque meus familiares estavam assistindo a partida”, comentou a atleta.

De acordo com ela, o Minas tomou as atitudes necessárias para evitar a continuidade do problema. “Ele foi prontamente retirado do ginásio pela direção do Minas Tênis Clube e encaminhado à delegacia. Agradeço a atitude do Minas, em não ser conivente com esse absurdo. Clube este, onde comecei a minha história e onde até hoje tenho pessoas queridas”, afirmou.

Fabiana disse que chegou a cogitar a possibilidade de não divulgar a história, mas optou por contar tudo e ressaltou: faz isso como ser humano e não como grande jogadora que é.

“Eu não preciso ser respeitada por ser bicampeã olímpica ou por títulos que conquistei, isso é besteira! Eu exijo respeito por ser Fabiana Marcelino Claudino, cidadã, um ser humano. A realidade me mostra que não fui a primeira e nem serei a última a sofrer atos racistas, mas jamais poderia me omitir. Não cabe mais tolerarmos preconceitos em pleno século XXI”, bradou, antes de deixar um bonito recado. “A esse senhor, lamento profundamente que ache que as chicotadas que nossos antepassados levaram há séculos, não serviriam hoje para que nunca mais um negro se subjugue à mão pesada de qualquer outra cor de pele. Basta de ódio! Chega de intolerância!”, finalizou.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
8 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
CARLOS GUSTAVO SOARES

FABIANA:FORÇA,BELEZA,IDEALIZADORA,ARTÍSTA,NATURAL,AMOR. VOÇÊ É SERÁ SEMPRE UMA GRADIOSA ESTRELA QUE NUNCA DEIXARÁ DE BRILHAR, BEIJOS GUSTAVO, TODOS QUE TE ASSISTEM JOGANDO PELO SESI-SP/SELEÇÃO BRASILEIRA VOLEIBOL,FORÇA.

Fabiana é nossa Rainha capitâ , a negra mais linda e charmosa do nosso volei , nosso orgulho , uma das maiores e melhores centrais do mundo , mereçe todo nosso respeito e admiração , o torcedor que fez isso tem que sofrer as punições devidas….

henrique

Depois das ofensas sofridas pelo michael na época do vôlei futuro agora o mesmo tipo se repete com a linda competente e fantástica Fabiana do SESI impressão minha ou o povo desse lugar são retardados e europeus de olhos forçados azuis ???? mais atletas em épocas passadas como ana Moser já reclamavam da falta de vergonha e educação desses ” zero a esquerdas” que vieram ao mundo como lixo e como tal continuarão cadeia nos vermes

adilson nascimento

Amo o volley, é um exporte que eu cresci como pessoa. Adoro a Fabiana, uma atleta que tem que ser respeitada sempre por tudo, uma grande jogadora que já defendeu as cores do Minas e está aí hoje fazendo o país todo se orgulhar com seu trabalho. É uma pena mesmo em pleno seculo XXI existirem pessoas tão cabeça fraca e sem cultura capaz de denegrir a vida das pessoas. O meu grande abraço a essa guerreira que Deus continue abençoando sua vida sempre querida.

Felipe Peixoto

Eu estava no meio da confusão e a história não foi bem assim…. Quem fez questão de retirar este torcedor/agressor do ginásio foram os próprios torcedores que estavam próximos e ficaram indignados !! A postura do Minas Tênis foi lamentável. Os seguranças do jogo não retiraram o torcedor do ginásio, mesmo após diversas reclamações individuais dos demais torcedores (no mínimo 6 pessoas reclamaram). Os seguranças apenas conversaram calmamente com ele, como se nada tivesse acontecido e o torcedor/agressor foi para outra parte do ginásio e continuou com os insultos, inclusive homofóbicos com torcedores e atletas. Os demais torcedores tomaram a… Ler mais »

Marcos Antonio C Mello

Como se vê infelizmente no Brasil tem gente que não aprendeu a viver com todas as diversidades que temos no pais, parabens a Fabiana e que todas as atitudes juridicas sejam efetuadas contra esta pessoa que não sabe o que é o Brasil

Manuel Nóia

Pelo menos o Minas não foi omisso como o Grêmio foi no caso Aranha.

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x