Search
Sunday 27 September 2020
  • :
  • :

Categorias de base começam a dar resultado no elenco adulto da Medley/Campinas

 12/10/11 – A equipe de vôlei Medley/Campinas já vem colhendo frutos nas categorias de base, que possui 24 jogadores, entre juvenis e infanto-juvenis. Os jovens talentos estão disputando o Campeonato Paulista de suas categorias e, gradativamente, integram o time principal, participando de treinamentos e, no caso dos juvenis, até mesmo de jogos pelo Paulista Adulto.


O projeto de formação de atletas, que leva o nome Sanofi/Fonte, foi criado na temporada 2010/2011 por meio de uma concorrida peneira em parceria com o clube Fonte São Paulo – tradicional celeiro de jogadores na modalidade, em Campinas – e o Grupo Sanofi, do qual a Medley Indústria Farmacêutica, patrocinadora da equipe adulta, faz parte. Alguns dos novos valores que têm sido figuras constantes no elenco principal são o levantador Eykman, o central Tiago, o ponta Iurgen e o oposto Douglas.

"É muito gratificante ver o trabalho da base se desenvolvendo e dando resultado. Essa experiência de entrar aos poucos na equipe adulta é importante para a evolução dos garotos. Só tem a contribuir para a carreira de cada um", destacou o técnico do time adulto da Medley/Campinas, Cacá Bizzocchi, que já utilizou outros seis jogadores da base em treinamentos. 

Escalado para algumas partidas da competição estadual, o oposto Douglas, de 20 anos, fez sua estreia pelo adulto contra o SESI, no dia 9 de setembro, e garantiu não ter ficado nervoso, apesar do adversário complicado. "Quando soube que fui relacionado para o jogo, eu me concentrei para não ficar ansioso. Entrei, fiz minha estreia e senti o gostinho de estar em um grupo de alto nível como o da Medley/Campinas", comemorou.

Para o ponta Iurgen, que esteve em quadra no confronto do primeiro turno contra o São José, no dia 6 de setembro, poder participar de algumas atividades com o elenco adulto é a realização de um sonho. "Treinamos sempre com o objetivo de chegar em um time principal. Concretizar isso treinando ao lado de um campeão olímpico (André Heller) e recebendo dicas e conselhos de grandes jogadores é melhor ainda", completou o jovem, de 19 anos. 

Os novatos, aliás, acabam sendo alvo de algumas brincadeiras dos mais experientes, principalmente durante as viagens. "Quando fomos jogar contra o Vôlei Futuro, em Araçatuba, a função de trocar os filmes do DVD no ônibus ficou por minha conta. Eu tive que ficar me levantando o tempo todo, mas acho que é uma maneira de ser bem recebido", brincou Douglas. "Os mais velhos também passaram por isso e, um dia, eu também vou brincar com alguém", completou.
 

 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x