Search
Tuesday 7 July 2020
  • :
  • :

Centrais brasileiras brilham na segunda vitória contra a República Dominicana

Crédito: Gaspar Nobrega/Inovafoto/CBV

Crédito: Gaspar Nobrega/Inovafoto/CBV

 

A Seleção Brasileira Feminina de Vôlei voltou a vencer a República Dominicana. Neste domingo (29/05), o time comandado pelo treinador José Roberto Guimarães superou a equipe caribenha por 3 sets a 1 (25/16, 21/25, 25/16 e 25/14), em 1h56 de jogo, no ginásio Max Rosenmann, em São José dos Pinhais (PR). Na última sexta-feira (27/05), o time verde e amarelo venceu o primeiro jogo contra as dominicanas por 3 sets a 0.

 

As centrais Fabiana e Carol foram as maiores pontuadoras entre as brasileiras, com 13 pontos cada. A ponteira Natália, com 11 e as atacantes Sheilla e Fê Garay, com nove cada, também pontuaram bem pelas donas da casa. Pelo lado da República Dominicana, a ponteira De La Cruz foi a maior pontuadora do duelo, com 17 acertos.
Bem no saque, o Brasil começou melhor e fez 3/1. O time verde e amarelo foi para o primeiro tempo técnico com três de vantagem (8/5). A ponteira Natália conseguiu um ace e as donas da casa abriram cinco pontos (11/6). Quando o placar estava 13/7, o treinador da República Dominicana, Marcos Kwiek, pediu tempo. O Brasil seguiu melhor até o final da parcial e venceu o primeiro set por 25/16.

 

O Brasil continuou melhor no início do segundo set e fez 5/2. A República Dominicana cresceu de produção, mas o time verde e amarelo foi para o primeiro tempo técnico em vantagem (8/7). Numa boa sequência de saques da levantadora Marte, a República Dominicana abriu três pontos (11/8) e o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. Bem nos contra-ataques, as caribenhas abriram cinco (15/10). A República Dominicana segurou uma reação do Brasil no final da parcial e levou a melhor no segundo set por 25/21.

 

A terceira parcial começou equilibrada. Com um ponto de bloqueio da central Fabiana, o Brasil fez 5/4. Quando o placar estava 7/4 para as donas da casa, o treinador da República Dominicana, Marco Kwiek, pediu tempo. Mesmo com a paralisação, o time verde e amarelo manteve o domínio da parcial e, numa bola de segunda da levantadora Dani Lins, fez 11/7. A central Carol conseguiu um ponto de bloqueio e o time da casa abriu cinco (19/14). O Brasil segurou a vantagem até o final e venceu a terceira parcial por 25/16.

 

O Brasil manteve o bom momento no início do quarto set e, com um ace da oposta Sheilla, fez 10/5. As brasileiras foram para o segundo tempo técnico com cinco de vantagem (16/11). O Brasil foi melhor até o final do jogo e fechou o set por 25/14 e o jogo por 3 sets a 1.

 

EQUIPES:

BRASIL – Dani Lins, Sheilla, Natália, Fernanda Garay, Carol e Fabiana. Líbero – Léia
Entraram – Roberta e Monique
Técnico – José Roberto Guimarães

REPÚBLICA DOMINICANA – Marte, Mambru, Eve-Castillo, Arias, De La Cruz e Martinez. Líbero – Fernandez
Entraram – Binet, Peña Isabel, Fersola, Vargas e Dominguez,
Técnico – Marco Kwiek




Subscribe
Auto Notificar:
guest
2 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Frederico
Frederico
30/05/2016 14:12

No jogo ficou bem claro que quando o Brasil perde a concentração no passe, o jogo foge do controle.

andre
andre
29/05/2016 17:31

gostaria de entender a lógica de sair de Saquarema pra jogar num lugar frio de lascar. o grand prix será na Antártida??
isso foi pra testar o sistema imuno das jogadoras? os tendões, os joelhos?? talvez em Brasilia faria mais sentido

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x