Search
Tuesday 11 May 2021
  • :
  • :

Circuito Brasileiro: Alison e Álvaro Filho conquistam terceiro título na temporada

Dupla subiu no lugar mais alto do pódio. (Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

Alison (ES) e Álvaro Filho (PB) subiram no lugar mais alto do pódio na oitava etapa masculina do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia 20/21. Na manhã desta quinta-feira (25.03), a dupla olímpica venceu os líderes do ranking André (ES) e George (PB) por 2 sets a 0 (21/17 e 21/14) na arena montada no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ), e conquistou a terceira medalha de ouro na temporada.

Apesar da medalha de prata, George/André segue em boa situação na disputa pelo bicampeonato do Circuito Brasileiro. Atuais campeões, eles somam 2520 pontos na liderança da temporada, contra 2320 de Alison/Álvaro Filho, que ocupa a segunda colocação.

O ouro nesta etapa é o quarto do time formado por Alison e Álvaro Filho, que chegaram motivados para o torneio depois de não participarem da sétima etapa Open e terminarem a etapa de Doha do Circuito Mundial na 17ª colocação.

“Não fizemos uma boa etapa em Doha, pelo Circuito Mundial, voltamos para casa e conversamos, ajustamos alguns detalhes, e treinamos bem. Jogar uma etapa do Circuito Brasileiro é muito importante, ainda mais no momento em que estamos passando, poder disputar uma competição com segurança e devolver um pouco de alegria para o povo brasileiro é muito bom. Estamos motivados e felizes”, destacou o campeão olímpico Alison, que alcançou a marca de 35 títulos de Open no Circuito Brasileiro, e falou sobre o planejamento da dupla.

“Vivendo cada semana, sem poder fazer muita programação. Temos duas semanas e meia de trabalho, depois vamos ficar três semanas no México (para a disputa do Circuito Mundial). É focar nisso, olhar para frente, olhar o que a gente pode melhorar sempre. Isso é o grande segredo do alto rendimento, estar sempre evoluindo”.

Álvaro, que conquistou sua 11ª medalha de ouro em torneios Open, comemorou a evolução no trabalho da dupla.

“Não falo nem da questão do resultado, falo da evolução. A gente vem buscando evoluir como time, e isso muitas vezes é uma conquista até maior do que a própria vitória. A gente fica muito feliz com isso. Este foi o nosso terceiro evento no ano, e o resultado mostra que nossa preparação está bem forte. Isso me deixa bastante satisfeito”, afirmou Álvaro Filho.

Mesmo sem contar com público presente em razão dos protocolos de segurança sanitária, as semifinais não ficarão sem torcida. Os fãs do vôlei de praia têm a oportunidade de acompanhar os duelos por meio da “Arquibancasa”. Basta acessar um convite virtual para os internautas interagirem com o animador e participarem de ações nos intervalos das partidas. O sistema é exibido em telões na quadra central e leva animação e cores para dentro da competição.

Os torcedores também puderam eleger os melhores em quadra de cada partida por meio de votação no site e aplicativo da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). Adrielson foi o escolhido na disputa pelo bronze, e Alison ganhou a eleição na final.

Arthur e Adrielson ganham o bronze

Na disputa pelo terceiro lugar, melhor para Arthur Mariano (MS) e Adrielson (PR), que jogavam juntos na temporada passada e retomaram a parceria nesta etapa em razão das ausências de Guto (RJ) e Renato Andrew (PB) por questões de saúde. Nesta quinta-feira, eles fizeram 2 sets a 0 (21/15 e 21/16) sobre Lipe/Anderson Melo (CE/RJ).

“Foi uma satisfação enorme compartilhar a quadra de novo com ele, sentir a energia que ele traz para todo mundo, acho que até todo mundo que está fora da quadra. A partir do momento que ele me chamou, sabia que seria assim, que a gente formaria uma dupla incrível. A gente foi crescendo ao longo do campeonato, ontem a gente teve dois jogos muito difíceis, anteontem três, muito calor, e a gente conseguiu se superar”, analisou Arthur Mariano.

Apesar da derrota, Lipe e Anderson comemoraram o desempenho na etapa, depois de começarem no qualifying e chegarem à disputa por medalhas.

“É um excepcional resultado estar entre os grandes. Sair do qualifying e chegar na semifinal a gente vai estar sempre um pouco mais exausto, mas nunca vamos desistir. Ontem eu estava um pouco mal, hoje o Anderson um pouco mal, mas a gente representou esse esporte que a gente tanto ama”, disse Lipe.

Cada etapa do Circuito Brasileiro distribui R$ 47 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são distribuídos aproximadamente de R$ 538 mil por etapa

CONFRONTOS

BRONZE – Arthur Mariano/Adrielson (MS/PR) 2 x 0 Lipe/Anderson Melo (CE/RJ) (21/15 e 21/16)

FINAL – Alison/Álvaro Filho (ES/PB) 2 x 0 George/André (PB/ES) (21/17 e 21/14)




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x