Search
Monday 6 April 2020
  • :
  • :

Circuito Brasileiro: Mari e Paula Pequeno estreiam na próxima semana

Nova formação estreia nas areias de Aracaju. (Foto: Divulgação)

Um novo capítulo na carreira de Mari e Paula Pequeno será escrito a partir da próxima semana. A dupla que migrou das quadras fará sua estreia em um torneio oficial de vôlei de praia a partir de sexta-feira (06.03), pela etapa de Aracaju (SE) do Circuito Brasileiro de vôlei de praia 2019/2020. Será o desafio inicial das campeãs olímpicas e pan-americanas, que marcaram época na seleção brasileira de vôlei de quadra.

Os jogos contam com entrada franca e acontecem na arena montada na Praia de Atalaia, altura da Passarela do Caranguejo. As partidas a partir da fase de grupos terão transmissão ao vivo pelo site voleidepraiatv.cbv.com.br e Facebook da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). Duas semifinais, no sábado (07.03) e as disputas de ouro masculina e feminina, no domingo (08.03), contam com transmissão exclusiva pelos canais SporTV.

Mari e Paula Pequeno iniciaram o projeto em 2019, quando começaram os treinamentos nas areias. Enquanto Paula disputará a primeira competição oficial, Mari já viveu uma experiência anterior. Ela atuou durante a etapa de Ribeirão Preto (SP) do Circuito Brasileiro ao lado de Duda (SE), em parceria pontual enquanto Ágatha (PR) era poupada por questões físicas. Juntas, porém, terão a primeira experiência, aguardada pelos fãs.

Paula Pequeno comentou a expectativa pela estreia, comparando a sensação sentida ao início de carreira no vôlei de quadra. Ela também comentou a diferença entre modalidades, consciente das dificuldades que terão que superar.

“Sinto-me realmente começando, como uma menina. Estou cada vez mais ansiosa e apreensiva, naturalmente. O vôlei de praia é a versão mais difícil do voleibol, muito mais diferente do que as pessoas imaginam, e encarar uma missão como essa, e nessa altura do campeonato, não vai ser nada fácil”, disse Paula, que completou.

“Precisamos estar com os pés cravados no chão, conscientes de todas as dificuldades que virão. Acho importante a gente entrar com a alma leve, se divertindo e aprendendo cada dia mais. Vamos jogar contra grandes jogadoras da praia e nesses momentos quero sugar tudo o que eu puder para aprender esse jogo o mais rápido possível”.

Mari e Duda disputaram quatro partidas em Ribeirão Preto (SP). Venceram dois jogos, pelo qualificatório, e perderam dois jogos pela chave, na fase de grupos. Após a competição, Mari avaliou como positiva a experiência e lembrou que apenas as disputas em torneios oficiais vão trazer experiência e evolução na modalidade.

“Estamos aprendendo, são ajustes normais, o tempo em quadra vai trazendo a experiência, já que é outro esporte totalmente diferente. Saber o momento de ficar no bloqueio, o momento de sair para tentar recuar para a defesa, pegar uma largada. Só jogando vamos aprender, assimilar. A melhor maneira de evoluir é estar jogando contra as melhores”, disse.

Com poucos pontos no ranking de entradas, Mari e Paula Pequeno receberam um wild card (convite) para a fase de grupos da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). Elas estão entre as 16 duplas já garantidas pela pontuação ou convite. A formação do grupo e definição das adversárias, porém, só acontece na quinta-feira, após disputa do torneio qualificatório.

Além delas, já estão classificadas Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), Ágatha/Duda (PR/SE), Fernanda Berti/Taiana (RJ/CE), Talita/Carol Solberg (AL/RJ), Tainá/Victoria (SE/MS), Bárbara Seixas/Carol Horta (RJ/CE), Ângela/Juliana Simões (DF/PR), Josi/Juliana (SC/CE), Andressa/Vitoria (PB/RJ), Val/Aline Lebioda (RJ/SC), Andrezza/Neide (AM/AL), Vivian/Jéssica (PA), Elize Maia/Thamela (ES), Érica Freitas/Thati (MG/PB) e Solange/Teresa (DF/CE).

Os 16 times já garantidos no naipe masculino pelo ranking de entradas são André/George (ES/PB), Ricardo/Vitor Felipe (BA/PB), Arthur Silva/Adrielson (MS/PR), Pedro Solberg/Guto (RJ), Thiago/Oscar (SC/RJ), Maia/Eduardo Davi (RJ/PR), Hevaldo/Vinícius (CE/ES), Fernandão/Harley (ES/DF), Jô/Bruno de Paula (PB/AM), Luciano/Léo Vieira (ES/DF), Lipe/Rafa (CE/PR), Ramon Gomes/Bernardo Lima (RJ/CE), Anderson Melo/Averaldo (RJ/TO), Marcus/Felipe Cavazin (RJ/PR), Allison Francioni/Fábio (SC/CE) e Adelmo/Moisés (BA).

A abertura da temporada 19/20 aconteceu em Vila Velha (ES), em setembro, com ouro para Ágatha/Duda (PR/SE) e André Stein/George (ES/PB). Em Cuiabá, no mês de outubro, os títulos ficaram com Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) e Alison/Álvaro Filho (ES/PB).

Ribeirão Preto (SP) sediou a etapa de novembro, com ouro para Talita/Taiana (AL/CE) e Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF). A parada de João Pessoa (PB), em janeiro, contou com títulos para Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) e André Stein/George (ES/PB). Em Maceió (AL), ouro para Ágatha/Duda (PR/SE) e Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF).

Além das duplas campeãs de cada etapa, também existem os campeões gerais da temporada, somando a pontuação obtida nos sete eventos. Cada etapa do Circuito Brasileiro distribui R$ 46 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são distribuídos mais de R$ 500 mil por etapa.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »