Search
Tuesday 11 May 2021
  • :
  • :

Circuito Mundial: Brasil avança com três duplas em Doha

Ágatha disputa bola na rede com italiana. (Foto: GettyImage/FIVB)

O Brasil segue com três duplas na disputa do Katara Beach Volleyball Cup, em Doha (QAT). No torneio quatro estrela do Circuito Mundial de vôlei de praia 2021, a quarta-feira (10.03) teve a disputa de jogos válidos pela fase de grupos, repescagem e oitavas de final nos dois gêneros. Ao final da rodada Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), Ágatha/Duda (PR/SE) e Evandro/Guto (RJ) garantiram um lugar nas quartas de final.

Após estrearem com revés na competição na terça-feira (09.03), Ágatha e Duda enfrentaram uma maratona de jogos no segundo dia do evento. Elas entraram em quadra logo cedo para a disputa da segunda rodada do grupo C, e venceram Menegatti/Orsi Toth, da Itália, por 2 sets a 0 (21/19 e 21/16). O desafio seguinte, pela repescagem, foi mais apertado. A vitória sobre Keizer/Meppelink (HOL) veio no tiebreak (33/35, 21/17 e 21/19). No terceiro compromisso, desta vez pelas oitavas, elas passaram por Huberli/Betschart, da Suíça, por 2 sets a 0 (21/19 e 21/18). Com a a classificação para a próxima fase garantida, Ágatha analisou a jornada da dupla no torneio até agora.

“Conseguimos sair desta adversidade, que foi a primeira derrota logo na estreia. Pela posição do nosso time, e o tempo que estamos juntas, a derrota ontem foi muito amarga. Buscamos entender os erros e conversamos para voltarmos hoje com uma outra postura. Fomos melhorando com o passar dos jogos. A partida contra as holandesas foi muito dura, eletrizante, mas conseguimos ter a cabeça fria para vencer. No terceiro jogo a dificuldade foi o cansaço, mas a gente já estava acostumada a esse desafio em razão do Circuito Brasileiro, que nos prepara bem. Agora vamos descansar e já pensar no que vem pela frente amanhã”, contou Ágatha, que ao lado de Duda é uma das duplas brasileiras classificadas para a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

A outra dupla olímpica do Brasil, Ana Patrícia e Rebecca (MG/CE), entrou em quadra duas vezes na rodada. Pela repescagem elas levaram a melhor sobre as suíças Bobner e Zoe Vergé-Dépré por 2 sets a 0 (21/8 e 21/11). Nas oitavas de final o embate foi contra a campeã olímpica Laura Ludwig, da Alemanha, e a atual parceira Meg Kozuch. Ana Patrícia e Rebecca venceram o duelo em dois sets diretos (21/18 e 21/14). A bloqueadora mineira destacou a importância de participar da etapa do Circuito Mundial, e poder encarar grandes equipes estrangeiras.

“O campeonato está sendo muito bacana. É importante para o nosso time estar de volta ao cenário mundial pela preparação como um todo. Estávamos sem parâmetro de como as demais duplas do mundo estavam, e aqui podemos colocar em prática tudo o que vínhamos treinando. O dia hoje foi muito bom. Ontem encerramos com uma vitória e uma derrota, e acabamos precisando fazer um jogo a mais. O que foi bom para nos preparar para a partida que tivemos contra o forte time da Alemanha. Conseguimos fazer o nosso sistema de jogo funcionar bem e conquistamos essa importante vitória”, disse Ana Patrícia.

No torneio masculino Evandro e Guto (RJ) foram os primeiros do grupo A, e só precisaram jogar uma vez nesta quarta-feira. Pelas oitavas de final eles venceram os suecos Ahman e Helvigg por 2 sets a 1 (18/21, 21/13 e 16/14).  Evandro disputa a etapa ao lado de Guto enquanto o parceiro Bruno Schmidt se recupera após contrair COVID-19. Nas quartas de final, Evandro e Guto enfrentarão os letões Saimolovs e Smedins nesta quinta-feira (11.03), às 6h. Na mesma fase, Ágatha e Duda encaram Claes/Sponcil (EUA), às 5h, enquanto Ana Patrícia e Rebecca jogam com Alix Klineman/April Ross (EUA), às 4h. Todos os horários dos jogos são de Brasília. Caso avancem, as duplas brasileiras jogam as semifinais ainda nesta quinta-feira.

Outras três duplas do país se despedem da competição

O Brasil começou o dia com seis duplas na disputa, mas três se despediram do torneio. Tainá e Victória (SE/MS) sofreram o revés na segunda rodada do grupo B para Behrens/Ittlinger (ALE) por 2 sets a 1 (13/21, 21/16 e 15/9) logo no início do dia. Carol Solberg e Bárbara Seixas (RJ), que estavam classificadas de forma direta para as oitavas, entraram em quadra contra Claes/Sponcil (EUA), e não conseguiram avançar na competição. O time representante dos Estados Unidos venceu por 2 sets a 1 (21/17, 15/21 e 15/12). No torneio masculino Alison/Álvaro Filho (ES/PB) fizeram um jogo de três sets, mas foram superados por Losiak e Kantor, da Polônia (21/16, 17/21 e 5/15), em partida da repescagem.

A etapa no Qatar dará um total de 150 mil dólares em premiação (aproximadamente 854 mil reais). As duplas campeãs recebem 800 pontos no ranking mundial.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x