Search
Tuesday 31 March 2020
  • :
  • :

Clarisse comenta a experiência como líbero e não poupa elogios à Camila Brait

Crédito: João Neto/Fotojump

Crédito: João Neto/Fotojump

 

Com 29 anos, a ponteira Clarisse vivenciou uma situação diferente em sua carreira nos dois últimos jogos do Vôlei Nestlé. Na véspera do confronto diante do São Cristóvão Saúde/São Caetano, Camila Brait machucou a mão esquerda durante um dos treinos e Clarisse foi a escolhida pelo técnico Luizomar para atuar como defensora. Ela entrou e, além de não comprometer, participou de forma positiva na vitória por 3 sets a 1. A atleta cearense voltou a exercer a função na última sexta-feira, quando o time de Osasco derrotou o Concilig/Vôlei Bauru, fora de casa, por 3 a 2.

 

Clarisse avalia como positiva suas atuações e agradece Luizomar pela confiança depositada. “É uma responsabilidade enorme substituir a Brait. Ela é a melhor líbero do Brasil e me senti honrada pela confiança que o Luizomar depositou em mim. Tentei desempenhar da melhor forma possível e coloquei o máximo de energia. As meninas me apoiaram também. Acredito que toda equipe se ajudou e o saldo foi positivo pelas duas importantes vitórias que conquistamos”, afirma a ponteira.

 

A jogadora passou por treinos específico e sentiu na pele as dificuldades dos trabalhos voltados para a posição. “Passei uma semana treinando como líbero e não é fácil. Antes eu achava que era mais tranquilo porque não precisava saltar, mas é ao contrário. No dia seguinte ao primeiro treino senti muitas dores. Até brinquei com a Brait de que estava toda dolorida. Por outro lado, foi bem divertido e abre uma nova porta para mim. Quem sabe em um futuro próximo não venha a jogar nesta função de forma efetiva. Essa posição requer muita responsabilidade”, ressalta Clarisse.

 

Luizomar destaca as virtudes e a dedicação da ponteira. “A Clarisse é uma jogadora versátil e que nos ajudou bastante nos dois jogos que não pudemos contar com a Camila Brait. Ela trabalha bastante, se adaptou bem à função, teve boas atuações diante de adversários difíceis e contribuiu para que mantivéssemos a liderança do Paulista”, destaca o treinador. Com 14 pontos, o Vôlei Nestlé é o primeiro colocado e único invicto da competição. Na próxima rodada, o time de Osasco enfrenta o Sesi-SP, na sexta-feira (23), às 19h30, no ginásio José Liberatti.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »