Search
Thursday 29 October 2020
  • :
  • :

Com ginásio lotado, Dentil/Praia Clube bate o Sesi e se torna semifinalista

Crédito: Wander Roberto/Inovafoto/CBV

Crédito: Wander Roberto/Inovafoto/CBV

 

A Superliga feminina desta temporada nem terminou e já se tornou um para o Dentil/Praia Clube. A vitória sobre o Sesi, nesta sexta-feira, no jogo 3 da série, levou o time de Uberlândia pela primeira vez às semifinais da competição, depois de seis eliminações seguidas na fase de quartas de final.

 

Na próxima fase, o Praia decide com o Camponesa/Minas quem representará o estado numa final de Superliga feminina, quebrando a sequência de 11 finais seguidas entre cariocas e paulistas – o último time mineiro na final feminina foi o Minas, vice-campeão na temporada 2003/2004. O Sesi, por seu turno, sai do campeonato deixando a sensação de que, pelo voleibol que jogou na temporada e pela campanha de 15 derrotas em 25 partidas, não merecia sorte melhor do que a que teve de fato.

 

Numa partida para 2,2 mil torcedores no ginásio, o Praia Clube venceu o Sesi por 3 sets a 0, com parciais de 25-22, 25-21, 25-17. A ponteira norte-americana Alix Klineman ganhou o VivaVôlei e foi, também, a maior pontuadora do jogo, com 22 acertos, seguida da oposta cubana Daymi Ramirez, com 18 pontos. As duas estrangeiras do Praia tiveram atuação destacada no ataque: no fundamento, Klineman marcou 19 pontos e Ramirez, 14 – ambas com aproveitamento superior a 40%.

 

No Sesi, a ponteira Ellen marcou 15 pontos, Bia 12 e Fabiana 11. Jaqueline, em jornada apagada, atacou 25 bolas e só fez um ponto.

 

Em cada um dos três sets, o Sesi chegou a ter a liderança no placar, mas sucumbiu, ora pela ineficiência do contra-ataque, ora pelo saque que logo cedo desistiu de pressionar a linha de passe adversária. O Praia, por sua vez, além do ataque quase imparável das estrangeiras, teve boas passagens de Walewska e, principalmente, de Michelle no saque.

 

A primeira partida entre Dentil/Praia Clube e Camponesa/Minas será na segunda-feira.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
4 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
^_^

O SESI não só pecou na escolha duvidosa de levantadoras e na oposta, como também esqueceu de contratar reservas.

Existe uma diferença natural entre as titulares e o banco, mas a diferença do SESI é absurda, aquele banco não iria resolver nada. Jogam Dayse pra saída e ficam só com uma ponteira reserva e JUVENIL que veio da base e nunca vi entrar em uma partida da Superliga. SESI conseguiu dar trabalho até demais, mesmo com Jaqueline jogando pelo adversário nessa última partida.

Vicente Maia

Alix Klineman 3 x 0 SESI O jogo começou com uma improvável vantagem do SESI, foi para primeira parada com 8 x 4 no placar e parecia que iria fazer um jogo bem equilibrado, mas pouco a pouco o Praia foi tomando a supremacia da partida e dominando o jogo em todos os fundamentos. As pingadas do SESI não caiam, os erros se multiplicavam, os contra-ataques eram perdidos, o bloqueio parava o ataque do SESI, a exceção da Ellen que mais uma vez consegui se sobressair. Jaqueline jogou uma partida medíocre, afundou o time do SESI e sua má fase… Ler mais »

anônimo

Ainda bem que Fernanda Garay e Natália estão voando. Enquanto a Garay constantamente se destaca na pontuação no campeonato russo e na liga dos campeões e a Natália brilha na Superliga, Jaqueline vive uma fase muito ruim. De onde já se viu uma ponteira bicampeã olimpica que segundo dados divulgados tem o salário mais alto do clube, recebendo cerca de 800.000,00 reias pela temporada marca apenas 1 ponto em 25 bolas? Aproveitamento de 4%. A Alix jogou de mais. Foi definidora e carregou o time hoje como vem fazendo durante toda a Superliga. A Ramirez me surpreendeu: quando a bola… Ler mais »

Glauciq

Jaqueline – Karenkhata……sinceramente não honrou o investimento que foi feito.

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x