Search
Friday 4 December 2020
  • :
  • :

Com revanche ou não, Molico Osasco vence Sesi e segue sem perder na Superliga

Foto: João Neto/FotoJump/Divulgação

Não valia o título Sul-Americano, mas para alguns, pode-se afirmar que o Molico Osasco conseguiu uma revanche diante do Sesi nesta segunda-feira (17/02) pela Superliga. Em noite de Sheilla, a equipe líder da Superliga conquistou a 21ª vitória consecutiva com parciais de 21-18, 22-24, 15-21 e 21-17.

Logo no primeiro ponto do jogo, Caterina Bosetti fez um ace. E o saque foi o ponto forte do início da partida. Com os dois times forçando, o passe passou a ser um problema para ambos os lados. Com três bloqueios, o Sesi segurou melhor a pressão e fez 7-5 na primeira parcial. No primeiro tempo técnico, Luizomar de Moura fez questão de cobrar o time pelo mal aproveitamento do contra-ataque.

O Sesi a cada ponto mostrava estar tão ou mais vibrante que o Molico Osasco. Até na sorte o Sesi levava vantagem. Um bloqueio de Adenízia caprichosamente bateu nas costas de Bia e voltou caindo de graça no lado do Osasco, que comemorando o ponto antes da hora, não conseguiu salvar a bola.

Jogando certinho, o Sesi abriu mais vantagem e foi para o segundo tempo técnico com 14-8. Após nova chamada de atenção de Luizomar, o Osasco se concentrou melhor e começou a jogar melhor. Com menos erros e induzindo o adversário ao erro, a diferença no placar caiu para dois pontos (16-14) e poderia ter diminuído mais se após um rally a arbitragem confirmasse um desvio no bloqueio reclamado por Sheilla.

Porém, poucos pontos depois veio o empate em 18 a 18, obrigando Talmo de Oliveira a pedir tempo. Com Thaísa se destacando no bloqueio, com cinco pontos no fundamento, o Molico Osasco virou e coube a Sheilla fazer os dois pontos finais, finalizando a grande virada no set em 21-18.

O segundo set começou com equilíbrio, porém, diferente do primeiro set, os saques não estavam fazendo tanto estrago no passe. Ainda assim, o Sesi foi para o tempo em vantagem de 7-5 por conta de erros do Osasco.

Quem também começou a mostrar sua cara na partida foi Fabiana. A central do Sesi começou a ser uma pedra no caminho do ataque osasquense com seus bloqueios. No Molico, Fabíola tinha dificuldades para encontrar a melhor bola para as atacantes.

A dificuldade de Fabíola ficou escancarada quando Luizomar a trocou por Ana Maria na metade do terceiro set, quando o placar era de 12-8 para o Sesi.

Assim como no set anterior, após o segundo tempo técnico, começou a reação do Molico. De quatro caiu para dois pontos e novamente com Sheilla chamando a responsabilidade, a diferença ficou em apenas um ponto (15-14). Nem mesmo um tempo pedido pelo Talmo esfriou a reação e o empate chegou no 15º ponto.

Na reta final, o Sesi conseguiu novamente abrir dois pontos (18-16), mas sofreu o empate (19-19). O primeiro set point foi para o Sesi e Ivna atacou para fora na tentativa de explorar o bloqueio. Em seguida, Gabi entrou no Molico para fazer o saque mas não conseguiu reverter a vantagem. O Sesi foi para o segundo set point com o saque de Carol Albuquerque mas Thaísa contou com um toque na defesa para rodar a bola que pegou mal.

No terceiro set point, Neneca entrou para fazer o saque, mas Sanja rodou. Em seguida, Fabiana teve o ataque amortecido e Sheilla rodou para dar o primeiro set point para Osasco. Em sua primeira chance, Sheilla não desperdiçou o contra-ataque após bloqueio sobre Suelle: 24-22 e Molico 2 a 0.

Precisando vencer todos os sets a partir de então, o Sesi começou a terceira parcial fazendo 4 a 0 e de novo um tempo técnico aconteceu com o time de Osasco atrás (7-4).

O resto da história, nem precisa contar. Como nos outros sets, o Molico Osasco tinha uma grande diferença para tirar (desta vez de cinco pontos com 17-12). Luizomar pediu tempo e deu uma bronca no time, pedindo para a equipe jogar sem erros. Só que desta vez a história ficou incompleta. Osasco seguiu errando e o Sesi levou o set por 21-15.

Osasco começou o quarto set levando um três a zero e Luizomar de novo teve que dar bronca., o que mexeu um pouco com os brios do time, que fez cinco pontos seguidos e virou o placar. Pela primeira vez no jogo, o Molico chegou em vantagem no tempo técnico (7-6).

O time então manteve a vantagem e chegou na reta final em situação oposta ao dos anteriores: desta vez tinha três pontos a frente do Sesi (16-13).

Com a vantagem, o time de Osasco manteve a calma e não deu chances de reação ao Sesi. Com o saque de Neneca para fora, a fatura foi fechada com 21-17 e 3 a 1 na partida.

Sheilla recebeu o prêmio Viva Võlei após marcar 22 pontos na partida, sendo a maior anotadora. Ao final do jogo, Sheilla disse que Osasco se comportou como deveria e que estava orgulhosa do time.

O Invicto Molico Osasco agora encara outra parada dura. Sexta-feira (21/02), o time recebe o Vôlei Amil. Já o Sesi, que segue em quarto, vai ao Rio enfrentar a Unilever.

 

 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x