Search
Wednesday 30 September 2020
  • :
  • :

Com superação, Fofão se emociona com mais uma conquista e diz que quer jogar mais nove títulos pela Unilever

Foto: Alexandre Arruda/CBV

Um ícone do vôlei brasileiro e, especialmente, da posição, a levantadora Fofão foi um dos principais destaques da Unilever na campanha até a conquista do título da Superliga 13/14. Fofão liderou o grupo carioca durante parte da competição e se viu obrigada a ficar fora durante dois meses devido a uma lesão na panturrilha esquerda. Voltou no playoff e ajudou a levar a Unilever (RJ) pela nona vez ao degrau mais alto do pódio.

A levantadora sabe que sua força de vontade e o poder de superação foram essenciais nessa conquista. Mas também tem outros fatores que ela considera importantes nessa caminhada, em especial na partida deste domingo.

“Essa semana foi tensa porque não consegui me recuperar a tempo para a final, o que me deixou mais nervosa que o normal. O Bernardinho chegou a pensar em não começar jogando comigo, mas aí ele me falou: ‘Fofão, vai até onde conseguir porque você já fez muito pelo nosso esporte’. Isso me deu mais força ainda para jogar, mesmo com dor. O medo de ficar fora foi muito grande, mas no final deu tudo certo. E joguei assim por esse grupo de jogadoras e pela comissão técnica porque eles merecem. Eu sou muito amada e respeitada por esse time, por isso só posso me doar ao máximo para eles”, disse Fofão.

As dores na panturrilha, então, não impediram que Fofão comandasse seu time na conquista to título. “Teve aquela ansiedade no terceiro set e não conseguimos fechar a partida por 3 sets a 0. No quarto set, conseguimos focar novamente e saímos daqui com o título. Procuro aproveitar muito momentos como o de hoje porque sei que a minha carreira está perto do fim. Hoje, quero curtir muito e acredito que essa é uma das vitórias que mais vou ter lembranças boas na minha carreira. O que nós fizemos aqui vai ficar marcado para sempre. Ainda não sei o que vai acontecer daqui para frente”, afirmou Fofão.

Perguntada sobre o fato da final ter sido seu último jogo da carreira, Fofão foi sincera e disse que ainda vai pensar sobre o caso. “Depende de muitas situações. O Bernardo quer que eu fique, mas é a segunda vez que eu jogo com dores e isso pode pesar na decisão. Se depender da minha vontade, jogaria para dar mais nove títulos para a Unilever, pois nunca joguei em uma equipe tão coesa e preparada para jogar no seu limite.”




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x