Search
Tuesday 22 September 2020
  • :
  • :

Contrato para “promover” o vôlei é a nova página do Dossiê da ESPN

Foto: Divulgação

Nesta quarta-feira (26/03), o jornalista Lúcio de Castro, da ESPN Brasil, publicou mais uma reportagem sobre o “Dossiê Vôlei”, com denúncias de irregularidades na gestão de Ary Graça na CBV.

Na matéria que pode ser acessada aqui, o jornalista revela que além dos contratos do Banco do Brasil, os aliados do ex-presidente da CBV também recebiam extras para “promover” o vôlei.

A reportagem revela que a empresa S4G, de Fábio Azevedo, um dos Braços direitos de Ary, recebia também para fazer a “produção e planejamento de grandes eventos esportivos”. No contrato, que iria até 2017 e foi rescindido em 2013 por comum acordo, a empresa receberia 15 milhões de reais.

Na reportagem, a CBV explica que a contratação se deu pelo fato da entidade que comanda o vôlei brasileiro não possuir tais serviços como seus fins. Porém, no cadastro de CNPJ da entidade, contra como um dos serviços aptos a ser realizar “93.19-1-01- Produção e promoção de eventos esportivos”, o que não justificaria a necessidade de gastar com uma empresa que faz o mesmo serviço.

Já Ary Graça, nesta semana, se pronunciou pela primeira vez, ao jornal Lance, e dentre as respostas às acusações, destacou ser vitima de traição. “É a sensação mais desagradável do mundo saber que amigos seus estão lhe traindo. Pessoas que você ajudou a ganhar muito dinheiro, fama, agora estão se voltando contra você”, desabafou Ary Graça.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x