Search
Saturday 19 September 2020
  • :
  • :

De virada Brasil vence Sérvia!

09/11/11 – A seleção brasileira feminina de vôlei conseguiu uma grande virada sobre a Sérvia e conquistou a quarta vitória consecutiva na Copa do Mundo. Nesta quarta-feira (09.11), as brasileiras venceram as sérvias, atuais campeãs europeias, por 3 sets a 2, parciais de 21-25, 21-25, 25-18, 25-19 e 15-12, em 1h55 de partida, no Toyama City Gymnasium, em Toyama, no Japão.

"); // -->

 

Nesta quinta-feira (10.11), o Brasil embarcará para a cidade de Sapporo, sede da terceira fase do torneio. As brasileiras enfrentarão, em sequência, China, Itália e Japão. O jogo contra as chinesas será disputado, às 4h (horário de Brasília), desta sexta-feira (11.11), no Hokkaido Prefectural Sports Center. A TV Globo e os canais Sportv e Esporte Interativo transmitirão ao vivo.

A oposto Sheilla foi a maior pontuadora do confronto, com 24 acertos. A central Thaisa também teve uma atuação destacada, com 20 pontos (13 de ataque, seis de bloqueio e um de saque) e foi eleita a melhor jogadora da partida. Pelo lado da Sérvia, a atacante Bjelica teve 19 acertos.

A força do banco

No time brasileiro uma mudança em relação as partidas anteriores. Fabiola iniciou o jogo como titular no lugar de Dani Lins. Quando as brasileiras perdiam o confronto por 2 sets a 0, o treinador José Roberto Guimarães fez uma substituição que mudou a cara da partida. Entrou Sassá e saiu Mari. A experiente ponteira estabilizou o fundo de quadra verde e amarelo.

Para o treinador José Roberto Guimarães, o resultado do confronto mostrou a força do grupo brasileiro. “Estou orgulhoso do time. O banco foi determinante no resultado final. A Sassá e a Camila Brait entraram muito bem. Foi uma partida difícil. A Sérvia jogou fácil nos dois primeiros sets. Elas têm um time muito bom. Já temos que pensar na China e continuar nossa luta pela vaga olímpica”, disse o treinador.

Acostumada a jogar momentos decisivos com a camisa verde e amarela, Sassá estava feliz por, mais uma vez, ter ajudado o Brasil a sair de quadra com o resultado positivo. “O importante é ajudar a equipe. Tenho entrado mais para fazer o fundo de quadra, mas hoje pude atuar mais. A partida só é decidida no último ponto e hoje provamos isso. Estávamos precisando dessa energia”, afirmou a ponteira.

A central Thaisa, que terminou a partida com lágrima nos olhos, disse que o Brasil precisava de uma atuação como a de hoje. “Até o último ponto, não estava conseguindo soltar a minha emoção. Por isso me emocionei no final. Foi uma partida tensa e decidida nos detalhes. Com a energia dessa vitória vamos conseguir soltar mais o nosso jogo. Ganhar dessa forma é sempre positivo”, ressaltou a melhor jogadora do confronto.

Pelo lado da Sérvia, o treinador Zoran Terzic deixou uma mensagem para o técnico brasileiro durante a coletiva de imprensa. “Quero parabenizar o Brasil. Estou satisfeito, pois meu time lutou por cada bola. Espero que possamos nos encontrar nos Jogos Olímpicos de Londres e nessa ocasião vamos vencer”, garantiu o treinador sérvio, brincando com o técnico brasileiro que estava ao seu lado na coletiva.

O JOGO

A partida começou equilibrada. A Sérvia tinha a vantagem de um ponto na primeira parada técnica (8/7). As brasileiras cometeram seguidos erros e as sérvias abriram cinco (12/7). Com boas defesas e aproveitando os contra-ataques, as atuais campeãs européias seguraram a reação brasileira no final da parcial e fecharam o set por 25/21.

A segunda parcial foi disputada ponto a ponto. Em uma boa sequencia de saques da levantadora Fabíola, as atuais campeãs olímpicas assumiram a liderança no marcador (12/8). Com bons saques e se aproveitando dos erros de recepção do Brasil, a Sérvia passou a dominar o set (21/16). O Brasil esboçou uma reação, mas as atuais campeãs europeias venceram o set por 25/21.

O time verde e amarelo voltou para o terceiro set disposto a mudar a cara da partida. No primeiro tempo técnico a vantagem das brasileiras era de cinco (8/3). O saque sérvio voltou a incomodar o passe brasileiro e as sérvias encostaram (11/9). O técnico Zé Roberto tirou Mari e colocou Sassá. A substituição fez bem ao Brasil. Na segunda parada técnica, as atuais campeãs olímpicas venciam por três (16/13). Com uma grande atuação de Sassá, as brasileiras fecharam o set por 25 a 18.

A Sérvia retornou melhor para o quarto set. Em um ponto de bloqueio, as atuais campeãs européias abriram três (12/9). Neste momento, Sassá conseguiu uma boa sequência de saques e as brasileiras empataram (12/12). O set seguiu disputado, mas as brasileiras foram mais regulares no final e fecharam a parcial por 25/19.

O quinto set foi dominado pelas brasileiras que seguraram a reação das sérvias e fecharam a parcial por 15/12 e o jogo por 3 sets a 2.

Brasil: Fabíola, Sheilla, Paula Pequeno, Mari, Thaisa e Fabiana. Líbero – Fabi Técnico: José Roberto Guimarães. Entraram: Sassá, Dani Lins, Tandara e Camila Brait

 

Sérvia: Krsmanovic, Melesevic, Molnar, Antonijevic, Bjelica e Veljkovic. Líbero – Cebic. Entraram: Zivkovic, Vesovic e Rasic. Técnico: Zoran Terzic.

 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x