Search
Friday 25 September 2020
  • :
  • :

De virada e na raça,Brasil vence Polônia

 03/12/11 – Os dois primeiros sets indicavam uma vitória, até tranquila, da Polônia. Mas, a partir do terceiro, o Brasil mostrou grande poder de reação e, de forma convincente, virou o placar e venceu a partida por 3 sets a 2, parciais de 18-25, 21-15, 25-18, 25-19 e 15-12, em 1h49, neste sábado (03.12). O jogo, realizado no Yoyogi National Stadium, em Tóquio, foi válido pela quarta fase da Copa do Mundo.

O último compromisso do Brasil na competição será neste domingo (04.12), às 7h20 (horário de Brasília), contra o Japão. A seleção brasileira precisa de uma vitória para carimbar o passaporte para Londres.

O levantador Bruno, que entrou no terceiro set e marcou cinco pontos, sendo três de bloqueio em momentos importantes, foi eleito o melhor da partida. O jogador foi um dos principais responsáveis pela virada brasileira.

“Os poloneses jogaram muito bem nos dois primeiros sets e nós estávamos um pouco abatidos. Quando entrei, no terceiro, o Serginho olhou para mim e disse que era hora de agitar a partida e foi o que eu tentei fazer. Sabemos que não estamos fazendo uma Copa do Mundo como esperávamos, mas estamos na briga pela classificação e isso é o mais importante”, disse Bruno.

Leandro Vissotto foi o maior pontuador do Brasil, com 23 acertos. O oposto concorda com Bruno sobre a qualidade técnica apresentada pelo adversário nas duas primeiras parciais.

“Começamos mal e a Polônia jogou muito bem. Depois a realidade do jogo mudou. O Bruno trouxe uma energia muito grande e mostramos a força do grupo. Agora ainda temos o jogo contra o Japão e vamos seguir lutando até o final”, disse Vissotto.

Recuperado de lesão na região abdominal, sofrida ainda na primeira partida da competição, no dia 20 de novembro, o ponteiro Dante também saiu do banco para ajudar o Brasil a conseguir a vitória.

“Não podemos descartar a boa performance da Polônia nos dois primeiros sets. Eles sacaram muito bem, quebraram o nosso passe, mas nós soubemos mudar isso. Hoje foi um belo jogo e uma boa demonstração do grupo que temos na seleção brasileira”, afirmou Dante.

O técnico Bernardinho analisou a atuação das duas seleções no confronto deste sábado. “Foi uma batalha igual. Nós começamos tensos e errando e o bloqueio deles funcionou melhor do que o nosso, em função do nosso passe, que esteve abaixo do normal. A partir do terceiro set melhoramos a nossa performance e isso nos ajudou”, disse o treinador, que espera uma boa atuação da equipe brasileiro no jogo deste domingo.

“Agora temos que descansar, concentrar, estudar e pensar no Japão. O que todos nós esperamos é fazer uma grande partida amanhã e vamos trabalhar nesse sentido”, afirmou Bernardinho, logo depois da vitória sobre a Polônia.

O JOGO

O primeiro set começou equilibrado, com as equipes trocando pontos (4/4). Os poloneses conseguiram abrir dois de vantagem (8/6) no primeiro tempo técnico. A diferença aumentou para 12/8 e Bernardinho pediu tempo. A Polônia também esteve à frente na segunda parada técnica: 16/11. Quando estava em desvantagem em 18/12, o treinador brasileiro mexeu e Dante entrou no lugar de Murilo. Os adversários continuaram no comando do placar e venceram o set por 25/18.

A segunda parcial começou da mesma maneira. As equipes estiveram empatadas durante todo o início e até o décimo quarto ponto. A seleção brasileira parou nos 14 e os poloneses fizeram 16, abrindo, pela primeira vez no set, uma vantagem de dois pontos. Bernardinho parou o jogo e pediu tempo quando os adversários fizeram 18/15. A Polônia se manteve à frente e venceu por 25/21.

Comemorando a vaga olímpica, já que precisavam de dois sets para a classificação, os poloneses começaram melhor e abriram 3/1 no terceiro set. Na primeira parada técnica, os adversários também venciam o Brasil (8/5). De três, a vantagem polonesa aumentou para cinco pontos (13/8) e Bernardinho pediu tempo. Com Bruno em quadra e, em boa sequência de saque de Dante, o Brasil empatou em 13/13. Com Murilo, a equipe verde e amarela virou o placar. No segundo tempo técnico, a vantagem era brasileira: 16/14. O Brasil impôs superioridade e venceu o set por 25/18.

Na quarta parcial, mais uma vez o equilíbrio predominou no início, com o placar quase sempre empatado ou com a diferença de um ponto. O empate seguiu até 13/13 e uma bola de segunda de Bruno colocou o Brasil à frente. Vissotto atacou e os brasileiros abriram dois pontos. Os poloneses buscaram novamente o deixaram o placar igual em 15 pontos. Com um ataque do levantador Bruno, o Brasil fez 20/16. Com ponto de bloqueio, a equipe brasileira fechou o quarto set em 25/19 e levou a decisão do jogo para o tie-break.

Sidão abriu o último set com ponto de ataque. O jogo seguiu com o placar apertado e, na troca de lado, os brasileiros venciam por 8/6. A parcial empatou em 8/8. O Brasil abriu de novo em 11/9 e a Polônia buscou e empatou em 12/12, mostrando o bom nível técnico do confronto. Um ace de Lucão deu o ponto do jogo ao Brasil: 14/12. E Murilo, de bloqueio, fechou a partida em 15/12.

Brasil – Marlon, Vissotto, Lucas, Sidão,Giba e Murilo. Líbero: Serginho. Entraram: Dante, Bruno e Theo. Técnico – Bernardinho

Polônia – Nowakowski, Winiarski, Kurek, Bartman, Zygadlo e Mozdzonek. Líbero: Ignaczak. Entraram: Zagumny, Ruciak e Jarosz. Técnico – Andrea Anastasi




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x