Search
Friday 18 September 2020
  • :
  • :

Dirigentes destacam a importância da volta do Mineirinho ao cenário do vôlei

Foto: Renato Araújo / Sada Cruzeiro

Pelo segundo ano consecutivo, o Sada Cruzeiro será o anfitrião do Campeonato Mundial de Clubes. Em outubro do ano passado, o time celeste conquistou o título inédito na edição realizada em Betim. E para 2014, o torneio vai ter casa nova e será disputado ainda no primeiro semestre, entre os dias 5 e 10 de maio, na grande arena do vôlei no estado, o Ginásio do Mineirinho.

A grande novidade foi anunciada pelo presidente do Sada Cruzeiro, Vittorio Medioli, em uma coletiva de imprensa realizada na tarde desta segunda-feira, 24/03, no Salão Nobre do Parque Esportivo do Barro Preto.

“É com muita satisfação que sediaremos novamente o Mundial de Clubes. E pela primeira vez o torneio será realizado em Belo Horizonte, no local considerado o templo do vôlei, a maior estrutura que temos no estado, atendendo a uma reivindicação dos nossos torcedores e também de patrocinadores. Tentaremos repetir o formato de sucesso que tivemos em 2013, com ações paralelas ao esporte, com turismo, lazer, arte e cultura. E gostaria de agradecer muito ao governador Anastasia e ao prefeito Márcio Lacerda pela parceria na organização deste grande evento”, destacou Vittorio Medioli.

A Federação Internacional de Voleibol, FIVB, acredita que a nova sede vai abrilhantar ainda mais o evento. “O novo local para o Campeonato Mundial de Clubes, em Belo Horizonte, representa uma fase excepcional da competição, na qual os clubes masculinos vão competir e dar o seu máximo em busca do título. O ginásio do Mineirinho é um local extraordinário, histórico para o voleibol, com uma atmosfera brilhante e que já abrigou várias competições da FIVB, como a Liga Mundial. A competição organizada pelo Sada Cruzeiro em 2013 implantou um novo padrão, por isso a nossa expectativa é de um excepcional torneio agora em 2014”, disse Aleksandar Boricic, presidente do Conselho de Eventos Esportivos da FIVB.

Em parceria com o Governo de Minas e a Prefeitura de Belo Horizonte, a iniciativa de trazer a competição faz parte dos grandes eventos do calendário esportivo da cidade, como os jogos da Copa do Mundo.

“É uma grande honra poder receber esse evento pela segunda vez em Minas Gerais. E acho que ele é coroado com a locação no Mineirinho, pois é um ginásio que tem uma história muito forte com o voleibol mundial. E inserido nesse complexo da Pampulha, com o Mundial acontecendo a um mês da Copa do Mundo, creio que será benéfico para todos, organização, equipes, atletas, com uma logística mais fácil. É um período muito bom porque já estaremos respirando Copa, num momento de internacionalização de Minas Gerais e de Belo Horizonte, quando temos uma expectativa de receber 130 mil turistas estrangeiros em 50 dias, inclusive jornalistas. Acho que pode até haver uma cobertura maior em nível internacional por conta da presença de alguns jornalistas estrangeiros na capital”, Tiago Lacerda, Secretário de Estado de Esportes e Turismo.

Para o presidente da Federação Mineira de Vôlei – FMV, Carlos Antônio Rios, o Carlão, o Mundial de Clubes no Mineirinho resgata um pouco da história e da paixão do público mineiro com o voleibol. “Minas Gerais tem uma tradição muito forte no voleibol e há três anos o nosso Mineirinho não recebe um evento de vôlei em nível internacional. Essa volta ao Mineirinho é de extrema importância para a história do estado. O ginásio é detentor de todos os recordes de público, em competições nacionais e internacionais, e são recordes imbatíveis. Se existe o templo do voleibol, esse templo é o Mineirinho. Ao invés de receber 6.500 pessoas por jogo em Betim, como foi no ano passado, poderemos receber, no mínimo, 18 mil pessoas no Mineirinho. E esse Mundial vem ratificar, mais uma vez, o amor que o mineiro tem pelo voleibol”, disse Carlão.

O Ginásio Jornalista Felippe Hanriot Drummond, mais conhecido como Mineirinho, tem capacidade para 25 mil pessoas e já recebeu várias partidas das seleções brasileiras de vôlei. Por duas vezes a arena já registrou recordes de público no voleibol. Foram 26 mil torcedores com a Seleção Brasileira Feminina contra a China, no Mundial de 1994, e com a masculina, na Liga Mundial de 1995, em um duelo contra a Itália. O próprio Sada Cruzeiro já disputou uma final de Superliga no Mineirinho, na edição 2010/11, com um público de quase 20 mil pessoas.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x