Search
Thursday 29 October 2020
  • :
  • :

Duda e Elize Maia passam pelo quali do Open de Praga

Serão quatro as duplas brasileiras na competição (Foto: Divulgação/FIVB)

Serão quatro as duplas brasileiras na competição (Foto: Divulgação/FIVB)

O Brasil terá força máxima no torneio feminino do Open de Praga, na República Tcheca. Duda e Elize Maia venceram seus jogos pelo torneio pré-classificatório (qualifying) nesta quarta-feira (20) e garantiram presença na fase de grupos da competição. Elas se juntam a Ágatha/Bárbara Seixas, Lili/Carol Horta e Maria Clara/Carol, que já estavam garantidas pela pontuação no ranking de entradas.

Duda e Elize Maia começaram o dia vencendo as tchecas Galova e Nakladalova por 2 sets a 0 (21-17, 21-10), em 32 minutos. Na segunda rodada, valendo a classificação, triunfo sobre as francesas Adelin e Lusson por novo 2 sets a 0 (21-16, 21-15), em 34 minutos de partida.

A dupla ficou no grupo H e enfrentará, a partir desta quinta-feira (21), as canadenses Kristina Valjas e Jamie Broder, as polonesas Kinga Kolosinska e Monika Brzostek, e as lituanas Monika Povilaityte e Ieva Dumbauskaite. Após a vaga, Elize Maia analisou o primeiro dia no torneio e a evolução da dupla com Duda.

“Estou muito feliz de passar de mais esse qualifying com a Duda. Embora seja difícil jogar com essas temperaturas bastante baixas, estamos um pouco mais acostumadas, já que na Suíça também pegamos um tempo bem frio, mais até do que aqui. Jogamos contra times que não conhecíamos e foi importante fazer nossa parte bem, nossa virada de bola. Estamos melhorando a cada dia e sinto que essa experiência de jogar o Circuito Mundial está acelerando nosso crescimento como time”, destacou a capixaba.

Cabeça de chave número dois do torneio, as campeãs do SuperPraia Ágatha e Bárbara Seixas estão no grupo B e enfrentam as tchecas Sona Novakova e Lenka Hajeckova, as alemãs Victoria Bieneck e Julia Großner, e as suecas Nina Grawender e Karin Lundqvist.

Já o grupo D terá dois times brasileiros se enfrentando. Além de Maria Clara e Carolina, cabeça de chave número quatro do torneio, Lili e Carolina Horta também estão na chave. Elas também terão como adversárias as tchecas Martina Bonnerová e Barbora Hermannová, além das holandesas Rimke Braakman e Jolien Sinnema.

Praga recebe uma etapa do Circuito Mundial pela sexta vez. De 2008 a 2012, a competição era exclusiva para o naipe masculino. Durante esse período, o Brasil ganhou cinco medalhas, sendo duas de ouro, duas de prata e uma de bronze, liderando como maior campeão. Já em 2014, o Open foi disputado apenas no naipe feminino, mas o Brasil não subiu ao pódio.

A corrida olímpica brasileira será definida da seguinte forma: uma dupla masculina e uma dupla feminina conquistarão a classificação pela pontuação obtida em nove eventos previamente definidos. Os times poderão descartar os dois piores resultados.

Em 2015, o calendário do Circuito Mundial prevê cinco Grand Slams, três Major Series, dez Opens, o Campeonato Mundial e o World Tour Finals, que reunirá apenas os oito melhores times da temporada de cada gênero. Cada torneio possui pontuação e premiação distintas, mas serão distribuídos ao todo mais de 9,6 milhões de dólares.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x