Search
Sunday 27 September 2020
  • :
  • :

Duplas brasileiras estreiam nesta quinta no Mundial Sub-21

 31/08/11 – Começa nesta quinta-feira (31.08), em Halifax, no Canadá, a luta do Brasil para voltar ao lugar mais alto do pódio no Campeonato Mundial Sub-21 de Vôlei de Praia. Rebecca/Carolina Horta e Vitor Felipe/Marcus representarão o país nas areias canadenses e têm como objetivo conquistar o ouro depois de quatro temporadas.

Foto da notíciaO Brasil é o principal vencedor do Campeonato Mundial, tendo conquistado nove medalhas de ouro (seis no feminino e três no masculino) em 10 edições. A última conquista veio em 2007, através de Lili e Bárbara Seixas, que venceram o torneio realizado em Modena, na Itália.

No feminino, as cearenses Rebecca e Carolina Horta, que serão comandadas pelo técnico Rodrigo Ribeiro, estão bastante animadas. Rebecca disputou o Campeonato Mundial Sub-19 no ano passado, ao lado de Juliana Simões, e ficou em quarto lugar. Agora, ao lado de sua parceira habitual, quer lutar pelo ouro.

“Estou com uma expectativa muito boa. Este ano estou jogando com a parceira com quem treino há um ano e meio e estou muito confiante. Começamos a treinar com a bola que será usada no Mundial já em Fortaleza, antes de nos apresentarmos à seleção, e estamos bem acostumadas. O período de preparação foi ótimo e crescemos muito sob o comando do Rodrigo”, comenta a cearense, que aponta Austrália e Estados Unidos como pontenciais candidatos ao título ao lado do Brasil.

“Os dois países que mostraram mais força no Mundial Sub-19 do ano passado foram Austrália e Estados Unidos. A atleta norte-americana que venceu tanto o Sub-19 quando o Sub-21 (Summer Ross) não disputará esse ano, mas o torneio será complicado da mesma forma”, acredita.

No masculino, a dupla brasileira conta com a experiência de Vitor Felipe, vice-campeão mundial Sub-21 nas duas últimas temporadas, e Marcus, que disputou o Mundial Sub-21 em 2009 e o Mundial Sub-19 na temporada passada. Treinados por Antônio Leão, o paraibano e o carioca são fortes candidatos ao título.

“Nosso objetivo é chegar à final e brigar pelo ouro. Disputamos a Universiade, que teve ótimo nível técnico, e fizemos um bom torneio, terminando em quinto lugar. Evoluímos bastante nesta competição. O fato de já termos disputado outras competições internacionais ajuda bastante. Já sabemos o que nos espera na competição e com isso nos sentimos mais seguros”, afirma Marcus.

Para o carioca, as parcerias européias serão as principais concorrentes nas areias de Halifax.

“A dupla da Polônia que foi campeã do Mundial Sub-19 do ano passado (Kantor/Losiak) é muito boa, assim com o time da Ucrânia (Samoday/Sergiy). Um dos canadenses que ganhou o Mundial Sub-21 ano passado (May) também jogará e desta vez estará em casa. Além deles, os países tradicionais sempre levam duplas fortes e também brigarão pelo título”, acrescenta.

O Campeonato Mundial Sub-21 será disputado por 24 duplas em cada naipe. As equipes formarão seis chaves, de onde avançarão as duas primeiras colocadas e os quatro melhores terceiros lugares, totalizando 16 times na rodada das oitavas-de-final. As finais serão no domingo.

No primeiro dia de competição, as duplas brasileiras disputarão as duas primeiras partidas da primeira fase. Seus adversários serão conhecidos após o congresso técnico que será realizado na noite desta quarta-feira.

 
 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x