Search
Sunday 27 September 2020
  • :
  • :

Duplas brasileiras querem ficar mais perto do título do Circuito Mundial em São Paulo

Foto: CBV

O Circuito Mundial chega ao Brasil com o Grand Slam de São Paulo. É a hora de a torcida brasileira ver de perto o que o vôlei de praia tem de melhor no cenário mundial. E, de terça (08/10) a domingo (13/08), duas duplas em especial viverão um momento único na temporada: no feminino, Talita e Taiana, líderes do ranking mundial; no masculino, Bruno Schmidt e Pedro Solberg, em segundo lugar , na caça aos letões. Os técnicos das seleções já traçaram suas estratégias.

Entre as mulheres, a liderança de Talita e Taiana não é à toa. Elas ganharam nada menos do que cinco de oito etapas Grand Slam, totalizando 6.090 pontos. Logo atrás, com 5.434, aparecem as alemãs Semmler e Holtwick. A fase das comandadas do técnico Marcos Miranda, o Marcão, é tão boa que quatro duplas estão entre as sete melhores do ranking: Maria Clara/Carol em terceiro (5.220), Lili/Bárbara Seixas em quinto (4.940) e Ágatha/Maria Elisa em sétimo (4.620).

Vale ressaltar que o título de uma etapa Grand Slam garante ao campeão 800 pontos. O segundo lugar soma 720, com o terceiro colocado ficando com 640, e assim sucessivamente. Portanto, a vantagem de Talita e Taiana é considerável, mas não chega a ser confortável. Depois de passar por São Paulo, ainda haverá outros quatro passos até o fim da temporada do Circuito Mundial: o Grand Slam de Xiamen (CHN) e três etapas Open seguidas, em Phuket (TAI), Vizag (IND) e Durban (AFS).

“Talita e Taiana vivem um grande momento, lideram o ranking e estão mais próximas do título. Mas também temos como grande objetivo subir com todas as duplas, colocando-as nas primeiras posições. O que seria maravilhoso num ano de mudanças, adaptações e ajustes. Mas, paralelamente a tudo isso, há a vida das atletas em seus centros, o Circuito Banco do Brasil já começou, e temos que analisar cada caso. Vamos fazendo contas etapa a etapa para saber o que será melhor para todos”, avaliou Marcão.

O treinador afirmou que o Grand Slam de São Paulo será o mais difícil e disputado da temporada. Isso porque, à exceção das chinesas Chen Xue e Zhang Xi, todas as principais duplas estarão na disputa no Parque Villa-Lobos. Além disso, segundo ele, as equipes chegarão no melhor momento físico e técnico possível, visto que a última etapa foi disputada há três semanas. E as primeiras brasileiras a entrar em quadra serão Elize Maia e Fernanda Berti, que, nesta terça, lutarão por uma vaga no torneio qualifying.

Entre os homens, como apenas duas duplas do Brasil continuam firmes e fortes na briga pelo título da edição 2013, a estratégia da técnica Letícia Pessoa é outra. No momento, Janis Smedins/Samoilovs (LET) lidera o ranking, com 5.950 pontos. Bruno Schmidt e Pedro Solberg têm 410 pontos a menos (5.540), na segunda posição. Em seguida, Ricardo e Álvaro Filho, com 5.010. É bom frisar que a diferença dos letões na liderança se dá pelo novo sistema de pontos implantado pela Federação Internacional de Voleibol este ano.

Tanto os letões quanto Bruno e Pedro jogaram uma etapa Open e oito etapas Grand Slam do Circuito Mundial, além do Campeonato Mundial. Até a temporada passada, apenas estas competições computavam pontos para o ranking. A partir de agora, os atletas também podem pontuar em alguns outros torneios. Foi o que aconteceu com a dupla da Letônia, que ficou em segundo lugar no Campeonato Europeu, realizado em Klagenfurt (AUT), somando mais 450 pontos.

Portanto, se fosse levado em consideração o sistema antigo da FIVB, o brasiliense Bruno e o carioca Pedro liderariam o ranking, com 40 pontos de vantagem sobre os seus rivais diretos pelo título da temporada. Mas não há o que lamentar, visto que todos já tinham tomado conhecimento das mudanças. O que passa a valer, e muito, portanto, é a estratégia de cada dupla para se tornar campeã ao final do ano.

“Bruno e Pedro jogarão até o fim, disputarão todas as etapas”, confirmou Letícia. “Quanto a Ricardo e Alvinho, é certo que jogarão até o Grand Slam de Xiamen. Depois, veremos como estará a pontuação para decidirmos o que fazer. Os mais novos, como Alison, Evandro e Vitor Felipe, continuarão na disputa, e talvez teste mais alguém. Agora, é pensar no Grand Slam de São Paulo, torneio mais importante do ano depois do Campeonato Mundial. Faremos de tudo para dar esse título ao público brasileiro.”




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x