Search
Tuesday 27 October 2020
  • :
  • :

Éder e Lucão, centrais decisivos na busca pelo título

Crédito: Divulgação/CBV

Crédito: Divulgação/CBV

 

Os dois já tiveram, juntos, momentos felizes pela seleção brasileira. E também na Superliga de Vôlei, quando defendiam o mesmo clube. Só que, no próximo dia 12, os gaúchos Éder e Lucão, que são amigos pessoais, estarão mais uma vez em lados opostos com o único objetivo de conquistar o título para o Sada Cruzeiro (MG) e Sesi-SP, respectivamente. Destaques entre os centrais da competição, os experientes jogadores preveem dificuldades para a final entre seus times.

 

Nascido em Farroupilha, Éder, da equipe cruzeirense, é um profundo conhecedor de finais de Superliga. Aos 31 anos, depois de disputar seis, e ter conquistado o título cinco vezes, o central não consegue eleger apenas um momento mais marcante em sua trajetória na competição.

 

“Tudo o que conseguimos na Cimed foi muito legal. Foram cinco finais em cinco anos e quatro títulos conquistados. Tivemos uma geração que cresceu junto nesse tempo, comigo, Bruninho, Lucão, Thiago Alves, Renato, Mario Júnior, entre outros. Tudo ali foi muito especial. E, no ano passado, já aqui no Sada Cruzeiro, fizemos um ano espetacular. Ganhamos tudo que disputamos e, claro, isso torna a temporada muito marcante. Deu tudo certo o ano inteiro”, lembrou Éder.

 

Experiente em finais, inclusive na decisão em jogo único, o central tem uma dica essencial para o dia da grande disputa. “Dos cinco títulos que tenho, quatro foram nesse sistema. Como temos uma única partida, é fato que todos os jogadores têm que jogar o seu máximo e estar prontos para enfrentar a dificuldade que acontecer durante o jogo. É chance única”, comentou Éder.

 

O central do Sada Cruzeiro sabe que terá um trabalho específico na decisão: marcar o ataque de Lucão. “O time deles cresceu muito nessa fase final da Superliga. Eles começaram de forma um pouco irregular, mas agora estão apresentando um vôlei redondo, como costumamos dizer. O Lucão sempre jogou muito bem e vive uma grande fase. É uma preocupação a mais para a nossa equipe e temos que imprimir uma marcação forte para tentar anular suas principais jogadas”, destacou o central do Sada Cruzeiro.

 

Estar em mais uma final é motivo de comemoração para qualquer jogador. O gaúcho Lucão, nascido na cidade de Colinas, chega aos 29 anos com uma experiência acumulada em Superliga e em campeonatos internacionais com a seleção brasileira. Entre todos os momentos especiais, um deles é lembrado com carinho pelo jogador.

 

“O primeiro título da Superliga, com a Cimed, na temporada 07/08, foi o mais marcante. Eu era muito jovem, fui contratado para ser o terceiro central, me torneio titular e acabei sendo um dos destaques do time. Depois disso, passei a receber um olhar maior no voleibol”, relembrou Lucão.

 

Para enfrentar Éder na grade decisão, o central vem se preparando bem. Afinal, ele conhece bem as qualidades do adversário com quem já jogou junto justamente na Cimed.

 

“Considero o Éder um dos centrais mais completos por ter um bom ataque, bom bloqueio e por ser um bom sacador. É muito difícil ter um fundamento que ele vá mal em algum jogo e isso o torna um jogador com um diferencial enorme”, destacou Lucão.

 

Mas, o central do Sesi-SP demonstra confiança para bater as qualidades de Éder e companhia. “O nosso time está extremamente confiante, principalmente depois desses dois jogos que fizemos na semifinal, contra o Taubaté/Funvic, quando conseguimos boas atuações”, afirmou Lucão.

 

FINAL

12.04 (DOMINGO) – Sada Cruzeiro (MG) x Sesi-SP
HORÁRIO/LOCAL: Mineirinho, em Belo Horizonte (MG), às 10h
TRANSMISSÃO: TV Globo e SporTV




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x