Search
Monday 30 November 2020
  • :
  • :

Em busca de reabilitação, Vôlei Amil encara São Bernardo no ABC

Foto: Felipe Christ/Vôlei Amil

O Vôlei Amil enfrenta o São Bernardo nesta sexta-feira (30/08), a partir das 20h30, no ginásio Poliesportivo da cidade do Grande ABC, em busca da reabilitação na Copa São Paulo. Após serem superadas na estreia da competição, semana passada, em casa, pelo São Cristóvão Saúde/São Caetano, as jogadores do time campineiro treinaram forte para corrigir erros e buscar mais entrosamento para conquistar a primeira vitória na temporada. Disposição e espírito de equipe não faltarão, garantem.

Mesmo com toda a dedicação, empenho e garra das atletas, o assistente técnico Claudio Pinheiro, o Claudinho, lembra que, nesse momento, o ‘nome do jogo para o Vôlei Amil é paciência’. No comando da equipe, enquanto o técnico Zé Roberto luta pelo título do Grand Prix com a Seleção Brasileira, no Japão, ele mantém a proposta de fazer da Copa São Paulo uma preparação para o Campeonato Paulista e a Superliga. “Acelerar o planejamento não vale a pena. Não adianta forçar as atletas e queimar etapas para ter um time a 100% agora e correr o risco de nos prejudicar com lesões no futuro. Conversei com o Zé Roberto por telefone nessa semana e manteremos o plano”, conta.

Mas que ninguém se engane. Apesar das dificuldades de um início de temporada sem jogadoras como Walewska, Natália, Angélica, Claudinha e Kristin (as duas últimas no Grand Prix), o Vôlei Amil vai jogar sem medo e para ganhar. “Ninguém aqui gosta de perder. Pelo contrário. Estamos habituados com a vitória. E apesar de ainda precisarmos adaptar a levantadora Rosane como oposta e usarmos uma jogadora muito jovem como a infanto Gabi pelo meio, espero um jogo melhor nesta sexta-feira, especialmente em termos de entrosamento e ritmo”, explica o treinador, que elogiou a atuação e o esforço de todas as atletas, especialmente Carol Gattaz, que volta às quadras após um ano de inatividade.

Vôlei Amil e São Bernardo ainda não venceram na Copa São Paulo. A diferença é que as campineiras farão apenas a sua segunda apresentação na temporada, enquanto as adversárias já disputaram três jogos pelo torneio. Apesar do retrospecto desfavorável do rival, Claudinho não espera vida fácil no ABC. “O time deles está com mais tempo de quadra que o nosso e engrossou algumas partidas com adversários difíceis, como Pinheiros e Sesi”, afirma o treinador, que completa. “Mas o fato é que não jogamos mal na estreia. Fizemos dois bons sets e dois sets péssimos. Não conseguimos fechar o primeiro, até por falta de ritmo. Nos momentos finais, faltou acertar o contra-ataque. Quando encaixamos no terceiro set, tudo foi bem. Mas é normal isso acontecer nesse momento.”




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x