Search
Sunday 25 October 2020
  • :
  • :

Em dia de confrontos brasileiros, Juliana/Maria Elisa segue no mundial, e Álvaro/Vítor Felipe e Evandro/Pedro Solberg se enfrentam pelas quartas

Crédito: Divulgação/FIVB

Crédito: Divulgação/FIVB

 

Seis duplas brasileiras seguem vivas no Mundial de Vôlei de Praia e voltarão à areia esta tarde, na Holanda. A baixa verde-amarela na chave feminina foi Larissa e Talita, num duelo entre compatriotas, e, no torneio masculino, de Ricardo e Emanuel. Os jogos da tarde começam às 14h, pelo horário de Brasília.

 

O confronto entre brasileiras nas oitavas de final, precipitado por uma derrota de Juliana/Maria Elisa na primeira fase, foi equilibrado, renhido, decidido no tie break por vantagem mínima. Larissa, parceira de Juliana nas Olimpíadas de Londres, e Talita, dupla de Maria Elisa também nas últimas olimpíadas, abriram 1 set a 0, mas tomaram a virada das ex-parceiras. Por 2 sets a 1, com parciais de 19-21, 21-18, 15-13, Juliana e Maria Elisa continuam no mundial e enfrentam, à tarde, pelas quartas, as canadenses Bansley/Sarah Pavan.

 

Taiana e Fernanda Berti seguem invictas e sem perder nenhum set. As vítimas da manhã de hoje foram as espanholas Liliana e Barquerizo. A rotina do 2 a 0 foi cumprida em parciais de 21-17, 21-19. Com essa derrota da dupla da Espanha, o único time europeu nas quartas de final do torneio feminino é Holtwick/Semmler, da Alemanha. Taiana/Fê Berti enfrenta agora Bawden/Clancy, da Austrália.

 

Contra as canadenses Humana-Paredes/Pischke, Ágatha e Bárbara Seixas não tiveram muito trabalho, venceram por 2 a 0 e estão entre as oito melhores duplas do mundial. À tarde, enfrentam as chinesas Wang e Yue, que surpreenderam as norte-americanas Ross e Walsh em 2 a 1 (21-19, 17-21, 15-13). Com essa derrota do time norte-americano, só o Brasil, com três parcerias nas quartas, ainda tem mais de uma dupla na chave feminina.

 

No torneio masculino, Alison e Bruno Shmidt não tiveram grande dificuldade para superar a dupla australiana Kapa/McHugh em 2 sets a 0 (21-15, 21-17) e terão pela frente os norte-americanos Gibb e Patterson.

 

Campeões mundiais em 2003 e olímpicos em 2004, Ricardo e Emanuel foram derrotados de virada pelos norte-americanos Lucena e Brunner, por 2 a 1 (18-21, 21-18, 15-11) e deram adeus à competição na primeira derrota que sofreram na Holanda.

 

Depois de um início titubeante no campeonato, com duas derrotas na primeira fase e classificação como dupla terceira colocada de chave, Álvaro/Vítor Felipe vem no embalo. Ontem, uma vitória em sets diretos sobre os campeões mundiais e donos da casa, Meeuwsen e Brouwser, hoje, uma batalha de 1h03 contra os mexicanos Virgen e Ontiveros e vitória por 2 a 1 (21-19, 19-21, 20-18). Assim, a dupla brasileira que vai ao Pan de Toronto terá um duelo caseiro nas oitavas.

 

Em situação parecida com a de Álvaro e Vítor Felipe, Evandro/Pedro Solberg também seguem em recuperação, depois de derrotas na fase de grupos. Hoje, precisaram de três sets para vencer os cubanos Gonzalez e Nivaldo (21-19, 19-21, 15-11). À tarde, os dois times brasileiros se enfrentam por uma vaga às semifinais.

 

Além das três duplas, há mais um brasileiro nas quartas de final. Jefferson Santos, que defende o Qatar, em parceria com Cherif Younousse, venceu os suíços Gabathuler e Gerson por 2 a 0 e encara agora os algozes de Emanuel e Ricardo, os norte-americanos Lucena e Brunner.

 

O Continente Americano tem seis duplas nas quartas de final, com três do Brasil e três dos EUA. Um time europeu e um asiático completam a lista.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x