Search
Wednesday 2 December 2020
  • :
  • :

Em Gstaad, Taiana e Talita são as únicas a se garantiram diretamente para as oitavas

Foto: FIVB

As atuais líderes do ranking mundial foram as únicas brasileiras que já se garantiram nas oitavas de final do Grand Slam de Gstaad (SUI) do Circuito Mundial 2013. Nesta quinta-feira (11/07), Taiana e Talita, ainda invictas, confirmaram o primeiro lugar de sua chave e avançaram. Lili/Bárbara Seixas, Maria Clara/Carol e Ágatha/Maria Elisa, todas com duas vitórias e uma derrota na fase de grupos, terão que encarar uma fase eliminatória para garantirem a classificação.

Campeãs em três de cinco etapas do Circuito Mundial até o momento, a cearense Taiana e a sul-matogrossense Talita chegaram à Suíça querendo apagar a precoce eliminação nas oitavas do Campeonato Mundial, na Polônia, onde eram apontadas como uma das grandes favoritas ao título. E mostraram que não passou mesmo de um acidente de percurso. Nesta quinta, venceram as alemãs Ludwig e Walkenhorst por 2 a 0, parciais de 21-12 e 21-14, e confirmaram a liderança do Grupo C e a vaga.

Já Lili e Bárbara Seixas, bronze no Mundial há cinco dias, vinham de duas vitórias pelo Grupo F em Gstaad e brigavam pelo primeiro lugar justamente contra as adversárias desta quinta, Holtwick/Semmler (ALE). Após vencerem o primeiro set por 21-17, acabaram derrotadas no segundo por 21-16. No tie break, melhor para as alemãs, que fizeram 15-12. No Circuito Mundial, o primeiro de cada grupo se classifica automaticamente para as oitavas, com os segundos e terceiros colocados passando por uma espécie de repescagem.

Um dos jogos mais esperados do dia era entre as brasileiras Maria Clara e Carol e as americanas April Ross e Kerri Walsh. A tricampeã olímpica Walsh voltou às areias na Suíça após dar à luz o seu terceiro filho. Ambas as duplas estavam invictas no Grupo G e brigavam pela liderança e a consequente vaga direta para as oitavas. As irmãs saíram na frente, vencendo o primeiro set por 21-19, mas acabaram perdendo os dois seguintes, por 21-12 e 15-10. Prestes a completar 35 anos, Walsh ainda mostra por que é uma das maiores jogadoras da história.

E, pelo Grupo H, Ágatha e Maria Elisa encerraram a participação na primeira fase com uma vitória sobre as donas da casa, as suíças Isabelle Forrer e Vergé-Dépré, por 2 a 0, parciais de 21-18 e 21-12. Terminaram com o mesmo número de pontos das americanas Ross e Day, mas ficaram em segundo pelos critérios de desempate.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x