Search
Wednesday 30 September 2020
  • :
  • :

Em jogo cheio de cartões vermelhos, Taubaté vence Sesi e é Campeão Paulista

Foto: Jonas Barbetta/ Tuddo Comunicação

Taubaté superou a perda de Rapha durante a partida e sagrou-se Campeão Paulista em cima do Sesi-SP.  Neste sábado (25/10), o time do interior recebeu o Sesi em jogo tenso do começo ao fim, Taubaté abriu 2 sets a 0, mas permitiu reação do Sesi que empatou em 2 a 2, levando a partida para o tie-break. No set desempate, um cartão vermelho para cada lado ao final da partida, selou a vitória do time de Dante, Rafa, Lipe e cia por 3 sets a 2, parciais de 25-16, 25-17, 24-26, 22-25 e 15-11.

O jogo

O Taubaté começou arrasador com um ace de Lipe e dois bloqueios seguidos sobre Théo e Lucão abrindo 3×0. O jovem ponteiro Douglas descontou, mas Dante pontuou em seguida e após tomar mais um ponto de bloqueio, Marcos Pacheco foi obrigado a parar o jogo. O SESI melhorou com um ataque de Théo e um erro de Lorena. Deivid, que substituiu o lesionado Sidão, pontuou e, em seguida, as equipes cometeram seguidos erros no saque que levaram a equipe da casa chegar ao primeiro tempo técnico na frente (8×5). Os visitantes melhoraram no ataque, mas continuaram errando no saque e sofrendo na recepção (10×6). Lipe comandou a ofensiva e seguiu forçando o saque, fazendo com que a equipe abrisse cinco pontos de vantagem (12×7). O SESI se aproveitou de dois erros seguidos do Taubaté e encostou no placar fazendo com que Cézar Douglas solicitasse um tempo (13×11). Inconstante na recepção, o SESI viu Dante e companhia abrirem vantagem e chegarem à frente da segunda parada técnica com um ace de Lorena (16×11). Na volta do tempo técnico o oposto da equipe do Vale do Paraíba seguiu mortal no saque, fazendo mais um ace. Pacheco promoveu a entrada de Mão, no lugar de Douglas, que entrou pontuando no ataque. Ainda assim, o SESI continuou abusando dos erros e viu Taubaté abrir nove de vantagem (21×12).  Ambas as equipes fizeram a inversão do 5×1 e seguiram trocando pontos. Mortal no saque, Lipe fez mais um ace e em um ataque de Maurício, a equipe do interior de São Paulo levou a primeira parcial por 25×16.

Marcos Pacheco apostou na juventude de Thiaguinho e na experiência de Riad para a segunda parcial que começou com um ataque potente de Lorena na paralela. Mão descontou com um ataque na diagonal que gerou polêmica e o jogo seguiu equilibrado com o SESI liderando pela primeira vez na partida após um belo bloqueio simples de Lucarelli sobre Lorena (3×2). Théo e Lucarelli pelo SESI e, Maurício e Lorena pelo Taubaté pontuaram pelas suas equipes mantendo o jogo parelho. Lipe seguiu brilhando e colocou a equipe do interior na frente após um ace sobre Lucarelli. Lucão descontou no mesmo fundamento e fez com que sua equipe chegasse pela primeira vez na frente em uma parada técnica (8×7). O SESI chegou a abrir dois de vantagem com Lucarelli, mas Dante no ataque e Lorena no saque empataram a partida novamente (9×9). A equipe da capital voltou a abusar dos erros e viu a equipe da casa crescer com a torcida e abrir 12×10, obrigando Marcos Pacheco a parar o jogo. A parada fez bem para a equipe que chegou a empatar a parcial com um ace de Théo, mas ainda sofrendo na recepção e na virada de bola, não conseguiram impedir o Lorena e companhia de chegar à segunda parada com 16×13. Marcelinho e Rafael entraram na inversão do 5×1, mas não conseguiram segurar a equipe da casa que abriu 20×15. Desfeita a inversão, as equipes trocaram pontos, mas o SESI seguiu errando e assistiu a Taubaté fechar a parcial em um belo contra ataque de Deivid (25×17).

A torcida, que estava dando um show a parte, já ensaiava o coro de “É Campeão!”, mas foi a equipe paulista que saiu na frente com um erro de Lipe, um ace de Riad, e um ataque de Rafael, que começou a parcial de titular junto com Marcelinho, obrigando Cezar Douglas a parar o jogo. A equipe mandante voltou mais concentrada e diminuiu a diferença para um ponto. O jogo seguiu equilibrado com alternância das equipes na frente do placar, mas em dois erros seguidos da equipe visitante, Pacheco se irritou e solicitou tempo (6×5). O SESI seguiu sofrendo para colocar as bolas no chão e viu o Taubaté chegar à frente do primeiro tempo técnico com 8×6. Riad apareceu bem pelo meio e em um ace de Mão, o SESI empatou a partida. A partida seguiu equilibrada com Riad sendo a principal referência de Marcelinho, e com apenas um ponto de diferença, a equipe da casa chegou a frente na segunda parada (16×15). Mão foi substituído por Douglas após um erro e, o jogo seguiu parelho com o a equipe mandante mantendo dois de vantagem (20×18). Maurício incendiou a torcida com um ace, mas com boa passagem de Rafael pelo saque e um bloqueio de Lucão sobre Deivid, o SESI empatou o set em 21×21. O jogo seguiu empatado com Lucarelli e companhia com apertada vantagem, e após perder o primeiro set point, o SESI fechou a parcial com um bloqueio simples de Rafael sobre Lipe.

O quarto set começou equilibrado com as equipes se alternando no placar. Com um ace de Lucão e Douglas correspondendo bem no ataque, a equipe da capital abriu três pontos de vantagem, obrigando o técnico de Taubaté a parar a partida (7×4). Na volta, Lorena descontou incendiando a torcida, mas o jovem oposto do SESI-SP colocou a sua equipe na frente da primeira parada técnica (8×5). Descontente com a equipe, Cezar Douglas promoveu a entrada da inversão do 5×1 e de Alberto no lugar de Deivid. Mas, o SESI arrumou sua recepção e começou a efetivar seus centrais, abrindo cinco de diferença (12×7). Thiago Sens fez sua primeira participação entrando no lugar de Lipe no fundo de quadra e a inversão foi desfeita. Dante no ataque e Mauricio no saque diminuíram a vantagem para três pontos (14×11), obrigando Pacheco a parar o jogo. Lucão até descontou pelo SESI, mas após erro de Lucarelli no saque, Lorena incendiou o ginásio ao marcar um ace e encostar no placar (15×14). Em um ataque de Douglas, o levantador Raphael torceu o pé e teve que ser retirado carregado da quadra. A equipe da capital seguiu abrindo vantagem fazendo 19×15. Thiago Sens e Alberto descontaram para a equipe do interior encostando no placar com 19×17. Com um ataque de Lucarelli e um bloqueio de Lucão, o SESI voltou a abrir quatro pontos de diferença. Thiago e Lorena novamente pontuaram e Pacheco por precaução parou o jogo. O SESI foi melhor nos momentos decisivos, e um saque na rede de Lorena, empatou a partida (25×22).

O tie break começou equilibrado com Lucarelli e Mauricio pontuando pelas suas equipes. O SESI errou na recepção e Dante bloqueou Rafael, abrindo 3×1. Lucão descontou no ataque e Rafael fez um belo ace na paralela. A equipe da casa pontuou no ataque e Lorena pontuou no saque (5×3). Marcelinho levou a melhor sobre Dante em uma dividida na rede e diminuiu a vantagem. Taubaté abriu dois de vantagem com Lorena no ataque, e com um bloqueio sobre Douglas fez 8×5. Pacheco tratou de parar o jogo, e na volta Douglas se redimiu pontuando no ataque. Lorena cresceu no ataque e puxou a torcida junto (10×6). Pacheco parou mais uma vez e colocou Mão no lugar de Rafael, a equipe chegou a esboçar uma reação após um erro de Lipe e dois ataques no chão de Lucarelli (11×09). Após reclamações das duas equipes, Marcelinho tomou um cartão amarelo e Cezar Douglas um vermelho, o que diminuiu para um a vantagem de Taubaté. Lipe virou sobre um triplo em seguida, e Rodrigo que entrou no lugar de Dante para bloquear fez o 13º ponto da equipe. Lucarelli atacou para fora e deu o match point para a equipe da casa. E foi sobre o coro de “É Campeão!” que Taubaté fechou a partida com um cartão vermelho para equipe do SESI-SP, e fez história conquistando o inédito titulo de Campeão Paulista.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x