Search
Monday 30 November 2020
  • :
  • :

Em jogo histórico, Pinheiros mostra garra, mas quem vai a final é o Molico Osasco

Foto: Luiz Pires/Foto Jump/ Divulgação

Histórico. É o mínimo que o jogo entre Pinheiros e Molico/Osasco, nesta quarta-feira (27/11) merece de adjetivo. Após iniciar o jogo perdendo por 2 a 0, o  time da casa virou e venceu o jogo por 3 a 2 forçando o golden set. No set desempate, melhor para o Molico Osasco, que chegou à final.

Precisando da vitória, o Pinheiros mais uma vez não pode contar com Lara e Léia, que não se recuperaram a tempo. A unica mudança foi a escalação de Macris no time titular em lugar de Ananda.

E o time da casa começou melhor. Além de um ace de Vivian para abrir a partida, o time estava afinado na rodada de bola, em especial com Ellen, o que fez aprimeira parcial do jogo ser e 7-5.

No 11-10 Osasco virou, após invasão dos três de Samara e fez 12-10, obrigando Wagão a pedir tempo. Foi instante em que o Molico cresceu no set. Os bons saques de Thaisa e Sheilla desestabilizaram a recepção do Pinheiros e a segunda parcial foi de 14-11 para Osasco.

Com a vantagem no marcador, o Molico Osasco não cometeu erros e fechou o primeiro set em 21-17, em 22 minutos. Ellen com 5 e Sheilla com 6 terminaram o set como maiores pontuadoras do jogo.

Assim como no primeiro set, o Pinheiros sofreu com um bom saque do Molico, desta vez das mãos de Sanja. Com isso, o placar no primeiro tempo do segundo set ficou 7-3 para as visitantes.

Depois de tirar a sérvia do saque, as coisas começaram a fluir para o Pinheiros. Uma reação obrigou Luizomar a para o jogo quando a diferença caiu para 8-6.

Porém, foi só chegar a vez de Sheilla sacar que a situação voltou a se complicar para o Pinheiros. Parcial do segundo tempo: 14-7 para o Molico Osasco. Daí em diante foi administrar a vantagem para fechar o set por 21-11 em 21 minutos e fazer 2 a 0. Terminaram o set como maiores pontuadoras da parcial Sheilla com 8 e Andreia com 4.

Partindo para o tudo ou nada, o Pinheiros foi na base da garra se mantendo ponto-a-ponto no placar do terceiro set. O Primeiro tempo técnico marcou 7-6 para o time da casa. Com pequenos erros em momentos chaves do adversário, o Molico/Osasco virou na segunda parcial para 14-12.

Após abrir 17-13, o Molico Osasco viu uma reação incrível do Pinheiros. Empurrado pela torcida, o time foi buscar o empate e virou para 18-17 em um erro da defesa de Osasco. Nem mesmo a inversão feita por Luizomar segurou o rival. Inflamado, o Pinheiros venceu por 21-19. Ellen com 7 e Sheilla com 6 foram as maiores pontuadoras do set.

No mesmo pique do terceiro set, o Pinheiros seguiu empurrado pela torcida no quarto. Em parcial equilibrada, o time da casa foi em vantagem para a primeira parcial: 7-6.

Marcando muito bem as jogadas do Molico Osasco, o Pinheiros novamente se colocou na partida e abriu 10-6. Luizomar promoveu a entrada de Lia e Ana Maria para modifica a situação e acabou não surtindo o efeito desejado. Gabi também entrou em lugar de Sanja mas o Pinheiros seguiu mantendo sua vantagem: 14-9.

E o que parecia impossível na  circunstância que o jogo se desenhava aconteceu: o Pinheiros buscou o empate no jogo e levou para o tie-break com um 21-16. Novamente a maior pontuadora do Pinheiros em um set foi Ellen, com 9 pontos.

De volta a igualdade para o início do quinto set, o que prevaleceu em quadra foi a vontade. E o Pinheiros começou mostrando ter mais ela no tie-break ao fazer 4-2 e obrigar Luizomar a parar o jogo. Na volta, o time até chegou a empatar, mas permitiu ao Pinheiros abrir de novo 7-4.

E como numa história de ficção, o Pinheiros finalizou o set em 15-8, vencendo o jogo por 3-2 e forçando o golden set.

Disputado pela primeira vez no feminino, o set que vai até 21 pontos, começou com o Molico/Osasco melhor, abrindo 3 a 0. Com 4 a 1, Wagão pediu tempo e na volta o time empatou, obrigando a pausa no jogo por parte de Luizomar. A primeira parcial fechou em 7-5 para Osasco.

Jogado em 21 pontos, o golden set pareceu um tie-break pela tensão, pela emoção do torcedor no ginásio e pela garra mostrada pelos dois times. Só que após o primeiro tempo técnico, o time de Osasco acertou algumas jogadas e abriu 10-6 e manteve-o no segundo tempo, fazendo 14-10.

E no final, para decepção do torcedor que tanto apoiou o time do Pinheiros, a vaga na final que seria história esbarrou em erros do próprio time no final do golden set. A diferença aumentou, Pinheiros chegou a reagir, mas no fim, o Molico Osasco garantiu a presença em sua décima quarta final de paulista fazendo 21-15.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x