Search
Wednesday 23 September 2020
  • :
  • :

Em jogo quente, Sesi tira a invencibilidade do Sada

Alexandre Arruda/CBV

Sesi fez um bom trabalho no bloqueio e no saque na noite deste sábado

Na partida que marcou a reedição da última final da Superliga masculina, melhor para o Sesi. Em um jogo emocionante, o time paulista acabou com a invencibilidade do Sada Cruzeiro ao bater os mineiros por 3 sets a 2 (25-22, 23-25, 22-25, 28-26 e 15-09), em 2h34 de jogo, na Vila Leopoldina, em São Paulo. A partida foi válida pela última rodada do primeiro turno da competição.

Apesar do primeiro resultado negativo em 11 jogos, o Sada permanece na liderança, com 30 pontos, um a mais que o Taubaté/Funvic. Em terceiro, aparece o Brasil Kirin, com 28. Já o Sesi, que teve um início de Superliga instável, é o quinto colocado com 20 pontos (sete resultados positivos e quatro negativos).

Titular na maior parte do tempo no lugar do selecionável Theo, o oposto Rafael, do Sesi, brilhou no duelo e ficou com o Troféu VivaVôlei após ser eleito o melhor do confronto. O atacante ainda foi o maior pontuador da partida, ao lado do ponteiro cubano do Sada Cruzeiro, Leal, com 19 acertos.

Leal, a propósito, protagonizou um momento raro, ao ser expulso do segundo set por reclamar efusivamente de uma marcação da arbitragem. Quando o duelo estava em 22 a 21 para o Sesi, o atacante se revoltou quando o juiz disse que uma cortada sua não tocou o bloqueio e chegou a dar alguns tapas na proteção da cadeira do primeiro árbitro.

À frente no placar e com os rivais sem seu principal jogador naquele momento, o Sesi tinha tudo para fechar a etapa, mais eis que o central Éder conseguiu uma fantástica sequência de saques e o Sada conseguiu o resultado positivo na parcial. Apesar disto, os donos da casa não se abalaram e ainda foram buscar a vitória.

Ao final do jogo, Rafael comentou a importância da vitória dos paulistas para a sequência da competição.

“Esse foi um jogo para lavar a alma. Estamos vindo de uma sequência não muito boa de jogos. Sabíamos que ia ser uma partida difícil e estávamos bem preparados. Treinamos forte a semana inteira e conseguimos a vitória diante da nossa torcida”, comentou o jogador.

O treinador Marcos Pacheco parabenizou o time pelo resultado e comentou o início da equipe paulista na Superliga.

“Infelizmente não estávamos fazendo uma temporada equilibrada. O time não tinha se ajustado e as peças não estavam encaixando. No entanto, nós sabíamos que era uma questão de tempo. Temos jogadores extremamente talentosos e uma comissão técnica que trabalha muito. Hoje, fizemos um jogo muito bom que precisávamos fazer para vermos que temos um time altamente competitivo”, afirmou Pacheco.

As duas equipes voltarão à quadra na próxima quarta-feira (17). O Sesi-SP duelará com o Montes Claros Vôlei (MG), às 21h30, na Vila Leopoldina, em São Paulo. Já o Sada Cruzeiro receberá o São José Vôlei, às 20h, no ginásio do Riacho, em Contagem.

Mais jogos

Em outras partidas do sábado (12), o Minas bateu o Voleisul/Paquetá Esportes por 3 a 2 (24-26, 17-25, 25-18, 25-15 e 15-13). Já o Ziober Maringá foi ao Vale do Paraíba e levou a melhor sobre o São José Vôlei por 3 sets a 1 (25-20, 23-25, 25-20 e 25-23).




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x