Search
Wednesday 28 October 2020
  • :
  • :

Em Lages, Helô brilha e Rio do Sul derrota Vôlei Nestlé para público de 4 mil pessoas

Crédito: Divulgação/Rio do Sul

Crédito: Divulgação/Rio do Sul

 

O público catarinense lotou o ginásio Jones Minosso e fez uma grande festa na noite desta terça-feira (12/01) com a vitória, de virada, do Rio do Sul/Equibrasil sobre o Vôlei Nestlé. Em uma batalha de 2h45min e cinco sets, as parciais foram: 14/25, 25/14, 21/25, 25/19 e 16/14. A oposto Helô foi a maior pontuadora com 23 acertos e ganhou o VivaVôlei como a melhor em quadra. A central Fran também se destacou, com 18 pontos. Do lado do Vôlei Nestlé, a belga Lise Van Hecke fez 17, seguida por Thaisa com 16.

 

A ponteira Suelle torceu o tornozelo no primeiro set e só voltou ao jogo em poucos momentos para sacar. Com isso, Ivna teve que ser deslocada para a ponta e Lise Van Hecke entrou como oposta, a partir do segundo set.

 

Além dessas dificuldades, Camila Brait entendeu que faltou um pouco mais de paciência para seu time. “A equipe desperdiçou muitos ataques e deixou de marcar em várias viradas. Rifamos demais as bolas, enquanto elas estavam defendendo muito bem. Com isso, acabamos perdendo a paciência”, justificou a líbero.

 

Para Isabela, improvisada como líbero já que Tati Rizzo recém voltou o pré-olímpico, o time cresceu durante a partida, fazendo valer o conjunto. “Pessoalmente acho que ganhei muita bagagem no jogo contra o Sesi-SP na última rodada e consegui segurar o passe em momentos decisivos. Agora, não tenho nenhuma dúvida que o time superou o momento ruim no primeiro set e foi muito guerreiro”, comentou a jogadora.

 

A emoção tomou conta do técnico Spencer Lee pela nova vitória na Superliga. “A gente saiu de nosso ginásio e sofreu com isso pela mudança de ambiente. Treinamos muito, nos preparamos muito e nos exigimos muito também. Tínhamos um grande compromisso com o torcedor de Lages, de Rio do Sul e de toda Santa Catarina que veio até aqui assistir um jogaço de voleibol”, salientou.

 

Rio do Sul/Equibrasil soma mais dois pontos na classificação mas permanece em sétimo lugar um ponto a menos do que o Terracap/Brasília (DF).

 

O Vôlei Nestlé está com 29 pontos, com 10 vitórias em 14 rodadas. O próximo compromisso de Luizomar e suas comandadas será no sábado (16/01) contra o São Cristóvão Saúde/São Caetano, às 14h45, no ginásio Milton Feijão, no complexo poliesportivo Lauro Gomes. No primeiro turno, no José Liberatti, a equipe de Osasco superou o rival do ABC, por 3 sets a 0, parciais de 25/17, 25/18 e 25/14. Na ocasião, Thaisa foi a maior pontuadora, com 15 acertos, e a melhor em quadra.

 

O jogo – O Vôlei Nestlé mostrou elenco, concentração e muita disposição na primeira série. Sacando bem e com ótimo aproveitamento de Ivna, chegou a 8/6. Suelle, outro destaque inicial, também marcou 3 pontos para levar seu time a 12/8. Logo em seguida, a ponteira subiu num bloqueio e, na descida, torceu o tornozelo direito. Foi substituída por Carla. A equipe não desanimou. Manteve o ritmo e chegou a 16/9. Mais dois pontos de Ivna, 21/11. Diana e Van Hecke entraram na inversão 5/1 e a belga marcou, 23/12, Adenízia aumentou e Thaisa fechou o set em 25/14.

 

Depois de um primeiro set quase perfeito, o Vôlei Nestlé voltou desconcentrado e errando muito. O Rio do Sul aproveitou para abrir 5/1 e 8/4 na parada técnica. E foi ampliando a vantagem sem ser incomodado. Chegou a 20/10, quando o técnico Luizomar fez inversão colocando Carla e Diana em quadra. Não adiantou e logo as donas da casa fecharam em 25/14.

 

Um dos fundamentos principais para superar o adversário é o bloqueio. E isso o Vôlei Nestlé sabe fazer bem. E provou na terceira parcial marcando 6 pontos, sendo 3 de Thaisa. Imprimindo um ritmo forte, o time visitante fez 8/3. Manteve-se à frente na segunda parada técnica, 16/13, com ótimo aproveitamento da belga Lise Van Hecke. Ela marcou 6 pontos na fase aguda do set, incluindo o final, 25/21.

 

O quarto set começou equilibrado. As visitantes conseguiram se destacar, tanto que marcaram 9/6. Logo as donas da casa reagiram e empataram em 10/10. Dois pontos de Gabi conduziram o time para 14/12, mas foi só. O Rio do Sul virou para 16/14 e passou a mandar no jogo. Foi abrindo vantagem até fechar a série em 25/19, empatando a partida em 2 sets a 2.

 

As duas equipes trocaram pontos no tie break até 6/6, com dois acertos de Thaisa e outros dois de Lise. O Rio do Sul fez 10/7 e manteve a vantagem até 14/11, quando dava a impressão que fecharia a partida. Neste momento Gabi fez um ace e sacou bem novamente para Ivna empatar em 14/14. A reação parou aí. E as donas da casa retomaram o controle e fecharam o set desempate em 16/14.

 

No Vôlei Nestlé jogaram: Dani Lins (3), Ivna (8), Thaisa (16), Adenízia (10), Gabi (9), Suelle (3) e a líbero Camila Brait. Entraram: Diana (2), Lise Van Hecke (17) e Carla. Técnico: Luizomar de Moura.

No Rio do Sul/Equibrasil jogaram: Giovana (1), Helô (23), Ju Nogueira (7), Vanessa (10), Fran (18), Camila Paracatú (12) e a líbero Isabela. Entraram: Duda (2), Luciana (2) e Juliana Paz (5). Técnico: Spencer Lee.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
11 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Titanic 100 anos

IVna seleção? só se for seleção titanic

alexandre

A Ivna deveria ter ficado no SESI, lá ela não era tão cobrada, não tinha concorrência e virava umas boas na diagonal que ela mais gosta. Agora, no Osasco é complicado, ela precisa assumir o protagonismo e ai complica para o lado dela, no meio de tanta pressão, ela não consegue jogar e pior, ela compromete o jogo de todo mundo do time.

Fernando

A IVNA caga em tudo como sempre!
Depois fica indignada da onde tiraram o apelido de “balão” para ela.

E ela dando entrevista esses dias dizendo que ainda sonha com as olimpíadas 2016. FRANCAMENTE!

No Osasco só LISE E THAISA se salvam, Adenizia e Carcaces estão em decadência.

Enquanto isso, Praia Clube e Minas se armando até os dentes e melhorando a cada dia.

Will Lopes

Ruimzomar é um verdadeiro Titanic. Após ele assumir o time lembro que ele perdeu 4 finais seguinda, depois venceu 1, perdeu outra, venceu mais 1, e perdeu mais 2 (total 7 vices e 2 títulos). Na atual superliga, concordo com a Titanic que a Dani, Ade e até a Brait não estão jogando o que sabem. Thaísa e Lise salvam o time. Já a Ivna sem comentários.

Titanic 100 anos

Luizomar sempre mexendo com a pipoqueira da Ivna e nada resolve. Vcs já perceberam que sempre que ela vai pra ponta o Osasco perde? vide jogo contra Praia Clube. Ivna nem pra reserva serve mais, não passa confiança principalmente quando joga em quadras adversárias. Acho que o “brio” olímpico já anda mexendo com a Dani Lins, Jack, Adenisia pois ainda não jogaram absolutamente nada nessa superliga. A Fabizona e a Thaisa estão se salvando

alexandre

Muito boa observação Titanic, a Ivna não rende nem na saída, o que dizer então na ponta? Todos os jogos que jogou passando o Osasco perdeu. O Luizomar precisa colocar uma equipe titular e manter, senão ninguém vai se entender em quadra. A Adenisia ainda não entrou na SUPERLIGA, a Thaisa é realmente a única que está se salvando no time.

Mario Teodoro

Desde que o luizomar assumiu, o time do osasco eh
“irregular”, concordo com o post do leitor “titanic” sobre
a situacao dos tecnicos. A Suelle eu considero
uma otima jogadora e amadureceu bastante,
mas as contusoes vem atrapalhando. E tb sabe se la
porque motivo o luizomar prefere a gaby (que eh boa
jogadora) a Suelle (ambas tem exatamente a mesma
funcao no time ou seja ponteira de composição, de volume
de jogo)..

Adriana Nascimento

Excelente vitória pra o time do competentíssimo Spencer. Giovanna é uma bela revelação, já mostrava a que veio aqui no Minas. Go meninas. Torço por todas. Adoro volei.

Titanic 100 anos

o que está acontecendo com o Osasco? É muito preocupante a irregularidade nesse time nessa superliga. Verdadeiro fiasco. O sesi até que justifica a decadência pois não tem elenco e muito menos banco de reservas….Agora o Osasco? Osasco peca pelo fato do técnico já estar arcaico e porque se preocupa e manter uma base titular sem se preocupar com reservas. Torço para que esse ano o Praia Clube chegue à final mesmo que seja com o Rio de Janeiro. Spencer e Wagão devem ser promovidos e dirigir uma grande equipe. Eles tem potencial e mostraram que nas ultimas superligas amadureceram… Ler mais »

alexandre

Muito estranho esse irregularidade de Osasco. O time tem o maior investimento da SUPERLIGA, campeãs olímpicas, jogadoras titulares da seleção e não engrena. A culpa pela derrota para o RIO DO SUL não pode ser creditada à ausência da Carcaces. Ela ainda não jogou o que pode nessa temporada. O que me espanta é o fato da Suelle não estar jogando nada, muita gente prefere ela na Seleção do que a Natalia e a Gabi(Rio). Piada, né! Desde que saiu do SESI seu voleibol saiu junto. A Gabi de Osasco é esforçada, mas não é jogadora para ser titular em… Ler mais »

Will Lopes

Carcaces com problemas particulares fez falta. Mas Nestlé/Osasco tá muito irregular. Lise provou que voltou bem e foi a maior pontuadora do time. Agora R. Sul com este excelente técnico está de parabéns, time guerreiro, Helo dando show.

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x