Search
Saturday 30 May 2020
  • :
  • :

Em virada história, Sada Cruzeiro vence UPCN e conquista o título Sul-Americano Masculino

Foto: Skylo Reis/Melhor do Vôlei

Sada Cruzeiro e UPCN fizeram um jogo sensacional na noite deste domingo, na Arena Vivo, pela final do Sul-Americano ArcelorMittal Masculino de Vôlei. Em uma virada espetacular, a equipe cruzeirense, que perdia por 2 a 0, saiu de quadra com a vitória por 3 a 2 e conquistou o seu segundo título sul-americano de vôlei. Com o apoio da torcida cruzeirense, que fez a festa nas arquibancadas, o Sada Cruzeiro venceu o confronto final com parciais de 23-25, 23-25, 25-20, 25-19 e 18-16.

O Sada Cruzeiro começou melhor na grande final do Sul-Americano ArcelorMittal e conseguiu abrir boa vantagem no início do set. Com boa atuação do central Júnior, o UPCN entrou no jogo e encostou no placar (14 a 12). Após a segunda parada técnica, o jogo foi mais equilibrado e o time argentino chegou a virar o placar: 20 a 19. Na reta decisiva do set, o bloqueio de Theo e o erro de ataque de Leal deram a vitória para o UPCN: 25 a 23.

O segundo set começou mais equilibrado, com os ataques das duas equipes funcionando muito bem. Com ritmo intenso, o jogo foi marcado por pontos longos. O Sada Cruzeiro começou a errar muito, principalmente com o oposto Wallace, que chegou a ser substituído por um tempo. Desconcentrados na partida, os jogadores cruzeirenses não suportaram a pressão argentina. No ataque do central Martin Ramos, o UPCN venceu mais um set por 25 a 23.

Mesmo em desvantagem, o Sada Cruzeiro não se abateu e fez mais um bom início de set, não deixando o UPCN abrir grande vantagem. O set foi equilibrado até os pontos finais, quando a equipe celeste virou o placar e abriu quatro pontos de vantagem. Com o apoio de sua fiel torcida, que incendiou a Arena Vivo, o Sada Cruzeiro venceu por 25 a 20.

Embalados, os cruzeirenses voltaram melhor para o quarto set e passaram boa parte na liderança. Consistente na defesa, o time argentino equilibrou o set, mas não conseguiu parar a reação do Sada Cruzeiro. Com boa atuação do cubano Leal, a equipe mineira fechou a parcial em 25 a 19 e levou o jogo para o tie-break.

O Sada Cruzeiro voltou com tudo para o quinto e decisivo set. Logo no início a equipe abriu vantagem, com aces de Willian e Leal. Em uma boa reação no set, os argentinos, que perdiam por 8 a 3, empataram o confronto na reta final: 12 a 12. Com emoção até o fim, o time cruzeirense fechou o set e o jogo em um ataque do cubano Leal, que cravou a bola na quadra adversária: 18 a 16. Na partida, 3 a 2 para o Sada Cruzeiro, que conquistou o seu segundo título sul-americano de vôlei.

A conquista do Sul-Americano garantia ao campeão uma vaga no Mundial de Clubes, que será realizado em maio, mas o Sada Cruzeiro já estava classificado para a competição como sediante. Com isso, mesmo com a derrota, o time argentino também garantiu vaga no Mundial.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »