Search
Saturday 26 September 2020
  • :
  • :

Entrevista: Érika fala de vôlei, Azerbaijão e abre o coração para o MDV

Por Adriano Barbosa 

 

29/11/11 – Jogando no Azerbaijão há três meses, a ponteira Érika Coimbra contou em entrevista ao Melhor do Vôlei como se deu as negociações, como é o país e o vôlei deste território ainda sendo desvendado pelo esporte. A jogadora ainda relutou o título de musa e abriu o coração ao falar da vida pessoal e dos fãs. Confiram na íntegra:

"); // -->

 

Após a sua última temporada na Turquia você passou alguns dias no Brasil e chegou a treinar no Minas. Você não recebeu propostas para continuar no país?

Então, a minha idéia como sempre era ficar no Brasil. Independente de ganhar mais aqui fora, sempre prefiro jogar na minha casa para o meu povo. Recebi algumas propostas no Brasil, umas não me interessavam eu queria jogar em time grande. Sendo assim os sites colocaram que eu já estava certa no Sesi, mas só eu não estava sabendo disto.(risos) Tivemos apenas uma conversa, e fui ate São Paulo realizar todo o processo, abri meu coração e falei com o Talmo, mas acabamos não entrando em negociação. Ai depois teve outra proposta, mas não entramos em um comum acordo e decidi sair e jogar fora. A Turquia foi incrível amei Istanbul, agora com certeza minha segunda casa. Mas como tinha optado de voltar ao Brasil e depois não deu certo, o Galatasaray já tinha fechado com outra ponteira. Dai tive uma proposta da Rússia no time do Carpol, mas sinceramente lá não era pra mim, sou muito latina pra viver naquele gelo todo (risos) e também tive propostas da Itália, no Urbino e no Modena.

 

E como se deu esse convite para jogar no Azerbaijão, um país ainda pouco explorado e pouco conhecido de grande parte do público do vôlei?


Naturalmente as propostas vão aparecendo, e no meio disto tudo veio uma proposta do Azerbaijão. Pensei por que não? Vamos ver quem joga lá e como é. Adoro estas culturas diferentes, daí vi que jogadoras sensacionais como Osmokrovic, Mamadova, Virse, Bloom e outras servias de seleção, croatas, alemãs e russas estavam todas indo jogar lá. Pensei vai ser bom, alto nível e um ótimo salário. Aqui você pode contar com até dez estrangeiras em cada time. E a intenção do Azerbaijão e principalmente de Baku a capital é tornar esta cidade magnífica, e dinheiro não os falta, a cidade está toda em construção. Eles ainda tem muito a evoluir, por exemplo, a final da Champions League vai ser aqui, então mais visibilidade ainda pro vôlei. Acho que nos próximos anos todos irão ouvir falar muito deste país, e me sinto feliz em ser pioneira. Os meus fãs, amigos e familiares estão através do esporte conhecendo uma nova cultura ou pelo menos curiosos para isto. O povo daqui é mulçumano em maioria, mas é um país aberto, por exemplo, não precisa usar a burca.

 
 

Sua indicação no concurso para escolher a mais bela estrangeira da Europa tem sido um dos assuntos mais comentados nos bastidores do vôlei. Fale-nos a respeito?


É  engraçado. Porque eu não pensava nisto não imaginava algo assim mesmo. Acho que sou simpática e por isso eles gostam de mim, porque eu não me acho bonita. Mas desde pequena me indicam a esse tipo de título, até maior também como no Japão, e no Brasil que sempre falam que sou uma musa. Agradeço e me sinto lisonjeada. Mas não é o meu objetivo, eu quero sempre é fazer o meu melhor nas quadras e jogar bem nas finais, sou atleta e não modelo.

 

Para você quais os esportistas mais bonitos da atualidade?


De homem o Cobe Bryan certamente, ai meu Deus, não quero me complicar (risos), e mulheres temos várias bonitas, mas nós as latinas temos mais vida desde o olhar.
 


 

Como está o seu noivado? Teremos casamento a vista, pode nos contar?


Está ótimo, mas casamento? Não penso nisto agora. Eu sai de uma relação anterior muito conturbada e penso que agora eu encontrei alguém especial. Vamos viver mais este namoro, é tão bom namorar. Estamos juntos há um ano e três meses ainda têm tempo para pensar em casamento.
 

 

Você tem acompanhado o noticiário a respeito da atual fase da seleção brasileira feminina? O que vem achando a respeito?


As meninas da seleção estão cansadas, este ano foi muito desgastante pra elas. Já vivi isto por dez anos e sei quando se está no limite. Agora elas precisam descansar e botar a cabeça no lugar, pensar em seus campeonatos nacionais e ano que vem voltar com força total, tenho certeza de que conseguirão.

"); // -->

 
 
 

Ainda existe a vontade de jogar pela seleção? Se você fosse convocada hoje, aceitaria voltar?


Eu sempre disse que meu coração é do Brasil. A respeito da seleção, devemos estar sempre prontas a servir, mas ela está muito bem servida. E se conheço o Zé Roberto, ele nunca mudará o grupo (risos). Então vamos torcer e o resto só o destino sabe. Mas sempre amei vestir a camisa da seleção e tenho muito orgulho de tudo o que passei e tudo o que vivi, mesmo tendo ido tão jovem e tendo um desgaste psicológico, sem ninguém para me orientar. Mas amadureci rápido, tudo foi demais, amei cada minuto, acontecimento ficou guardado com amor.

 

Qual o balanço que você faz de sua carreira até o momento? O que mais te marcou até hoje, e sinceramente, o que você não gostaria de ter vivenciado?


O balanço da minha carreira é que foi incrível tudo o que conquistei até agora. Agradeço a Deus por te me dado essa oportunidade linda aqui na terra. Os erros e acertos me fizeram ser uma grande mulher. Além disto, pude dar uma vida melhor aos meus pais e conquistei amigos e fãs nesse caminho, e isto é o que vai ficar pra sempre.

 

Deixe um recado para os seus fãs!


Meus fãs na realidade me fizeram este ser humano que sou. E sem querer me achar, sou bacana, tenho um coração muito bom, e sei que o esporte me transformou nessa pessoa que pensa no próximo, que pode ajudar, é tão bom. Com meu nome tenho projetos de ajuda a crianças carentes, isto me faz sentir tão bem. Só tenho a agradecer aos meus fãs. Obrigada, meus amorecos, como chamo meus fãs, sem vocês nada disto teria sentido. Vocês são minha força, que Deus abençoe e cuide de cada um de vocês. Obrigada ao Melhor do Vôlei pela oportunidade de poder chegar mais perto do meu público querido. Quando quiserem mais noticias, entrem no meu site www.erikacoimbra.com.br ou no meu twitter @erikacoimbra.
 



Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x