Search
Thursday 29 October 2020
  • :
  • :

Equipes de vôlei do Sesi-SP encaram maratona em semana de jogos decisivos‏

Foto: Divulgação/Sesi-SP

Se o tempo de descanso já era pouco, agora então será raridade. Como uma indústria a todo vapor, as equipes de vôlei do Sesi-SP vão trabalhar pesado nesta semana. O time masculino terá nada menos que três partidas, duas pela Superliga e o primeiro jogo da final do Paulista, contra São Bernardo ou Campinas, em confronto ainda não definido. Já o grupo comandado por Talmo de Oliveira fará dois clássicos, além do jogo contra o Praia Clube, na outra segunda. Para Marcos Pacheco, técnico do masculino, o calendário apertado é fruto das competições disputadas simultaneamente.

“Isso é resultado do acúmulo de duas competições. Falamos, questionamos, mas as pessoas que detém o comando acharam que não teria problema. Agora temos de acumular os jogos. Não é o cenário ideal, mas é o que temos. Lá atrás, nós pensamos em um calendário que começasse mais cedo, com um número menor de jogos, tudo para melhorar a qualidade técnica, mas nesse momento deu tudo errado”.

A maratona do time masculino começa nesta terça-feira, contra o Voltaço, pela Superliga, às 19h, na Vila Leopoldina, na estreia em casa nesta edição do campeonato. O time do Rio de Janeiro ainda não venceu na competição, mas, para Pacheco, isso não quer dizer nada em termos de dificuldades. Pelo contrário.

“Não ter vencido não diminui a equipe. Olha os adversários que eles pegaram. Só pedreira, paradas duríssimas. O Sesi-SP será mais uma, e eles estão com muita vontade de conseguir a primeira vitória. Nosso time precisa ter muita atenção e foco no jogo para não ser surpreendido em casa. Se eles virão babando pela primeira vitória, nós estaremos do mesmo jeito para conseguir os três pontos. Lembro sempre da Copa Brasil, e precisamos nos garantir nela o quanto antes”, apontou Pacheco, que preferiu guardar para depois as análises dos próximos adversários. “Cada jogo de uma vez. Se eu pensar hoje no jogo de domingo, que não sei nem contra quem será ainda, vou me dar mal na partida de terça-feira. Realmente, uma semana para lá de complicada”.

Quem também terá muito trabalho nos próximos dias será Talmo de Oliveira. O time feminino viaja para Belo Horizonte, onde enfrenta na terça-feira o Minas Tênis, a partir das 21h. Na sexta, faz o clássico paulista contra o Pinheiros. Mesmo com menos jogos que o masculino, a próxima segunda-feira oferecerá um clássico pela Superliga contra o Praia Clube, fora de casa. Para Talmo, essa sequência ajudará o muito o time a crescer, mas sua maior atenção está no fôlego das atletas, também prejudicado pela série de partidas em sequência.

“Acho que a nossa primeira preocupação é recuperar bem de um jogo para o outro, para fazer com que a equipe consiga jogar com qualidade. Se não conseguirmos recuperar, a dificuldade aumenta. Vamos ver quem está jogando mais e usar o time inteiro. Na semana passada nós encaramos Osasco, Campinas e Rio do Sul, segunda, quarta e sexta. Agora teremos um dia a mais, porém sem moleza. Vamos recuperar quem joga mais e trabalhar forte com muito treino quem não joga tanto”.

Talmo também prefere analisar cada jogo de uma vez e para ele o mais importante na sequência é “sempre o próximo”. “O Minas é um time que jogou pouco na Superliga (fez apenas uma partida, a derrota para o Praia Clube), mas tem uma equipe bem equilibrada. Possui duas estrangeiras de muita qualidade, que são das seleções de seus países. E o time ainda vai jogar em casa. Por isso, e por outros motivos, eu foco nessa partida agora e deixo o Pinheiros e o Praia para depois”, finalizou o treinador.

Na Superliga masculina, o Sesi-SP ocupa a quarta colocação, com oito pontos e três vitórias em três jogos (3-0 Taubaté; 3-2 UFJF; 3-0 SBC). O time feminino está na quinta posição, com quatro pontos, uma vitória e uma derrota (2-3 São Caetano; 3-1 Rio do Sul).




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x